Bolsonaro: “Índio não fala nossa língua e consegue ter 14% do território do Brasil”

Jair Bolsonaro criticou a demarcação de terras indígenas dos governos Lula e Dilma Rousseff e disse que isso “inviabiliza” estados brasileiros

Foto: Reprodução EBC

Jornal GGN – Ao tratar sobre a situação da Amazônia, durante uma reunião com governadores, nesta terça-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro criticou a demarcação de terras indígenas dos governos Lula e Dilma Rousseff e disse que isso “inviabiliza” estados brasileiros. “O índio não faz lobby, não fala a nossa língua e consegue hoje em dia ter 14% do território nacional.

O encontro tinha como objetivo discutir soluções para as queimadas na floresta, junto aos nove estados que compõem a Amazônia Legal, mas centrou suas falas nas criticas aos governos anteriores nas políticas de demarcação de terras indígenas, quilombolas e áreas de preservação ambiental.

“Com todo respeito aos que me antecederam, foi uma irresponsabilidade essa política adotada no passado no tocante à isso, usando o índio como massa de manobra”, disse o mandatário, no encontro realizado no Palácio do Planalto.

A série de queimadas pelo país, que foram manchetes não só nos jornais brasileiros durante os últimos dias, como também pautou a agenda internacional, ficou em segundo plano nos temas tratados na reunião.

Bolsonaro questionou os governadores sobre o percentual de reservas indígenas em seus estados, chamando de “irresponsabilidade” a demarcação.

Leia mais aqui: Flávio Dino rebate afirmações de Bolsonaro em reunião com governadores da Amazônia

“A Amazônia foi usada politicamente”, disse. “Aos que me antecederam, foi uma irresponsabilidade essa política adotada no passado, usando o índio ao inviabilizar esses estados”, assim descreveu. “Muitas reservas têm o aspecto estratégico, que alguém programou. O índio não faz lobby, não fala a nossa língua e consegue hoje em dia ter 14% do território nacional. Vou fazer, no final, breve histórico disso, mas uma das intenções é nos inviabilizar”, afirmou.

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato e a indústria do compliance. Quer se aliar a nós? Acesse: www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

28 comentários

  1. Deve ser porque os índios cederam (ou lhes foram tiradas os outros 86%) uma parte, visto que antes da invasão (chamada de descobrimento) européia eles tinham toda a terra.

  2. Nossinhora, que mulher bonita ele tem! Porque Bolsonaro nao coloca uma fotinha de seu pau duro na internet e deixa a gente escolher entre ele, Macron, ou os indios com pau de fora que tanto o perturbam?

    • Nossa que comentário medíocre e chulo se entende.porque elegeram um cara. do mesmo discurso.. imagine a educação que seus pais lhe deram..
      deve ser a.maior baixaria …afff

  3. Enquanto este Estrume do Inferno, estiver na presidência, vai se sentir no direito de atacar as minorias. Seu LIXO, tem de nascer de novo, pra ver se dá próxima vem com características humanas.

  4. Quando os portugueses chegaram não falavam a língua dos índios, por que pegaram o Brasil? Da onde ele tira esses argumentos sem sentido? quer fazer algo, ao menos arrume um argumento inteligente.

  5. Esse imbecil que imbecis transformaram em presidente, não consegue entender o óbvio: Nós que não falamos a língua brasileira e já tomamos 86% das terras deles!

  6. Esse imbecil que imbecis transformaram em presidente, não consegue entender o óbvio: Nós que não falamos a língua brasileira e já tomamos 86% das terras deles!

  7. Alguém tem que dar a esta ‘coisa .
    ‘ umas aulas de história do Brasil, explicando para ele que quando os portugueses aqui chegaram, os índios ja eram donos da terra, ja falavam a língua Tupi-Guarani, eram muitas tribos, Jes, Tapuias, Guajajaras, Carijós, Tamoios, Tupinambás, entre outras, os portugueses tomaram as terras, destruíram as florestas em busca de ouro, pedras preciosas, madeiras, enfim, reduziram grandes nações a um punhado de pedintes, assim como fizeram com os negros. Lembrem também a este ser ignorante que a língua que falamos hoje é descendentr da língua indígena que falava-se no Brasil dos índios.

  8. Cretino imundo!!! E, os norte-americanos também falam nossa língua?, Quanto do território brasileiro eles já têm?, quanto das riquezas do Brasil eles já tomaram?, por acaso os EUA falam nossa língua, tem nossos símbolos, porque então, esse canalha bate continência à bandeira dos EUA???

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome