Como foram plantadas as sementes do ódio que atingiram Miriam Leitão, por Luis Nassif

Todos eles sem se dar conta que estavam jogando carne fresca para a matilha de cães ferozes que estavam sendo criados no cativeiro da mídia. Agora, com as grades da jaula abertas pelo WhatsApp saem pelo mundo mordendo até  as pessoas que os alimentavam.

A jornalista Miriam Leitão e seu marido Sergio Abranches são impedidos de participar de uma feira de livros em Jaraguá do Sul. Uma petição com mais de 3 mil assinaturas pediu o cancelamento da participação de ambos. “Por seu viés ideológico e posicionamento, a população jaraguaense repudia sua presença, requerendo, assim, que a mesma não se faça presente em evento tão importante em nossa cidade” (aqui).

A razão tem sido o posicionamento corajoso da jornalista contra medidas do governo Bolsonaro.

Ontem, na noite de autógrafos do meu livro, em Brasília, aparece um rapaz jovem, simpático, me agradecendo “profundamente”. Por que? Pela defesa que fiz dele no caso Wikipedia.

Em agosto de 2014, em plena campanha eleitoral, Miriam Leitão denuncia o Palácio do Planalto por ter manipulado de forma difamatória seu perfil na Wikipedia. O escândalo explode em todo o país.

Segundo descrição do jornal O Globo (aqui), as alterações na Wikipedia incluíram o seguinte trecho:

“Míriam Leitão fez a mais corajosa e apaixonada defesa de Daniel Dantas, ex-banqueiro condenado por corrupção entre outros crimes contra o patrimônio público. A forma como Míriam Leitão se envolveu na defesa de Dantas chamou a atenção de Carlos Alberto Sardenberg, seu companheiro na CBN, para quem a jornalista estava diferente naqueles dias. Para Míriam Leitão, apesar do vídeo que flagrava o suborno a um delegado da Polícia Federal, a prisão de Dantas não se justificava, posto que se tratava de coisas do passado”.

Provavelmente se referia a um comentário de Miriam na CBN, apanhada de surpresa com a notícia da prisão de Dantas. Não havia mentira, nem ilações, mas apenas permitia ilações. Contra Sardenberg, a crítica era bobinha, atribuindo sua defesa dos juros altos ao fato de ter um irmão economista da Febraban.

Descobriu-se que a alteração saiu de um dos computadores da rede que servia o Palácio do Planalto. É uma rede com centenas de computadores, do mesmo modo que as redes que servem as Organizações Globo. No entanto, atribuiu-se ao Palácio.

A intervenção na Wikipedia havia sido em 2013. Descobriu-se, depois, que tinha sido o ato individual de um jovem de 29 anos, do interior de São Paulo, concursado.

De forma desproporcionalmente pesada, caiu o mundo sobre ele, como a pata de elefante esmagando uma formiguinha.

Apelou-se a uma das modalidades menos analisadas de fake news, que consiste em tratar como grandes escândalos pequenos episódios irrelevantes.

Imediatamente a oposição pediu a interferência da Procuradoria Geral da República. Espocaram manifestações de solidariedade da ABI e da Fenaj, entidades que permaneceram mudas e quietas ante todos os abusos cometidos contra jornalistas que não eram da Globo.

A presidente Dilma Rousseff caiu na esparrela e usou da palavra presidencial, aquela que deveria ser empregada apenas para grandes temas institucionais, para condenar a atitude e ordenar a instauração de um inquérito para apurar o responsável pelo crime.

Tempos depois, Mirian promoveu outro festival de solidariedade, ao denunciar que havia sido moralmente agredida por petistas em um voo para Brasília.

Leia também:  A economia brasileira, segundo a GloboNews, Andre Motta Araujo

“Sofri um ataque de violência verbal por parte de delegados do PT dentro de um voo. Foram duas horas de gritos, xingamentos, palavras de ordem contra mim e contra a TV Globo. Não eram jovens militantes, eram homens e mulheres representantes partidários. Alguns já em seus cinquenta anos. Fui ameaçada, tive meu nome achincalhado e fui acusada de ter defendido posições que não defendo” (aqui).

“(…) “Durante o voo foram muitas as ofensas, e, nos momentos de maior tensão, alguns levantavam o celular esperando a reação que eu não tive. Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio. Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, entre outras grosserias”.

Era um fake News (aqui) que foi desmentido no mesmo dia pelas redes sociais.

Segundo depoimento do advogado Rodrigo Mondego, no Facebook, presente ao voo (https://goo.gl/p6x7KH)

Cara Miriam Leitão,

A senhora está faltando com a verdade!

Eu estava no voo e ninguém lhe dirigiu diretamente a palavra, justamente para você não se vitimizar e tentar caracterizar uma injúria ou qualquer outro crime. O que houve foram alguns poucos momentos de manifestação pacífica contra principalmente a empresa que a senhora trabalha e o que ela fez com o país. A senhora mente também ao dizer que isso durou as duas horas de voo, ocorreu apenas antes da decolagem e no momento do pouso.

Um segundo depoimento foi de Lúcia Capanema, professora de Urbanismo da UFF – Universidade Federal Fluminense (https://goo.gl/JjWSSA)

“(…) Fui a última a entrar no avião, e quando o fiz encontrei um voo absolutamente normal. Não notei sua presença pois não havia nenhum tipo de manifestação voltada à sua pessoa (https://goo.gl/KpX9P9).

Durante as duas horas de voo nada houve de forma a ameaçá-la, achincalhá-la ou mesmo citá-la nominalmente. Por duas ou três vezes entoou-se os já consagrados cânticos “o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo” e “a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura”; cânticos estes que prescindem da sua presença ou de qualquer pessoa relacionada a empresa em que você trabalha, como se pode notar em todas as manifestações populares de vulto no país. Veja bem, estávamos a apenas seis fileiras de distância e eu só fui saber de sua presença na aeronave na segunda-feira seguinte, depois de ter escrito o relato publicado por várias fontes de informação da mídia alternativa. (…)

Conforme escrevemos na época (aqui)

Alguém pode imaginar uma cena dessas, de duas horas de escracho, em um voo comercial em uma das rotas aéreas mais frequentadas do país, passar em branco durante dez dias, sem uma menção sequer nas redes sociais ou mesmo no próprio blog da jornalista? Não teve uma pessoa para sacar de seu celular e filmar as supostas barbaridades cometidas contra a jornalista. Não teve um passageiro para denunciar os absurdos no seu perfil? E a jornalista disse que não filmou por ter se sentido intimidada e estoicamente guardou durante dez dias as ofensas que diz ter sido alvo.

Sinceramente, como é possível a uma pessoa empurrar ostensivamente a cadeira de um passageiro, de uma senhora, sem provocar uma reação sequer dos demais? Tivesse sido alvo de um escracho real, teria toda minha solidariedade. Não foi o caso.

Mesmo assim, imediatamente – como seria óbvio – a denúncia de Miriam provocou manifestações de solidariedade não apenas de entidades de classe como de jornalistas que não se alinham ao seu campo de ideias. De repente, foram relevadas todas as opiniões polêmicas da jornalista, nesses tempos de lusco-fusco político, de ginásticas mentais complexas para captar os ventos da Globo, para que explodisse uma solidariedade ampla.

No início do governo Dilma, houve episódio semelhante com Miriam, com a tal manipulação de seu perfil na Wikipedia por algum funcionário do Palácio. As alterações diziam que ela teria cometido erros de avaliação em alguns episódios.

Não existe um personagem público que não tenha sofrido com interferências em seu perfil na Wikipedia. E tentar transformar em atentado político, por ter partido de um computador da rede do Palácio, é o mesmo que acusar uma empresa por qualquer e-mail enviado por qualquer funcionário.

(…) E depois se diz que são as redes sociais que criam a pós-verdade.

Nos dois casos era claramente um jogo político, o episódio do voo sendo denunciado apenas dez dias depois da suposta ocorrência; o caso da Wikipedia sendo denunciado um ano depois. Em ambos os casos, impactando o período eleitoral.

Leia também:  A precarização do jornalismo catarinense travestida de investimento no jornalismo digital, por Carlos Nascimento Marciano

Agora, enquanto Miriam enfrenta o ódio das milícias bolsonaristas, entendendo de fato o que é o ódio, o jovem à minha frente conta que até hoje está respondendo a cinco processos dela e de Sardenberg, promovidos por advogados da Globo. Não foi demitido do setor público, por estável. Mas sua carreira morreu no momento em que incluiu menções a Miriam na Wikipedia, sem se dar conta de que o macarthismo já tinha se implantado no país.

Era apenas um jovem do interior que cometeu a imprudência de conspurcar o Wikipedia de uma jornalista notável e se tornou o álibi preferencial no grande teatro da real politik, permitindo à jornalista despertar solidariedades e amenizar as críticas contra ela, para a oposição e a Globo reforçarem as narrativas sobre os exércitos bolivarianos, e a presidente se mostrar como uma grande democrata.

Todos eles sem se dar conta que estavam jogando carne fresca para a matilha de cães ferozes que estavam sendo criados no cativeiro da mídia. Agora, com as grades da jaula abertas pelo WhatsApp saem pelo mundo mordendo até as pessoas que os alimentavam, instaurando o protofascismo no país.

Tenho certeza que agora, depois de provar do fel amargo do macarthismo em estado puro, e se tornar uma campeã da democracia, Miriam terá a generosidade de suspender as ações. Afinal, era apenas um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, e vindo do interior.

Repito, há um doloroso ajuste de contas a ser feito pela mídia com ela própria.

"Tenho certeza que agora, depois de provar do fel amargo do macarthismo em estado puro, e se tornar uma campeã da democracia, Miriam terá a generosidade de suspender as ações. Afinal, era apenas um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, e vindo do interior." . Das várias vozes de um jornalista, você faz bem em dar à Miriam Leitão esse voto de confiança, Nassif. Há coisas que devem ser ditas mesmo que não acreditemos muito nelas, se for esse o caso.... . Infelizmente, por tudo o que vimos da Miriam ao longo dos anos, parece ter se tornado mais uma dessas pessoas que, tragicamente, "esqueceu de si mesma", esqueceu de quem era, seus valores, princípios de vida, sua essência enquanto ser humano que busca a verdade em todas as coisas - condição primordial para ser você mesmo e não uma caricatura do que se foi ou se poderia ter sido... . O mais provável é que ela elabore o seguinte autoengano para justificar sua existência dúbia e pobre: "Estou sendo vítima mais uma vez das pessoas radicais! Os petistas não gostam de mim porque eu falava a verdade sobre os erros de Lula e do PT, hoje, os bolsominions me agridem porque faço a mesma coisa, falo as verdades sobre Bolsonaro que eles não querem ouvir...." . E, desse modo sofismático de ver a si mesma, o mundo, a vida, se vitimizará mais uma vez, sem assumir que, na Globo, vendeu sua alma ao Mefistófeles de um bom salário e a fama de trabalhar no maior grupo midiático do Brasil, esquecendo-se de todas as farsas que abraçou e defendeu, desde planos econômicos fadados ao fracasso, como a legitimação do golpe de Estado que sofremos e o massacre perverso a Lula, que ela nunca foi capaz de denunciar, bem como de sua bajulação a Sérgio Moro, que uma pessoa de sua inteligência e cultura, sempre soube quem era. . Segue o mesmo destino de pessoas como Marta Suplicy, Toffoli, Roberto Freire, Gabeira, enfim, são tantos, não? Renegam-se, desconstroem-se e criam enredos farsescos e patéticos numa vã tentativa de justificar a existência medíocre, condenados eternos a uma vida sem o brilho único de se andar na verdade e se buscar o que é justo.

65 comentários

  1. Nassif, se esse texto tivesse sido o único ato de sua carreira já teria valido a pena.
    Me sinto na obrigação de lhe agradecer em nome desse rapaz, pois são raras as pessoas que se erguem contra os abusadores do poder, como são Miriam Leitão e Sardenberg neste caso.

    64
    • E que ela não se iluda para o fato de que os odiosos arrefecerão. Não, inclusive até com os prováveis fracassos de seu mito, eles descontarão suas frustrações sobre a cabeça daqueles considerados por eles, culpados. O risco é deixar as hordas se armarem, pois na Europa até bombas com foguetes, a direita torta já andou adquirindo.

      26
      1
  2. Grande Nassif, uma penada sua vale muito ! Se seu pleito não for atendido Miriam passa à condição de merecedora, por isonomia, das agressões a ela dirigidas.

    42
  3. Não sou hipócrita, não tenho respeito nenhum por esses dois……
    Perdi o respeito por essa senhora no dia em que, durante o governo Lula, ao comentar a queda do desemprego disse: “desceu, mas vai subir”, e despejou uma cantilena sobre os trabalhadores que não estavam procurando emprego iriam se juntar a massa desempregada aumentando-a….ali percebi o jogo sujo da mídia contra Lula, o jogo do MAS…..o desemprego realmente subiu, dez anos depois……
    Sobre esse senhor, não vou mentir, nunca gostei dele…….mas fiquei oarado na frente da TV para ver como anunciaria o PIB de 9% dos primeiros meses do governo Dilma, ele não decepcionou, disse “parece uma boa notícia, mas não é” e desandou a falar que a inflação iria subir blá blá blá..
    Estão sendo mordidos pelo monstro que alimentaram……nenhum se manifestou quando petistas estavam sendo humilhados em locais públicos…..como o Zé Eduardo Cardozo com uma turba a lhe xingar no.momenti em que iria comprar um livro….ou o Mantega quando jantando em um restaurante…….
    Como diria Vandré, é a volta do cipó de aroeira no lombo de quem mandou dar……
    Por último, chama a atenção que um grupelho de zes-ruela queiram se impor por toda uma população….. ….isso tem nome……..

    72
    1
  4. um dos imgredientes que mobilizaram as “matilhas
    “cães ferozes que estavam sendo
    criados no cativeiro da mídia.”

    21
    1
  5. Wikipedia, Nassif, e não Wikileaks.

    E, desculpe, “posicionamento corajoso” em relação ao governo boçalnaro é que não é mesmo. Trata-se do mesmo oportunismo míope, segue o roteiro traçado lá atrás: botamos aí o que tem de antipetismo, e depois agente vai puxando as rédeas. A primeira parte funcionou; agora estão aí pelejando pra cavalgar o quadrúpede desembestado.

    Não foi por falta de aviso. Mas, se você considera isso aí “coragem”…

    27
    3
    • *a gente.

      Contudo, Nassif, acredito até que ela esteja bem gostando. Ela já pode dizer que é “de centro”, porque foi criticada pelos petistas no passado e agora hostilizada pelos bolsominions.

      Eu tenho muito cuidado em passar pra frente qualquer peça de propaganda politica da lavra de Mirian Leitão, Merval, Sardenberg, etc.

      20
      1
    • Lucineide Cara tu leu mesmo o texto? Em nenhum momento Nassif disse que ela teve posicionamento corajoso, o que ele disse foi que ela se auto enganaria, para não ter de faze uma autocrítica.

      3
      3
      • José Ferreira Jr, também me incomodei com o mesmo trecho que incomodou Lucinei, por favor, releia o segundo parágrafo do texto:”A razão tem sido o posicionamento corajoso da jornalista contra medidas do governo Bolsonaro”. Não dá pra passar o pano pra essa pessoa, suas “críticas” ao boçal que ela ajudou a eleger, além de inócuas, só servem à política de redução de danos da empresa pra qual trabalha, que quer se desvencilhar simbolicamente do boçal, e à ela própria, que finge não ter responsabilidade pelo desgoverno e pela desdemocratização que ajudou a promover no nosso país.

  6. Não suspenderá nada. Essa gente não aprendeu,não aprende e não aprenderá nunca e,tal qual o jornal do rato,ainda usará estes fatos como comprovação de sua imparcialidade e seu compromisso com o público (seu público).
    Até 2015 o país passava por um processo de civilização que possibilitaria que,quem sabe,em futuro não tão distante,pudéssemos sair da selvageria cultural em que sempre nos encontramos.
    Incomodados com isso,os coronéis políticos e financeiros de nosso país,aliaram-se para provocar uma ruptura institucional disfarçada. Se até agora não deu muito certo do ponto de vista do restabelecimento do poder em suas mãos,pelos menos,orgulhosamente,podem desfilar sua ignorância sem medo e sabem que o futuro lhes reserva uma tranquila retomada do poder.

    25
  7. Nada espere dessas mirians e desses sanderbergs: são criaturas e criadores dos abutres. Jamais (JAMAIS) darão o braço a torcer de suas diatribes, ilegalidades, negocismos e parcialidades: são assim porque são assim. Devem estar no “sétimo inferno celeste” por serem motivo de tantas atenções. Mesmo que jaraguá do sul se coloque como primeirona nesta política nazifascista: dão nojo em lesmas.

    19
    2
  8. Só quero dizer uma coisa: não tem nenhum acerto de contas da mídia a ser feito.
    Alguém já viu carrasco chorando e dizendo que se arrepende de ter cortado todas aquelas cabeças?
    Parece um vício essa coisa de ficar esperando arrependimento da outra parte, acerto de contas, etc, etc. Não vai acontecer. A verdade dura é que a burguesia, se e quando a situação toda se lhe tornar desfavorável, vai buscar algum tipo de acordo que, eventualmente, poderá favorecer aos mais pobres – tal e qual fizeram no final da ditadura militar, quando aceitaram uma composição entre direitistas, centristas e esquerdistas moderados, para que o processo político não lhe escapasse ao controle. E não haverá nenhum mea culpa, como não houve. O Globo pedir desculpas foi meramente protocolar, e já em preparação para o que viria depois (nós mudados, agora somos democratas, e o que estamos fazendo é porque defendemos a democracia…).
    Os julgamentos de nazis, depois da guerra, foram todos eles marcados por duas afirmações: sou inocente, e isto é mentira. Porque agora seria diferente?

    25
  9. Duvido que suspenda, Nassif. Esta senhora é tudo, menos jornalista. Sua missão cumprida a contento: atacar a esquerda e ajudar a derrubar o governo Dilma. Agora a missão é simular imparcialidade fingindo de jornalista. Essa turma que mora de favor na casa grande não tem consideração nenhuma pela senzala.

    16
    1
  10. “…A presidente Dilma Rousseff caiu na esparrela e usou da palavra presidencial, aquela que deveria ser empregada apenas para grandes temas institucionais, para condenar a atitude e ordenar a instauração de um inquérito para apurar o responsável pelo crime…”… Repito, há um doloroso ajuste de contas a ser feito pela mídia com ela própria…” A Mediocridade encontrou a sua Pátria. E está por todas as partes, em todos os cantos, não há parte desta Nação que se salve. Mas afinal, por que somente agora? 40 anos de Redemocracia, 30 anos de farsante Constituição Cidadã. 9 décadas de Estado Ditatorial Absolutista Fascista. Somente agora o cheiro da coisa podre começou a incomodar os andares de cima? Agora que os Inquilinos já mudaram para outros Territórios, outras Nações? Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação. Cachorro atrás do rabo. Finalmente alcançou seu objetivo. SURPRESA !!!!!!!!!!

    1
    4
  11. Essa, como jornalista, NÃO VALE NADA ..manipula, induz, TENTA CONDUZIR, FAZ lobby, engana, MENTE descaradamente.
    parece que tá provando um pouco do veneno

    15
  12. “Tenho certeza que agora, depois de provar do fel amargo do macarthismo em estado puro, e se tornar uma campeã da democracia, Miriam terá a generosidade de suspender as ações. Afinal, era apenas um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco sem parentes importantes, e vindo do interior.”
    .
    Das várias vozes de um jornalista, você faz bem em dar à Miriam Leitão esse voto de confiança, Nassif. Há coisas que devem ser ditas mesmo que não acreditemos muito nelas, se for esse o caso….
    .
    Infelizmente, por tudo o que vimos da Miriam ao longo dos anos, parece ter se tornado mais uma dessas pessoas que, tragicamente, “esqueceu de si mesma”, esqueceu de quem era, seus valores, princípios de vida, sua essência enquanto ser humano que busca a verdade em todas as coisas – condição primordial para ser você mesmo e não uma caricatura do que se foi ou se poderia ter sido…
    .
    O mais provável é que ela elabore o seguinte autoengano para justificar sua existência dúbia e pobre:
    “Estou sendo vítima mais uma vez das pessoas radicais! Os petistas não gostam de mim porque eu falava a verdade sobre os erros de Lula e do PT, hoje, os bolsominions me agridem porque faço a mesma coisa, falo as verdades sobre Bolsonaro que eles não querem ouvir….”
    .
    E, desse modo sofismático de ver a si mesma, o mundo, a vida, se vitimizará mais uma vez, sem assumir que, na Globo, vendeu sua alma ao Mefistófeles de um bom salário e a fama de trabalhar no maior grupo midiático do Brasil, esquecendo-se de todas as farsas que abraçou e defendeu, desde planos econômicos fadados ao fracasso, como a legitimação do golpe de Estado que sofremos e o massacre perverso a Lula, que ela nunca foi capaz de denunciar, bem como de sua bajulação a Sérgio Moro, que uma pessoa de sua inteligência e cultura, sempre soube quem era.
    .
    Segue o mesmo destino de pessoas como Marta Suplicy, Toffoli, Roberto Freire, Gabeira, enfim, são tantos, não? Renegam-se, desconstroem-se e criam enredos farsescos e patéticos numa vã tentativa de justificar a existência medíocre, condenados eternos a uma vida sem o brilho único de se andar na verdade e se buscar o que é justo.

    14
  13. Não tenho dúvidas de que a liberdade de imprensa deve ser preservada a todo custo, mas os canalhas da imprensa devem responder por suas posturas equivocadas .

  14. A sugestão da Miriam suspender o processo é uma ironia do Nassif mas mesmo se fosse sério a observação jamais seria atendida. A Miriam se leva muito a sério com seu poder de obedecer os Marinhos e o mercado (seja lá o que isso signifique) e portanto jamais descerá ao nível do chão onde habitam e labutam o editor de um site independente e um jovem funcionário público.
    Quem pariu mateus que embale! E ela pariu mesmo um Matheus, aquele que faturou alto num livro laudatário e sem qualquer credibilidade jornalística em que endeusou o Moro e a Lava Jato. A Lava Jato que destruiu a Petrobrás, as empreiteiras e a economia do país sem qualquer observação da mãe editora de economia. E de quebra colocou no poder os que agora a perseguem.
    Como há anos vimos amargando o fel destilado por essa gente vou ser mais bondosa: chupa que é de uva, Miriam!

    13
  15. O abuso, a crueldade e a hipocresia é uma característica da direita empoderada ao redor do mundo mas em geral existe um “verniz” que tenta dar um viés de conformidade com as regras para essa elite e assim o convivio se dá de forma mais ou menos civilizado entre os diferentes atores da sociedade. A diferença é que aqui no brasil ela perdeu toda e qualquer vergonha de mostrar o que relamente é e vemos as coisas mais absurdas e grotescas acontecendo à luz do dia o que nos deixa com essa sensação de impotência e perplexidade. Para piorar a situação a “elite” empoderada deste país é muito despreparada e carece de qualquer conceito cívico, moral ou ético e mesmo de patriotismo tendo apenas o “deus dinheiro” como o único norte. Os lacaios no jornalismo são um pequeno exemplo disso!

  16. Caro Nassif! Infelizmente a disseminação do ódio se tornou uma constante em nosso País e a democracia se vê ameaçada por essa “matilha” totalmente descontrolada e acéfala.
    Acompanho a Miriam desde sempre e seus comentários são absolutamente coerentes. Desde quando criticava o PT, e quem quer que seja! Precisamos colocar os pingos nos “is” e combater de forma veemente essa leva dos chamados “anticomunistas” que na verdade só querem causar a discórdia! Tudo isso fruto de um desgoverno que pela sua truculência e incompetência, vive jogando cortinas de fumaça para que os incautos fiquem defendendo as barbaridades que até então estamos presenciando! Força Miriam, Força imprensa séria.

    1
    9
  17. Uma coisa nao ficou clara, Nassif:

    Ela esperou 10 dias ou nao mencionou o assunto na coluna dela???

    Qual eh a fonte da noticia?

    So antes valia recorrer aa coluna propria pra mentir e aliciar incautos pra “defesa ” dela desde que fosse contra genericos “petistas “? E agora nao vale mais?????

  18. Jornalistas da Globo estão hoje em um dilema bem brasileiro, ou da ou desce. Se saem da emissora perderão a boquinha gorda que não encontrarão em nenhum outro lugar se ficam tem diretrizes severas a cumprir. A Globo está no mesmo dilema às vezes ataca e às vezes defende este governo mas não abre mão de moro sua grande aposta que está se desfazendo. É bom que sintam o gosto do veneno que destilaram nos últimos anos só assim, talvez, voltem a fazer jornalismo com seriedade algo que tenho minhas dúvidas.

    • “Jornalistas” e “colunistas” da rede golpe nao descem.

      So dao.

      (Tou esperando o link aa coluna dela sobre o assunto ainda…)

  19. A imprensa, através de jornalistas como Miriam Leitão, que cobram constantemente que o PT e todos seus quadros façam autocrítica, deveria já bom tempo ter feito a sua e pedido desculpas ao povo brasileiro por manipular tão descaradamente a informação. Mais um dia a casa vai cair para a imprensona.

  20. Só me falta aparecer alguém aqui defendendo essa besta ignara da Mírian Leitão. Não passa de uma analfabeta funcional. Uma jumenta incapaz, que nunca disse nada que prestasse na vida. Só chegou onde chegou porque esse é um país de asnos amestrados pela Globo.
    Chega de ser condescendente, Chega de perdoar essa gente.
    Agora o ódio deve ser respondido com ódio, impiedade e desprezo dessa gente asquerosa.
    Tudo o que esse nojenta fez foi semear ventos. Agora que colha a tempestade.

    12
  21. FORA DE PAUTA

    Sr. Nassif e GGN, desculpem pela rabugice, mas a cobertura do blogue ainda não reflete as ideias da chamada Nova Democracia, sobre cujo artigo do dono do blogue a qual tenho duas ressalvas a fazer: 1 – o centro da nova democracia mais avançada na Europa e USA não é o homem – precisa atualizar a terminologia, é ser humano, rs – mas a Vida em todas as suas formas, que inclui a ecologia como forma de estudar o equilíbrio entre espécies e seus ecossistemas; 2 – a horizontalidade pretendida não é espelhada em redes sociais, pelo amor de Deus, que não são de maneira nenhuma exemplo de independência e liberdade, pois são instrumentos de fantochização da sociedade, vide a batalha ignorada que se trava, na Europa e USA, com a tentativa de taxação das Big Techs, o cartel feudo-medieval GAFA (google, amazon, facebook e apple) e as ações malévolas e já extensamente documentadas por ativistas e jornalistas de figuras como Bill Gates (que controla as ações da organização mundial da saúde e tenta patentear sementes na Índia, e isso não é ficção científica, é banditismo corporativo barra pesada).
    Nesse sentido, faltam reportagens que tratem dos assuntos que estão na vanguarda da discussão, jornalística e política, mundial e que perpassam inelutavelmente a pretensão da nova democracia: a questão ambiental e a crise e catástrofe da mudança climática, e suas consequências para a reconfiguração do mundo conhecido.
    Sei que é inútil porque ninguém se importa, mas sou das que pregam no deserto por impossibilidade de ser esperta, rs, e por isso vou lançar o desafio ao blogue, pela milésima vez, de tratar da questão ecológica como eixo estruturante das discussões e não apenas um assunto que emerge às vezes sem consequências para chamar a atenção da opinião pública – o assunto “meio ambiente”, quando tratado, parece apenas um comentário obrigatório e envergonhado para registrar a boa intenção de quem admite, a custo e só depois de virar tema internacional, sua importância, mas continua ignorado para além das palavras, inexplicavelmente, sendo tão presente em nossas vidas (sentimos o frio do inverno, comemos, bebemos água, respiramos, não podemos ignorar o que isso significa).
    Sinto que em relação ao meio ambiente e sua urgência a mídia dita progressista é tão negligente quanto a mídia corporativa é em relação à democracia, e não se enganem, o preço a pagar por isso, no caso da revolução ecológica em andamento, será ainda pior que os Golpes imperialistas na América Latina, Caribe, oriente médio, ásia e áfrica. Aliás, o preço já está sendo pago por milhões, sabendo ou não. E saber para agir melhor sempre foi o princípio orientador das ditas civilizações ocidentais, que o esqueceram em algum lugar da gaveta onde dinheiro substituiu o livro da consciência.

    Fleeing climate change – the real environmental disaster | DW Documentary (em tradução livre: “Fugindo da mudança climática – o verdadeiro desastre ambiental”; DW é um canal público alemão)
    https://www.youtube.com/watch?v=cl4Uv9_7KJE

    “Who Is the DNC Loyal To?” Dahr Jamail Questions DNC Veto of Primary Climate Debate (em tradução livre: ” ‘A quem o DNC é leal?’ Dahr Jamail questiona veto do DNC a debate sobre clima nas primárias”; não se enganem com o título, parece assunto eleitoral dos USA mas a entrevista fala dos prognósticos terríveis sobre falta de água e massiva diáspora mundial por questões de alteração climática a redesenhar os mapas mundias, não sem muitas guerras, sofrimentos e mortes dos mais pobres, ou seja, a aceleração e aumento do que já se vive em muitos lugares do mundo).

    https://www.youtube.com/watch?v=7Hle-uE6yIg

    Não temos tempo a perder. Tantos os problemas políticos e econômicos tratados pela Nova Democracia quanto as questões ambientais que movem o XR e o Fridays for Future, entre outros, resultam de um mesmo problema, o capitalismo, e enfrentarão o mesmo inimigo, as corporações financeiras e bélicas (miltares e midiáticas, guerra de armas e de informação) que vivem dele. Portanto, sem medo de falar o nome da besta: capitalismo, esse o inimigo a ser enfrentado, e superado, para o quê precisaremos de muitas boas ideias e coragem, e acima de tudo, ter a coragem de começar a falar do assunto para que as ideias sejam trazidas a este mundo – já estão sendo gestadas em outras esferas, como todas as revoluções cognitivas e sensíveis da humanidade – e possam mobilizar as pessoas. Precisamos começar, já se disse que toda caminhada começa com o primeiro passo, e este o Brasil, e sua mídia progressista, precisa decididamente tomar, sem recuos ou hesitações. O que o mundo enfrentará nesse século é a mais radical revolução filosófica dos últimos séculos, queiram ou não, porque os modelos criados nos levaram ao abismo existencial, como organização social e como espécie. A única escolha que temos é como enfrentar o problema, porque ele já está dado e caminha de maneira rápida em direção ao precipício. Amor ou ódio, continuidade das formas de Vida ou extinção do planeta, é isso o que o mundo enfrenta como alternativas, e não há dúvidas de que lado o capitalismo está, basta fazer um relatório de suas ações e das propostas de quem a ele se opõe – marxistas: Marx está vivo nas cabeças e corações dos jovens e velhos ambientalistas rebeldes que bloqueiam o trânsito no Reino Unido e faltam à escola pelo clima, acordem. Não tenham medo da liberdade de pensamento, e da humildade de reconhecer que a Natureza é mais importante que as civilizações de pedra e ódio criadas pelos humanos, afinal, somos sua criatura também, e a hora da volta do filho pródigo já chegou.
    Palavras da lindinha Greta Thunberg: “Não podemos salvar o mundo jogando com as regras, porque as regras precisam ser modificadas, tudo precisa mudar. E tem que começar hoje. Pra todos por aí: agora é tempo de desobediência civil, é tempo de se rebelar”. E tudo isso dito de maneira pacífica, clara, e com um sorriso de anjo: como não amar Greta Thunberg e o mundo que ela anuncia? Acordem, rs. Rebelião contra a extinção!

    Summer Uprising Starts on 15 July – Time To Rebel | Extinction Rebellion
    https://www.youtube.com/watch?v=xdQYDcBbLgM

    Sampa/SP, 17/07/2019 – 13:48

    1
    2
  22. O que a Mirian Leitão deixa transparecer e que não sabe amar, apenas sabe odiar. Ela odeia quando faz perguntas, ELA odeia quando ouve as respostas. O porquê disso só Deus sabe !!!

  23. “A razão tem sido o posicionamento corajoso da jornalista contra medidas do governo Bolsonaro.”
    o Nassif tem horas que beira o ridículo…

    4
    2
  24. Cirúrgico,.Nassif não escolhe a artéria por onde o remédio tem de entrar. Entrando na corrente é o que basta.

  25. Estamos acompanhando em época/tempo real o DESMORONAR do Judiciário e do jornalismo(por causa do Lula)e tendo a MARAVILHOSA oportunidade de comparar/pontuar/debater os ABUSOS e causas disso,será q em algum país do mundo houve algo parecido?Acabar com a economia/povo/Instituições/LEIS/ética/moral por causa do Lula ?? VALE/VALEU OU VALERÁ A PENA?

    1
    1
  26. Faz mais de três anos eu exclui todos os canais Globo da minha TV…Não fazem a menor falta. Sequer olho a capa da revista veja bem como nao olho nem as manchetes da folha de São Paulo. É ótimo passará o dia sem notícias manipuladoras.

  27. Primeiramente gostaria de esclarecer que defendo a retirada de todo privilégio das concessionárias de canal de TV! … Bem como licitação para permanência ou não da NET – que pertence ao grupo Globo.
    A aplicação de duros impostos e taxas.
    Dito isto, sejamos coerentes, NINGUÉM tem o direito de postar alterações no perfil de outrem, sem SER PUNIDO SEVERAMENTE, como medida de inibição de futuras práticas do gênero! É Hediondo! Se fosse cometido contra um estadista de esquerda, você pensaria de outro modo?! Se você pratica “dois pesos e duas medidas”, então, você não está em posição de julgar. O jornalista deve ser imparcial. Assim como todo cidadão ético! E não ficar passando a mão na cabecinha do “jovem vindo do interior”! Afinal, até quando este será o país dos coitadinhos?! Errou, tem que pagar! E fim de papo. Na esfera particular, você pode acobertar quem você quiser, mas no
    Palácio do Planalto, não! ISTO É ÉTICA!

  28. A Globo fez escolhas erradas e está colhendo resultados amargos. Ainda não entendeu que o projeto Bolsonarista não precisa e não quer liberdade de imprensa.

  29. Miriam Leitão está escorregando na lama que despejou. Alimentava os cães, mas não imaginava que eles, após estarem fortalecidos e raivosos, iriam morder a ela própria! O mundo gira…para a Miriam e para os cães.

  30. Que tv complicada essa globo deveria pedir desculpas por apoiar o golpe e a prisão do Lula e assim reconquista a moral e restabelece a democracia neste nosso país

  31. Sim. Depois de inúmeras tentativas, entendi porque o jornalista Luiz Nassif e sua turma não deixam que minhas críticas (a ele) sejam democraticamente publicadas aqui. Justamente ele, que por sofisma fala de ódio. Talvez nem publiquem esse pedacinho do que sinto em relação ao jornalismo que ele faz. Triste.

  32. Ahá Miriam Leitoa, esta é a Lei do Retorno, não é vingança, é a justa taxa de juros de seu investimento. Você ficou riquíssima, sua filha também, mas os meios usados geraram grandes passivos. Lei do Retorno.

  33. Nassif: de certa forma dizem que esses dois profissionais da notícia andaram plantando “tempestades” quanto puderam. Foram chamados até de penas mercenárias. Queriam o quê, colher o doce aroma das “brisas”?

  34. Ela é atacada pela esquerda e pela direita político partidária.Ela ataca a direita e a esquerda, idem. Mesmo considerando todos os seus defeitos, a sua coragem se sobressai.

  35. Miriam é atacada pela esquerda e pela direita político partidária.Ela ataca a direita e a esquerda, idem. Mesmo considerando todos os seus defeitos, a sua coragem se sobressai.

  36. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome