Mainardi pedirá direito de resposta à Odebrecht? por Ivanisa Teitelroit

mainardinha.jpg
 
Jornal GGN – Diversas vezes caluniada pelo editor do site O Antagonista e ex-colunista da Veja, Diogo Mainardi, a psicanalista Ivanisa Teitelroit, esposa de Franklin Martins, vem a público relembrar do parco direito de resposta que a revista da Abril e seu ex-representante deram à ela, apontando que a recente notícia de que Mainardi é citado na delação do ex-vice-presidente da Odebrecht, Henrique Valladares, envolvendo também Aécio Neves, corrobora sua inocência, ao contabilizar como mais uma prova da falta de credibilidade que Mainardi carrega.   
 
Por Ivanisa Teitelroit
 
Diogo Mainardi é citado por Henrique Valladares em depoimento na Operação Lava Jato. Diogo Mainardi desmente os fatos. 
 
Diogo Mainardi me caluniou em cinco colunas em 2006 e 2007 na Revista Veja por eu ter trabalhado na liderança do governo no Senado (Senador Aloizio Mercadante) e depois na Casa Civil ( ex Ministra chefe da Casa Civil Dilma Rousseff) no governo Lula, requisitada ao Ministério do Planejamento. Cada coluna alcançou pelo menos 20 milhões de leitores. A Revista Veja não me deu o direito de resposta. Fui literalmente destruída profissionalmente. Desejo que a ele seja dado o direito de resposta. Não o processei à época acima de tudo por ser psicanalista e ter me sensibilizado pela história de seu filho Tito que tinha 8 anos e sofreu uma parada respiratória ao nascer. Nossa primeira filha Anita também sofreu uma parada respiratória ao nascer mas para nossa tristeza veio a morrer.
 
PS: trabalhei de 1996 a 1997 para a liderança do PSDB na Câmara Federal. O líder em 1995/1996 era o deputado José Aníbal (suplente do Senador José Serra) e em 1997 era o deputado federal Aécio Neves, hoje Senador. Todos os cargos que ocupei no governo federal foram convites em função de meu currículo profissional.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora