Queiroz operou financeiramente para Flávio Bolsonaro, apontam investigadores

Fabrício Queiroz fez diversos pagamentos, entre eles, o da mensalidade escolar das filhas do senador Flávio Bolsonaro. Documentos integram pedido de prisão

Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista do senador Flavio Bolsonaro é preso em Atibaia, São Paulo - Foto: Policia Civil

Jornal GGN – Consta nos documentos que geraram a prisão preventiva de Fabrício Queiroz o pagamento pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro, em dinheiro vivo, da mensalidade escolar das filhas do senador. Essa era uma das provas de que Queiroz, que foi assessor de gabinete de Flávio, atuou como operador financeiro do filho do presidente da República.

Para o pedido de prisão, os investigadores inseriram novas provas contra Fabrício Queiroz. Entre os arquivos coletados pelos investigadores no inquérito do esquema da “rachadinha” no gabinete de Flávio, quando ele era deputado estadual da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, estão as movimentações financeiras de Queiroz.

E um especificamente chamou a atenção dos promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro, aonde tramita as investigações. Foi o pagamento por Queiroz de uma mensalidade das filhas do senador, filho do presidente, em espécie.

De acordo com reportagem do El País, Queiroz fez o pagamento na caixa de um banco no mesmo horário, data e valor que o boleto da escola das filhas de Flávio Bolsonaro. Este era um dos indícios de que o ex-policial militar era um operador financeiro do filho de Jair Bolsonaro, e outros pagamentos também estão sendo investigados.

“Os investigadores obtiveram imagens em vídeo de Queiroz fazendo pagamentos no caixa de um banco, que pelo horário, pela data e pelos valores, foram feitos, ao menos, para o pagamento das mensalidades escolares de outubro de 2018 das filhas do então deputado estadual e atual senador”, trouxe o jornal.

Leia também:  STF analisa afastamento de Chico Rodrigues na quarta, enquanto senadores tentam retardar o caso

“As provas não deixam dúvida de que Queiroz pagou as mensalidades”, disse um promotor da investigação do MP do Rio ao El País.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Agora vai heim!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    E o tráfico diário de cocaína nos boings da presidência da República continua a todo vapor!!!! E com mulas maçons milicos fardadas! e com a supervisão dos traficantes donos da cocaína, os generais maçons ditadores nazi-fascitas: heleno, mourão, braga, vilasboas, o próprio boçalnaro e todos os comandantes maçons enrustidos nas nossas forças armadas…..

    2
    1
  2. Nassif colocou todos os pingos nos is. Bolsonaro só foi eleito porque omitiram do eleitor a informação sobre a investigação do Queiroz que foi aberta em janeiro de 2018.
    Essas perguntas que Nassif fez são fundamentais e claro que a grande mídia não irá investigar.
    1 – quem mandou colocar apenas 1,2 milhão no relatório, referente a um ano, se o valor real era de 7 milhões, referente a três anos, uma vez que esse é o padrão normal dos relatórios COAF

    2 – por que nenhuma autoridade tomou qualquer providência em relação a isso durante todo o ano de 2018?

    3 – Sabiam que Queiroz era o tesoureiro dos Bolsonaro e não queriam prejudicar a campanha deles?

    4 – por que Queiroz não foi alvo da operação Furna da Onça, com essa movimentação de 7 milhões em suas contas? (Outros alvos da Operação tiveram movimentação menor)

    5 – quem ainda hoje determina que nada seja feito em relação ao Queiroz?

    Responda ai, Bozo.

  3. Todos sabem como fazer o Queiroz falar tudo o que sabe.
    Não !!! Não estou falando nos métodos de interrogatório defendidos por Bolsonaro e Mourão.
    Estou falando em responsabilizar cada um por seus atos criminosos, como participar de uma organização criminosa que furta dinheiro público. Cada um e todos, entendeu ?

  4. Até agora não entendi. Se o Queiroz não era parlamentar. Não empregou ninguém em seu gabinete. Não pediu a ninguém para rachar o salário. O dinheiro que paga as contas de terceiros não eram dele, ele era apenas um executor. Um office boy. Por que somente ele tá preso e o mandante seu patrão tá solto

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome