Catarina e Jarirí – uma paixão sobre-humana, por Cafezá

Obra de Di Cavalcanti

Catarina e Jarirí – uma paixão sobre-humana, por Cafezá

Entoncis, tudos eiles ficaru na expéctativa pra sabê o résurtado das eleição. Indaí, Jarirí falô:

– Eu péço a sua autorização, mestre, pá ir pra ciudadi buscá as informassões sobri o résurtado. Eu não vo entrá na ciudadi purqui eu tenho muitos amigos qui móram nas vilas afastadas. Não vo corrê pirigo ninhum.

– Tá cérto. Maisi ucê tem di tumá muitu cuidado, Jarirí. Vê se num demóra. Cólhi as infórmação e vórta bem rápido.

Adispois de se despedir de todos, Jarirí disse:

– Ucêis num pricisam ficá préúcupado cumigo não, eu to confiante di qui, antis de anoitecê, eu já estarei aqui de vórta.

Indaí, Jarirí saiu cum pressa, quase corrénu e, no caminho, foi pensanu sobri cum quem iria cunversá. Entoncis si alembrô de Paisé, qui éra primo de mestre Bódim i acumpanhava a pulítica di pérto e, cumu eile sempre dizia: “A gente tem di acumpanhá a pulítica di pérto, senão os pulítico dá a rasteira na gente e, sem nóis percebê, eiles entopem as nuóssas cabeças cum lixo.”

Entoncis, adispois de três hóra e meia di longa caminhada, Jarirí chegô esbaforido e todo suado no pórtão da casa de Paisé. Anssim qui eile bateu palmas, Paisé apontô na pórta e gritô:

– Entre, meu rapaz. Que surpresa agradávéu, eu tava pensando no meu primo Bódim agóra há poco tempo. Foi muita coincidência ucê aparecê justamente agóra. Eu acho qui ucê tá pricisanu di tomá umas dez canecona de água fresca. Se ucê veio cunversá sobri pulítica, veio no lugá cérto. Eu to sabenu di tudo o qui tá acuntecenu nesse mundo sujo. Eu seio quem é di cunfiança e quem num é. A Besta do ódio e da violência cuntinua atacando. Entre lógo, Jarirí, a gente tem muito o qui cunversá.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sobre a crença bastarda dos amores, por Romério Rômulo

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome