Vão meter ferro no boi ou no diabo que o carregue!

Mário Pinheiro interpreta A VACINA OBRIGATÓRIA. Resgate de Luciano Hortencio.

Resgate de Luciano Hortencio

Anda o povo acelerado com horror à palmatória
Por causa dessa lambança da vacina obrigatória
Os magnatas da sabença estão teimando dessa vez
Em meter o ferro a pulso bem no braço do freguês.

E os doutores da ciência vão deitando logo a mão
Sem saber se o sujeito quer levar o ferro ou não
Seja moça ou seja velho ou mulatinha que tem viço
Homem sério, tudo, tudo, leva ferro que é servido.

Bem no braço tudo é pouco chega o tipo e logo vai
Enfiando aquele troço, a lanceta e tudo o mais
Mas a lei manda que o povo e o coitado do freguês
Vá gemendo na vacina ou então vá pro xadrez.

E os doutores da ciência vão deitando logo a mão
Sem saber se o sujeito quer levar o ferro ou não
Seja moça, seja velho ou mulatinha que tem viço
Homem sério, tudo, tudo, leva ferro que é servido.

Ouça um caso sucedido que o negócio tudo logra
O doutor foi lá em casa vacinar a minha sogra
A velha como uma bisca teve um riso contrafeito
E peitou com o doutor, bem na cara do sujeito.

E quando o ferro foi entrando fez a velha uma careta
Teve mesmo um chilique e eu vi a coisa preta
Mas eu disse pro doutor, vá furando até o cabo
Que a senhora minha sogra é levada do diabo.

De um casal de namorados eu conheço a triste sina
Houve forte rebuliço só por causa da vacina
A moça que era inocente e um pouquinho adiantada
Quando foi pra pretoria, já estava vacinada.

Eu não vou nesse arrastão sem fazer o meu barulho
Os doutores da ciência terão mesmo que ir no embrulho
Não embarco na canoa que a vacina me persegue
Vão meter ferro no boi ou no diabo que o carregue.

 

 

Mário Pinheiro – A VACINA OBRIGATÓRIA.
Disco Odeon R 40.169.
Ano de 1904.
Disco constante do Arquivo Nirez.
Coisas que o tempo levou.

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Renato Pereira

- 2019-12-13 21:55:51

Por acaso quando estudante pesquisei sobre o assunto. Não sei se ignorancia ou por má fé não dizem por exemplo: A vacina obrigatoria é anterior à Republica. Adolfo Lutz, brasileiro filho de suiços, foi convidado entre outros para CUBA combater as mesmas doenças daqui e veio para sanear Santos com Vital Brasil, Emilio Ribas e pelo jovem Oswaldo Cruz. Oswaldo Cruz incumbido de sanear a "Capital do Brasil". Fez bem à saúde da população e ao Brasil. O Brasil se livrou dos intermediário(testas de ferro) e passou a ter investimentos diretos dos capitalistas estrangeiros. Parece que a Historia do Brasil está sendo reescrita por RUSSOS. Mais respeito.

lucianohortencio

- 2018-01-18 19:15:23

Para MALU!

[video:https://www.youtube.com/watch?v=3pSd145d7Y]

Maria Luisa

- 2018-01-18 17:42:53

Eu vou com eles

Essa imagem do "Castelinho" - Fiocruz- é muito boa. Qualquer dia o Castelinho desaba por falta de verbas para manutenção. Sou amiga de um casal que trabalha la - ela na comunicação, ele pesquisador - e sempre falam do estado do Castelinho. E como o Brasil vai bem para cacilda em todos os niveis... nos resta pedir para a turma do funil passar e nos levar!

[video:https://youtu.be/NGLRx8kmknQ]

lucianohortencio

- 2018-01-18 15:42:28

Ao ze sergio!

[video:https://www.youtube.com/watch?v=SZlfmZOpu1Q]

lucianohortencio

- 2018-01-18 11:03:18

Ao Luiz Antonio antunes Machado!
[video:https://www.youtube.com/watch?v=93R3FwpXzk]

Anda o querosene numa viva roda

Por causa da moda que veio de Cuba

E o mosquito agora está condenado

A gemer, coitado, na velha suruba.

Cozinheiro lorde, gente pobre ou rica,

Dizem que ele morde, dizem que ele pica.

Boa gente afirma que uma picadela

A febre amarela facilmente expande.

E o pobre mosquito, Judas na Aleluia,

Vai tomar na cuia como gente grande.

Até minha sogra, que toda se pela,

Livrar-se não logra da tal picadela.

Cidadãos pacatos, cabras de respeito,

Abram bem o olho, olhem o zum zum

Que o tal curicilio de pança rajada,

Não respeita nada, pica em qualquer um.

Dona Ana Trancoso, Arre! Sempre fica,

Diz que é gostoso se acaso ele pica.

Diz o mosquitinho para a mosquitinha

Companheira nossa, vamos passear

Deixa de lambança, não entorne o caldo

Que o Doutor Osvaldo lá nos vem pegar.

Marocas, bem digas, boa rapariga,

E quando ele morde, incha-lhe a barriga.

 

ze sergio

- 2018-01-18 11:01:14

Vão...

Há 115 anos, a Vacina era Obrigatória. E o Voto facultativo. Olha o atraso miserável deste país? Depois de mais de 1 século. O Voto é Obrigatório. E a peste incontrolável.40 anos esquerdopatas e farsantes. A FEBRE AMARELA chega pelo Sistema Cantareira que Picolé deixou exaurir. Não deve haver coincidência neste fato. Deve haver mediocridade, como resultado de 4 décadas entre medíocres. Já culparam São Pedro por tamanha incompetência. Agora, o acusarão de hospedeiro.  

Luiz Antonio Antunes Machado

- 2018-01-18 10:50:58

Grandes Figuras

Revolta da Vacina. Um dos "imbroglios" do início da República. Ótima lembrança do Luciano. Ainda por cima revive a saudosa EBAL, revistas em quadrinhos do tipo que faziam sucesso em nossa infância e adolescência, mas que não fazem mais o tipo dos jovens de hoje: Grandes Figuras, Epopéia, Invictus, Álbum Gigante, Edição Maravilhosa, Pequenina. Boas lembranças.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador