Xadrez de uma semana do barulho, na qual o STF entrou em campo, por Luis Nassif

Três decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) comprovam sua mudança de postura.

Foto Agência Pública

A última semana permitiu a confluência de um conjunto de fatores positivos.

O primeiro, os impactos do dossiê do The Intercept mostrando os interesses econômicos envolvidos com a Lava Jato, a manipulação das delações e, finalmente, a comprovação de que estava por trás da quebra de sigilo fiscal de dois Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e esposas.

O segundo, o comportamento do Ministro Sérgio Moro, enrolando-se completamente na reação aos diálogos divulgados e criando um problema jurídico de monta ao apelar para informações de um inquérito sigiloso para tentar criar um clima de pânico que lhe permitisse avançar para cima do The Intercept.

O terceiro, a incontinência verbal de Bolsonaro, que se transformou definitivamente em um bólido sem controle. A quantidade de asneiras proferidas nos últimos dias provavelmente bateu todos os recordes mundiais de um presidente da República. E ele se tornou uma ameaça concreta ao país, com sua insistência em indicar o filho como embaixador em Washington, ou afrontar o chanceler francês e expor o Brasil a represálias globais em função dos ataques ao meio ambiente.

O Supremo entra em campo

Três decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) comprovam sua mudança de postura.

Funai

Foi a primeira medida questionando a inconstitucionalidade das decisões de Bolsonaro. Abre espaço para outras. Espera-se que entre na pauta alguma denúncia sobre o negócio da BR Distribuidora e da TAG, tenebrosas transações feitas com aval do Supremo, ao permitir a venda sem licitação das subsidiárias de estatais.

Lava Jato

Leia também:  Salles nomeia empresário sem experiência para comandar Ibama em SC

Ao requisitar os arquivos dos supostos hackers de Araraquara, o Supremo explicita sua desconfiança em relação aos propósitos da Lava Jato e do agora Ministro da Justiça Sérgio Moro. Poderiam ser instrumentos de chantagem, sim.

Embora o inquérito dos hackers esteja conduzido por um policial federal de boa reputação, a chefia da PF está em mãos de um “morista”- pessoas que se comportam como membros da organização Moro, e não da corporação Policia Federal. Tira-se também o controle do juiz Walisnei Oliveira, conhecido como o Sérgio Moro de Brasilia.

Bolsonaro

A interpelação do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, a Bolsonaro, encaminhada pelo Ministro Luis Roberto Barroso, é o início para uma futura ação por crime comum, de calúnia. Se recebida a ação penal, Bolsonaro será imediatamente suspenso das funções presidenciais.

Com essa medida, o STF desembainha a adaga contra Bolsonaro, sem ficar dependendo dos inquéritos abafados sobre Queiroz e sobre a morte de Marielle.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. Valentes, destemidos, corajosos, intrépidos ..KKKK
    ..enquanto isso Rosinha, Carminha e FACHINZINHO parecem o personagem do Chico Anysio, aquele que dizia toda vêz que o prof. Raimundo o chamava pra prova oral:
    “..aaaai meu jesus cristinho, já me descobriu aqui de novo, sô ?!”
    Nassif, um otimista incorrigível ..eu queira um cabra assim como relações públicas
    ..falta muito ainda pro tal STF “desembainhar” a espada como alude o missivista
    ..a não ser que ele esteja se referindo aos togados quando estes sacam suas agulhas pra refazerem as bainhas das suas togas de cetim enquanto esperam impacientes o chá das 5..
    Por se falar nisso ..quando LULA sai da cadeia, hein ?

    13
  2. o caixão está pronto e o defunto, fedendo; questão de tempo, o sepulcro; martelo à mão do stf? do intercept… que venham os pregos

  3. Quanto à BR Distribuidora, TAG etc., pode tirar o cavalo da chuva. Aí é muita grana envolvida e há que lembrar que o golpe é “com supremo com tudo”. Quando as sonantes têm alto valor, a canalha é bem unida, principalmente os Onze de Ouro.

    11
  4. devagar com o andor, Nassif, que o o santo é muito frágil. A Justiça tem um ritmo próprio. Ela só dá meia volta quando todos já estão voltando. Não interprete algumas atitudes tomadas como mudança definitiva de rota. Trata-se mais de sentir o terreno.
    É verdade que alguns atores da cena política estão reavaliando suas posições, mas isso não implica que o pais volta aos trilhos. O sistema de justiça deve manter as aparências. Todos concordam com isso, pois uma justiça desacreditada é inútil. Isso implica em tomar algumas atitudes contrariando o governo. Até o governo sabe disso. As atitudes são tomadas em questões consideradas secundárias. Questões de costumes e que não têm muitas consequências econômicas e políticas são o alvo preferencial da “rebeldia” do judiciário. Mantidas as aparências, o barco segue como sempre.
    O caso da vaza-jato é somente uma delimitação de terreno. Enquanto o problema se limitava ao ex-juiz e a força tarefa, eles fingiram-se de mortos, mas a inundação aumentou e a água está molhando as supremas togas. Neste caso, o instinto de sobrevivência fala mais alto e poderá ser preciso sacrificar alguém para acalmar os deuses. Dallagnol é o personagem ideal. Moro poderá ir junto.
    Um alto executivo do Itau deu o caminho. Bolsonaro ainda dá caldo, vamos espremer mais. Satisfeitos, Bolsonaro será expelido, carregando a culpa por toda a tragédia. Nessa hora, heróis aparecerão aos montes reivindicando sua participação na morte do monstro. O objetivo será mudar para continuarmos na mesma. Olho em Dória. Ele fuça a carniça. Seu comportamento revela o estágio em que o jogo se encontra.

    23
  5. Estão só tirando o deles da reta, depois disso tudo continua como era antes, otimismo exagerado em épocas como esta que vivemos faz mal ao coração quando vem a percepção da realidade. Sou São Tomé.

  6. Que Xadrez meia-boca e muito superficial/curto,vai se queimar desse jeito fazendo uma análise dessa,logo no Xadrez q tinha virado sinônimo de “profundidade”,tá parecendo aqueles comércios pequenos com o letreiro “SHOPPING GGN”q só de olharmos já vemos q não é tudo isso!!

  7. O coiso serve as elites……e quem serve as elites não cai à toa, ao contrário……haja vista certo ociólogo………….

    Pelas ultimas revelações, as eleições passadas foram fraudadas, não só pelos fatos fatos conhecidos…….

    Para dizer a verdade o país nunca teve eleições livres, sempre há a interferencia dos podres poderes……….mas a ultima foi descarada em certos pontos…….

    A unica alternativa que vejo para o país voltar a ser uma democracia para todos, e não para meia duzia de banqueiros, que ladinamente zombam dos infortunios do povo, desde que seus lucros estejam garantidos, é uma reforma administrativa e RETIRAR A CAPITAL do país de Brasilia……..aquilo se tornou um antro fétido, de lojistas mancomunados……que a capital retorne para qualquer grande cidade do país e que o povo possa fiscalizar alguns larapios de perto……ou isso, ou esqueçam…………vamos definhar até a ser vizinho contra vizinho…..

  8. há alguma inteligência estratégica coordenando a #VazaJato?

    parece haver. a notar o alvo tático preferencial escolhido: Dallagnol. o elo mais fraco da Lava Jato & Associados, contrapondo-o ao que deveria ser o ponto mais alto e mais forte na defesa institucional da Democracia: o STF.

    terá êxito?

    depende da compreensão do que seja tal “êxito”…

    desde a espionagem da NSA revelada por Snowden em Junho de 2013, tudo e todos no sistema de poder brasileiro se tornaram reféns.

    pela continuada chantagem garantida pelos cadáveres sobrando no armário e pouco tapete em cima de muita sujeira, a falência institucional se tornou completa.

    de modo ainda mais contundente e abrangente como antes flagrado nas gravações de Sérgio Machado, provavelmente na #VazaJato está detalhado não apenas o mapa do Golpeachment, como uma completa cartografia da lumpenburguesia brasileira: todos tem um rabo imenso e o rabo de cada qual está amarradinho no rabo dos demais.

    é possível superar tal situação sem romper com a ruptura institucional deflagrada pelo impeachment e operacionalizada pela Lava Jato?

    certamente não!

    estamos numa situação extrema, cuja superação exige medidas extremas. e não é outro o motivo que o regime BolsoNazi avança rapidamente para uma ditadura aberta.

    o que pretende a inteligência estratégica coordenando a #VazaJato?

    como saberemos…

    mas em seu rumo os marcos no caminho parecem óbvios:

    – afastamento de Dallagnol;
    – exoneração de Moro;
    – interdição de Bolsonaro.

    e daí?

    – assume Mourão, para levar a cabo o Moncloa brasileiro?

    como já sabemos, o Pacto de Moncloa não foi apenas um fracasso na perspectiva da maioria da população espanhola, como sua reedição no Brasil atual exigiria confrontar os interesses geopolíticos do Imperium.
    seja como for, se o STF “entrou em campo”, não o fez espontaneamente, e muito menos por súbita recuperação de seu papel como guardião da Constituição. assim o fez porque recebeu “ordens” para fazê-lo.

    [continua…]
    .

    3
    1
  9. é preciso muita união da esquerda comos movimentospopulares
    para viabilizar um
    programa para mudar isso que esta aí.
    esperar por essas instituições que criaram
    o estado de exceção é um caminho que talvez
    divirja dos interesses da maioria.
    ou dito de outra forma: só a mobilização garante que esses
    interesses sejam conquistados e mantidos.

  10. Aqui na planície, em meio a lideranças rurais e cooperativistas, entre funcionários públicos, pequenos empresários e produtores rurais, Bolsonaro ainda é o “cara” que vai salvar o Brasil do esquerdismo, do comunismo e da ladroagem que o PT patrocinou durante os anos que governou o país…
    Por mais benefícios que tenham recebido, por mais crescimento e liberdade que tenha havido, isto tudo não significou nada ante os roubos bilionários dos bandidos petistas!
    Assim, com todo o apoio e retaguarda política que estas proporcionam a Bolsonaro, penso que as coisas vão ter que piorar muito ainda antes que caia a ficha deste povo.
    Sangue ainda vai escorrer pelas calçadas!

  11. Sinceramente espero que o STF ME SURPREENDA, mas também espero que depois de TANTA INDIGNAÇÃO DE MUITOS COM AS DECLARAÇÕES DE BOLSONARO o PRESIDENTE DA OAB NÃO ACEITE NENHUM PEDIDO DE DESCULPAS POR PARTE DO MARGINAL PRESIDENTE E EXIJA PUNIÇÃO.

  12. Se o povo não for pra rua…Tdo permanecerá nesse desmonte e a roubalheira será uma loucura. O posto Ipiranga vai enriquecer as próxima 10 gerações dele

  13. “quantidade de asneiras proferidas nos últimos dias provavelmente bateu todos os recordes mundiais de um presidente da República”:

    Que bom saber que ele tambem conversou com Dallagnol.

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome