O movimento da grande imprensa para a queda de Dilma

 
Jornal GGN – “A presidente abusou do direito de errar”, publicou o editorial da Folha deste domingo (13). “Infinita capacidade de errar” foi a “coincidente” temática da coluna de Eliane Cantanhêde dois dias antes. Enquanto a colunista do Estadão preferiu ser direta na chamada, mas lançou alusões para endossar o coro da queda da presidente, a Folha não traçou outras opções, senão a saída de Dilma na presidência do país. 
 
“Acuada e impotente, a área econômica registra o golpe dentro dos gabinetes”, disse Eliane. À opinião, a jornalista somou dados como a contabilização de que a Câmara tinha, na última sexta (11), 280 dos 347 votos necessários para afastar a presidente. “Dilma parece empurrar seu governo ladeira abaixo, esforçando-se ao máximo para errar”, completou.
 
Que a presidente Dilma teria errado foi menção mais repetida no editorial da Folha, mas com argumentos mais genéricos que o outro diário. “Em menos de dez meses de segundo mandato, [Dilma] perdeu a credibilidade e esgotou as reservas de paciência que a sociedade lhe tinha a conferir” e sugere, abstratamente, cortes como na “saúde”, na “educação” e em “benefícios perdulários da Previdência”.
 
Nos pontos de falhas econômicas, Cantanhêde cita “Orçamento de 2016 com rombo de bilhões de reais, o balão de ensaio da CPMF, a tentativa de subir o IPI, o IOF e a Cide via decreto, Levy admitindo mexer no Imposto de Renda”. Ainda neste argumento, a colunista preferiu sugerir apenas que a presidente poderá “até enxugar o Minha Casa, Minha Vida”, que segundo Eliane, “é o que restou do maravilhoso mundo das campanhas e vem justificando as viagens dela pelo País”.
 
Em “crise política”, a Folha contraditoriamente admite o status de “provocação e chantagem” do Congresso atual, e aos parlamentares também se dirige: “deputados e senadores não podem se eximir de suas responsabilidades, muito menos imaginar que serão preservados caso o país sucumba”. Depois de brevemente traçar o cenário de gestão a que Dilma enfrenta, o jornal avisa que, “embora drásticas, tais medidas serão insuficientes para tapar o rombo orçamentário cavado pela inépcia presidencial”.
 
Sobre as reações da população, os dois jornais também se assemelham. “Serão imensas, escusado dizer, as resistências da sociedade a iniciativas desse tipo”, redunda o editorial deste domingo. A colunista do Estadão enfatizou: “políticos, empresários, estudantes, donas de casa, profissionais liberais e todo o resto tendo ataques de perplexidade ou de cólera”.
 
Para finalizar, Cantanhêde usa uma definição, segundo ela “perfeita”, do deputado Eduardo Cunha para a presidente Dilma. “É o Maquiavel às avessas”, teria dito o presidente da Câmara, que Cantanhêde explica: “Maquiavel ensinava que o mal se faz de uma vez e o bem, a conta-gotas. Dilma faz o mal a conta-gotas e o País continua aguardando para saber qual o bem que ela é capaz de fazer. Inclusive, ou principalmente, a ela própria”, escreveu em referência à renúncia, sem, contudo, mencioná-la.
 
A Folha deste domingo já determina a sua queda, se Dilma não mudar o cenário da crise. “[O país] não tem escolha. A presidente Dilma Rousseff tampouco: não lhe restará, caso se dobre sob o peso da crise, senão abandonar suas responsabilidades presidenciais e, eventualmente, o cargo que ocupa”, finaliza o jornal.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

70 comentários

  1. A imprensa erra o tempo todo

    A imprensa erra o tempo todo (atacando petistas inocentes, protegendo criminosos tucanos, enviando dinheiro sujo para o bando dos mafiosos na Suiça, etc…) e ninguém sequer cogita derrubar os donos das empresas de comunicação. Não seria melhor derrubar os “barões da mídia” à derrubar Dilma Rousseff?  

  2. Pelamordedeus!, a mídia fez

    Pelamordedeus!, a mídia fez  como os piratas apontavam e disparavam o canhão contra o próprios casco antes de abordar a presa para que não houvesse outra alternativa a não ser vencer. Está na hora de começar a meter bandido na cadeia assim como a Venezuela fez com o golpistão mór daquelas plagas. A guerra está declarada, ou não está?

  3. “Por coincidência”, Serra deu

    “Por coincidência”, Serra deu entrevista à Band, dizendo que, para Dilma, só resta renunciar… Aliás, o coro da grande mídia é quase todo uníssono.

  4. O que querem é a renúncia!

    É claro, o que a imprensa e os golpistas de ocasião querem é a renùncia, pois renunciando Dilma assume a culpa da crise e além de tudo assume a culpa do que poderia acontecer após a renúncia.

    Qualquer sussuro no Planalto vira uma crise, mesmo pensamentos não expressos em palavras mas sim psicografados pela imprensa viram fatos relevantes. Magnificam a crise ao máximo para que se numa situação de golpe vitorioso tirando os holofotes sobre os erros futuros vai parecer que algo melhorou.

    O pior que muito apoiadores do governo estão caindo nesta esparrela e acuados, como cães sarnentos, reforçam os factoides fazendo estes virarem fatos.

    • Doutrina Ricupero

      Pois é, a mesma voz que denuncia, indiretamente promove…

      Mas, as vezes é o preço que se paga. É preciso dosar, mais sem perder a qualidade jornalistica, a credibilidade.

      É por isso que a grande midia omite e esconde fatos que não lhe interessam em detrimento de praticar jornalismo.

      Não podemos exigir o mesmo comportamento do Nassif.

       

  5. Imagine se a presidenta fosse a Marina Silva

    Já estava no chão.

    Com Dilma é bem diferente para essa ditadura civil de 1964 que se mantém de pé, dentro desse lixo cheio de ratos da grande mídia.

    Vamos ver eles tentarem dar um golpe, com apoio da CIA americana, e se darem muito mal.

    Vão parar na cadeia todos eles.

  6. VAI PRA CIMA DELES TAMBÉM

    VAI PRA CIMA DELES TAMBÉM DILMA,A PRESIDENTE(A)

    MAIS HONESTA Q O BRASIL JÁ TEVE,QUEM NÃO DEVE

    NÃO TEMER(OPS!QUER DIZER TEME)

    PAÍS A LIMPO JÁAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!

  7. Não é de hoje que a imprensa

    Não é de hoje que a imprensa vem trabalhando neste Golpe Paraguaio, começou fazendo a cabeça dos leitores de manchetes, aqueles que têm uma esponja de pia no lugar do cérebro, e foi instilando o fel por corações e mentes contra o PT, Lula e Dilma. Nada, absolutamente nada que a Dilma fizer vai agradar a verdadeira oposição, isto é, a imprensa. Não conseguiram dar o GP contra o Lula, agora já estão contando apostando como favas contadas a saída da Dilma. Contam que a Dilma, uma pessoa honesta, será arrancada do Poder por um Congresso corrupto. Falta combinar com os russos.

  8. Me pergunto se desejam a

    Me pergunto se desejam a renúncia ou que ela dê também um tiro no próprio peito.

    Das duas uma:

    – Ou um golpe será definitivamente dado. Se será bem sucedido ou não, é uma incógnita.

    – Ou veremos esse clima de crise por mais 3 anos e meio, clima este que está desgastando e dividindo profundamente o país. Creio que levaremos décadas para superar esta crise cujo pontapé inicial foi o inconformismo de Aécio, que até hoje não aceitou o revés eleitoral.

    Estou achando interessante o posicionamento deste blog, dando corda para este clima de golpe.

    Será que o dono já considera Dilma um caso perdido?

    Devo confessar que esse governo está indefensável. A única motivação de se rechaçar o golpe é a democracia e, mais do que tudo, a volta dos que a mais de 500 anos fizeram e ainda fazem a miséria do país.

     

    • Sim, a esta altura do

      Sim, a esta altura do campeonato em primeiro lugar está a defesa das instituições, caso contrário nunca deixaremos de ser uma enorme república de bananas. Aliás, os golpistas/entreguistas querem exatamente isto porque obterão vantagens. O país? A Nação? Que se lasquem!, não é? Afinal, todos os brasileiros são iguais, mas uns são mais iguais que outros…

    • “Creio que levaremos décadas

      “Creio que levaremos décadas para superar esta crise cujo pontapé inicial foi o inconformismo de Aécio, que até hoje não aceitou o revés eleitoral.”

      Tudo isto poderia ter sido evitado se o Já Not tivesse um pouco mais de coragem ou, menos má fé.

      O Youssef já entregou o playboy do Leblon duas vezes, sem contar os deputados mineiros que entregaram em mãos ao Já Not provas dos crimes cometidos pelo referido em Minas.

      Denúncias de revistas sem nenhuma credibilidade servem para abrir investigações contra petistas enquanto provas cabais de nada adiantam contra tucanos.

       

  9. Esta na hora da Dilma

    Esta na hora da Dilma mostrar-se estadista e vencer todos esses golpistas indecentes. Quem diria que a imprensa do Brasil, que em tese faz parte da sua reserva intelectual e de formação democrática, sairia tão as claras em defesa de um golpe de estado em 2015?

    Quantos passos demos em direção á democracia de 64 para 2015? Quais setores do país sairão em defesa de suas instituições e de seu fortalecimento democrático? 

    Que vergonha.

  10. Serra ajudando o editorial da Folha

    do FB do Irajá Menezes

    UMA NO CRAVO, A OUTRA NO CRAVO TAMBÉM

    Segunda-feira e a Folha, em novo editorial, entrega o que havia deixado incompleto no domingo: “é preciso aceitar ampla revisão nas regras de exploração no pré-sal”.

    Serra leu o editorial de ontem e imediatamente ligou pro Otavinho e deu a bronca: “será que vcs não esqueceram de nada?”

     EDITORIAIS – Operação de guerra

    Perda de selo de boa pagadora, desvalorização do real e queda do preço do barril deterioram ainda mais as finanças da Petrobras

    A batalha para reconstruir a Petrobras tornou-se ainda mais dura na semana passada. A decisão da agência de risco Standard & Poor’s de retirar o selo de boa pagadora da estatal foi uma péssima notícia. Com isso, o custo de financiamento de sua gigantesca dívida aumentará.

    Não surpreende a imediata reação do mercado: o preço das ações da petrolífera caiu ao nível mais baixo desde novembro de 2004.

    A despeito dos esforços da nova gestão, a empresa está encurralada. De um lado, a queda no preço do petróleo reduz a lucratividade do pré-sal; de outro, a dívida está indexada ao dólar. Desde meados do ano, a disparada da moeda norte-americana fez o passivo crescer R$ 75 bilhões, chegando a cerca de R$ 430 bilhões.

    A conta não fecha. O plano de negócios anunciado em maio se tornou obsoleto. Considerava a cotação do dólar em R$ 3,10 e o barril de petróleo em US$ 60 (estão em R$ 3,88 e US$ 42, respectivamente).

    Com os parâmetros atualizados, a Petrobras não consegue gerar caixa suficiente para cumprir seu programa de investimentos (que já diminuíra 40% após revisão feita meses atrás) e, ao mesmo tempo, pagar os juros e evitar o crescimento explosivo de suas obrigações.

    A continuar a tendência, o mercado se recusará a financiá-la em algum momento, com consequências imprevisíveis.

    O tempo de ações paliativas passou. É necessária uma operação de guerra para evitar um cenário de insolvência –e ela não deve envolver apenas a diretoria. À luz da inoperância do Executivo, é preciso sensibilizar o Congresso para a gravidade da situação.

    A empresa pretende anunciar novos cortes, a fim de economizar cerca de US$ 12 bilhões nos próximos anos. Também estão na mesa a aceleração da venda de ativos e aumento no preço interno da gasolina para auxiliar no caixa.

    Quanto ao governo e ao Congresso, é preciso aceitar ampla revisão nas regras de exploração no pré-sal. A esta altura, todos já enxergam que não é viável manter a obrigatoriedade de a empresa ser operadora única e ainda participar com 30% dos investimentos.

    Mesmo que tudo isso seja feito, não é claro que bastará para equilibrar as finanças. O mercado teme, justificadamente, que a solução tenha de passar por novo aumento de capital, ou seja, emissão de mais ações para trazer dinheiro e reduzir a relação entre dívida e geração de caixa.

    Nesse caso, se não quiser ver sua participação na empresa diminuída, a União terá de colocar mais recursos no negócio. Como fazer isso no atual estado de penúria do Tesouro?

     

    • Aviltante…

      E tem neguinho que acha que é tudo teoria da conspiração…

      Como um povo pode ser tão refratário, incapaz e inepto em não perceber fatos reais? Conspirar, e ajudar a conpirar, contra ele mesmo?

      Retornaremos ao passado? Voltaremos a ser a 14ª economia do mundo novamente? A eterna colonia americana?

      Passem e sirvam-se à vontade…

        • Obrigada pelo abraço, Lenita!

           Outro grande para você.  Há tempos vi o link desse vídeo e o guardei. Não sabia colocar vídeos. O nosso querido e atualmente ausente, Assis Ribeiro, certa vez  me enviou através de um passo a passo, como postar. Mas achava que não conseguiria, pois sou meio analfa em internet. Ontem, fui corajosa, busquei o passo a passo do Assis, que estava devidamente guardado e postei um vídeo de música. Deu certo e é fácil. Nesse post de hoje lembrei-me desse link do vídeo, que acho eu, cairia bem nesse post. Um abraço grande!!!

      • Uma excelente lembrança.

        Para a situação brasileira parece que somente os fatos nacionais são os relevantes na nossa política. Quando se trata de política internacional veem rapidamente a influência dos USA, já no Brasil parece que tudo é autóctone. Dentro da síntese apresentada neste vídeo aparece claramente as motivações das “espontâneas” manifestações movidas pela internet.

        Todos concordam que os USA se meteu em todos as últimas revoluções coloridas pelo mundo a fora, porém quando se fala que as manifestações internas, que todos ficam atônitos não sabendo a origem de tudo, escrevendo imensas bobagens e artigos quilométricos, tudo isto para tentar enquadrar em formas novas de participação popular como se os USA além dos interesses gerais ainda não dominasse a Internet.

        Fiquei e fico sempre abobado quando vejo partidos como o PSOL que aproveitam a onda da pressão externa que está se fazendo, tirar uma casquinha para vibração do NSA e CIA.

        Muito bom o vídeo, de uma capacidade de sínteses espantosa. Parabéns pela escolha.

  11. PCC

    A mesma “colonista” que só vê erros no Governo Dilma (assim o demonstra o histórico de seus escritos) tem uma cegueira conveniente, uma incapacidade absurda para observar os erros (e falcatruas) do Governo tucano do seu Estado. Claro, afinal ela faz parte, com seu marido marqueteiro tucano, da mesma “massa cheirosa” sabidamente putrefacta.

    Quanto ao pasquim do Frias, ele nada mais é do que um porta voz a soldo, um sicário, da FIESP e do sistema financeiro a fazer ameaças como poder paralelo fosse, a exemplo da facção criminosa que domina o Estado, e com a qual eles não tem a mesma coragem (e até são cúmplices por omissão). A diferença é que o PCC não usa intermediáros para mandar recados. Pelo menos nisso são mais honestos…

    • bem lembrado

      Bem lembrado, Tony, a “colonista” não tem a menor isenção para falar mal do governo Dilma e do PT, diante de seus laços conjuga8is com um marqueteiro dos tucanos. Por sinal, ela e outros colkunistas do Estadão eda Folha se omitem diante dos fartos deslizes do governador Alckmin. Os dois jornais que têm o nome de São Pualo no título, publicam notícias que deveriam sugerir impeachment do governador: a incompetência da Sabesp na limpeza do rio Tietê, na administração da cirse hidríca (que recebeu condenação deumorgão da ONU), a crise na segurança públoica, na educação,na TV Cultura, na USP com seus gastos pessoais imensos. E por ai vai. Mas a colonista não enxerga as falhas na gestão tucana. 

  12. Escancaram de vez o ânimo

    Escancaram de vez o ânimo golpista. Caíram, finalmente, as máscaras. Ou, como se costuma de dizer nesses tempos de desnudamentos: saíram do armário. 

    Muitas vezes me indago se o país merece uma imprensa tão rasteira, descompromissada com os fatos nas dimensões das conjecturas e consequências e com interesses tão imbricados em termos políticos-ideológicos. 

    “Mas não se pode criticar o mensageiro! A mídia é só um meio; uma mera expectadora neutra que apenas ecoa os fatos crus!”

    Mentira! E coloca mentira nisso. Nunca ela se permitiu SOMENTE tal  status. Compõe, num nível bem privilegiado, a dita “super estrutura” que maneja os cordões e justifica a infra estrutura econômica. Se Marx foi o primeiro filósofo político a esfregar na “cara” de todos essa realidade, foi apenas por uma contingencia histórica. 

    O verniz golpista desse inescrupuloso editorial agride, insulta, porque transforma uma nação inserida entre as dez mais importantes do mundo em republiqueta de fim de mundo. A par, o que também é ainda mais condenável, o tom imperativo para um governo eleito democraticamente e sobre o qual nada consta em termos LEGAIS que justifique qualquer iniciativa de impedimento. 

    Quem pensa que é esse jornal talvez já em fim de linha? 

    As alegativas acerca de problemas e impasses econômicos e administrativos, todos de cunho passageiro, para atentar contra a estabilidade institucional é um crime de lesa pátria. O exercício permanente da  crítica ao Poder pode, e deve. ser incentivado. Entretanto, há um limite. E este se localiza no ponto demarcatório que indica a partir daí o que se eleva acima e de todos: OS INTERESSES NACIONAIS!

    Nosso regime é o democrático, a forma de governo é republicano e o sistema é presidencialista. Isso é o que preconiza a Lei Maior;  o “Contrato” firmado entre todos os brasileiros materialmente exposto na Constituição de 1988. Lá em nenhum dos seus artigos existe a previsão se apear do Poder o Chefe de Governo e de Estado por razões sem previsão legal(Lei 1.079/1950). 

    Embutir em análises e dissecações políticas-administrativas, muitas delas tendenciosas, se não mesmo falsas, e a partir delas justificar a interdição de uma mandatária no gozo pleno das suas prerrogativas, em especial numa quadra imensa de dificuldades de toda ordem, é, infelizmente, mais uma prova da irresponsabilidade – no nível da perfídia – desse tipo de mídia que emerge a partir de 2003.

     

    • Retire o apoio financeiro do

      Retire o apoio financeiro do Estado da mídia atual, e ela não sobrevive dois anos. A mídia brasileira nunca precisou de competência, sempre viveu do Estado e seus políticos corruptos, aliás quanto mais corruptos, melhor. 

  13. É O COMBATE`A CORRUPÇÃO, ESTÚPIDO!

    Como bem lembrou o Gregório Duvivier, eles querem voltar ao governo (Oposição/PMDB/Grande Mídia/PIG/Empresários/etc.) para voltar a roubar sem serem investigados, pois sabem que com o parecer de Dilma Roussef que “NÃO FICARÁ PEDRA SOBRE PEDRA” está cada dia  mais dificil de roubar sem serem investigados. A maioria dos que querem a queda de Dilma são de pessoas envolvidas com a corrupção, e como bem frizou o Duvivier, a volta dessa turma para limpar nosso País da corrupçãp, seria como limpar o chão com bosta. 

  14. Isto é para os bobos que

    Isto é para os bobos que acreditaram que a direita havia desistido do golpe.

    Apenas mudaram a estratégia para não parecer golpe. Nada do que o governo Dilma propuser será aceito, a não ser cortes nos programas sociais. Com isto pretendem minar o único restinho de apoio que a Dilma tem nos movimentos sociais.

    Agora, querem forçar a Dilma a renúncia e para isto bloquearão qualquer iniciativa que o governo tenha. Assim, acreditam que não parecerá golpe.

     

     

  15. Maior erro

    Entre os erros, sem dúvida o maior foi enviar ao Congresso (um verdadeiro serpentário) um orçamento com previsão de déficit. O que nenhum administrador récem formado faria, e nem um contador récem formado assinaria.

  16. Deram-se conta do abismo que os cerca.

    Acho que a grande imprensa deu-se conta do abismo que a cerca e resolveu lutar pela sobrevivência com todas as forças. É desespero, puro e simples.

    O governo federal precisa mostrar, por exemplo, a questão das “pedaladas fiscais”. Fazer uma publicação com dados históricos onde conste o percentual de desvio em relação ao total do orçamento.

    Mostrar a evolução da dívida em relação ao PIB.

    Publicar tudo isso e então perguntar ao PIG: onde está a crise?

    Faz falta o Lula, nesta hora.

  17. Deram-se conta do abismo que os cerca.

    Acho que a grande imprensa deu-se conta do abismo que a cerca e resolveu lutar pela sobrevivência com todas as forças. É desespero, puro e simples.

    O governo federal precisa mostrar, por exemplo, a questão das “pedaladas fiscais”. Fazer uma publicação com dados históricos onde conste o percentual de desvio em relação ao total do orçamento.

    Mostrar a evolução da dívida em relação ao PIB.

    Publicar tudo isso e então perguntar ao PIG: onde está a crise?

    Faz falta o Lula, nesta hora.

  18. É o fim da picada

    Reverberar artigo da rainha da massa cheirosa distraída é o fim, é como que dar ares de seriedade a uma auto intitulada cientista política de araque cujas posições são conhecidas e reverberadas desde que Lula ganhou seu primeiro mandato.

    Tenham a santa paciência de colocar para discussão trechos dessa carniça que só não diz da ligação do maridão com o PSDB.

    Valha-me Deus é dar milho pra bode que não presta.

    Imagino a satisfação dela entrando no GGN só pra ver o que ela chama de petralhada se descabelando por causas de suas conjecturas manjadas.

  19. Para tudo!

    Bom dia debatedores, bom dia Nassif e equipe.

    Para tudo! … e para todos.

    Não se aguenta mais tanta “análise” enviesada.

    Pensado bem, se for para a presidente “cair” , neste quadro de especulações sem provas, no qual a todo instante surge um “especialista” para dizer( dar palpite, chutar, defender o interesse do “patrão” etc)  o que a presidência da república deve ou não fazer, penso que ela, a presidente,  deve sair, deixar o cargo e  levar consigo todos os programas sociais. E nessa linha, deixa para o “mercado” pois ele vai resolver. 

    Menos Marx e mais Mises! Tudo bem. Eu topo! Agora!

    Chamemos a candidato derrotado. Ele vai resolver agora. Se não resolver, tá fora, na hora e sem pestanejar. A transparência vai ser total.

    Accountability na veia!

     Mas vai resolver agora e não no “longo prazo”. Não se aceita  o “longo prazo”. Não se aceita mais “análises” ( papo furado para enganar otários). 

    A regra é IMPLEMENTAR, vez que o projeto já existe, qual seja: A constituição da república federativa do Brasil de 1988.

    Nesse sentido, dada a falta de recursos, paralização não apenas do  PAC, mas também do bolsa família e demais programas sociais, vez que não há recursos disponíveis. 

    Paralização já!

    E já que dezenas de “analistas” já disseram, vamos reduzir a taxa selic para bem próxima de ZERO. Sugiro, 1%(real) ao ano.

    Evidentemente, vamos fazer já, portanto, agora, a tal da auditoria na dívida e chegar, imediatamente, ao valor correto, como já sugerido dezenas de vezes pela famigerada auditora fiscal.

    Nessa linha, e já que o mundo ocidental precisa ser “flexível” diante de tantas “incertezas”, o orçamento deve “flexibilizar”  também os ‘direitos adquiridos”. Tanto de deputados, senadores, governadores, prefeitos, magistrados, procuradores, promotores e todo o funcionalismo público e privado.  Ora, se não há dinheiro para pagar as contas, não há como garantir direitos. 

    Vamos garantir o que conseguimos garantir. E pra todos, vez que TODOS são iguais perante a LEI.

    E pegando aqui o gancho da interpretação dos “liberais”, esse igual é igual mesmo. Trata-se de um igual matemático do tipo 1=1. Portanto, nada de igualdade aristotélica copiada por RuyMM Barbosa.

    E se vamos “flexibilizar” as regras do Trabalho, devemos, por óbvio, flexibilizar as regras do Capital. 

    Trabalho flexibilizado e Capital flexibilizado JÁ!

    Ah!, sugiro também a revogação total da lei “facista” – cópia da carta del lavoro- que é a CLT( note bem, ela é uma cópia só que com o nome de consolidação)! 

    A história acabou? Então acabou. Começaremos agora, do zero.

    Bom, o que mais é preciso para colocar o “brasil” no rumo?

    Ah! revogação das concessões públicas de radio difusão. Todas. Ora, são públicas e  podem  ser revogadas. Reformaremos, imediatamente  o sistema tributário brasileiro, cancela-se a reforma política e implementa-se um reforma que atenda aos interesses do povo brasileiro, façamos a reforma administrativa reduzindo o papel do estado , porém , publica-se um nova lei efetiva e feroz sobre  remessas  de lucros, sobretudo, de transnacionais( um versão nova daquela que foi motivadora da “queda” do jango) . Devemos fazer também,imediatamente, a reforma agrária( idem motivo de derrubada do Jango).

    A educação será inclusiva. Nesse sentido, FIM do vestibular. Início imediato de escola pública, de qualidade,  em todos os níveis, para TODOS os alunos no Brasil. 

    Escola será pública e para todos.

    O que mais? Ah sim, saúde. Está será  Pública e de qualidade para todos

    Quanto ao salário minímo. Sugere-se aquele já calculado pelo Dieese e que atenda o que está explicitamente escrito, sem interpretações dúbias, na  CR/88.

    Bom, nessa linha de “botar a casa em ordem” , certamente, tem muita coisa para fazer. Muitos dos debatedores devem ter sugestões para que botemos a casa em ordem.

    Então é essa aí a minha sugestão. 

    Se é para botar a casa em ordem, vamos fazer. Só que agora. Vamos tomar todas as providências para isso.

    Tudo isso, num clima de muita paz.  Vamos mexer em todos os vespeiros brasileiros! Com muita paz. E eu topo. Topo abrir mão de “meus direitos adquiridos” desde que todos topem. Topam? 
    Eu topo.

    Aliás, estou abrindo mão aqui da minha herança. Topam? Eu topo.

    Ou seja, aos especilistas sugiro-lhes usarem  o verbo que melhor lhe aprouver:

    A presidente deve:

    Cair, sair, pular, dar um jump, fugir, sumir, mudar, seguir ( para o uruguai ou não)desaparecer, não interessa. O que interessa é que a casa vai ficar em ordem.

    Mas ficará em ordem geral. Bom para todos. Bom para a república. 

    Em suma, vamos fazer cumprir, imediatamente, tudo que está preconizado na CR/88. 

    E notem bem, não se trata de autoritarismo, como podemos perceber ao longo da história do brasil. Trata-se de democracia. O povo é que vai resolver isso. 

    Agora vai. Topam?!

    Eu topo.

    Estarei na rua , com muita paz e festejando esse acontecimento.

    Ah! mais uma: não haverá mais “comunidades” ( ou favelas) nem , tampouco, condomínios fechados. 

    Casamento? Do que jeito que você quiser

    Sexo? Escolha você mesmo, estamos na democracia ” de mercado” com méritos próprios.

    Etc

     

    • Muito bom! Se é para colocar

      Muito bom! Se é para colocar a casa em odem, reviremos todos os tapetes. E, claro, distribuamos eqüitativamente os ônus e bônus, a começar pela renda e pelo capital.

  20. Dilma de fato agora está

    Dilma de fato agora está errando. Ano passado ela não errou, foi apenas irresponsável ao estourar as finanças públicas para se reeleger. Com aplausos entusiasmados da galera aqui.

  21. Não entendo o ggn, ou ele virou pig?

    Em uma semana que o lewandoski destroi a farsa do moro e do gilmar, o ggn prefere dar destaque a estes editoriais que ninguem lê. Qual a do ggn? Propagandear as coisas do pig, com a desculpa que não concorda, dar milho a bode?

    Já não basta o nassif dizer que não gosta nada do governo Dilma e, em plena guerra do pig, definir o que a presidenta deve ou não fazer, com a péssima e distorcida da realidade visão de economista.

    Será que o ggn aderiu ao pig. O nassif não vai nem comentar a destruição moral do lew encima do moro e do gilmar, nem comenta com os dois foram desmoralizados? O “juricatura” do lew nem entrou nas manchetes permanentes, estranho.

    Aí em baixo o ggn levanta a bola da redução dos programas sociais; estranho, era só telefonar para o palácio e tirar a  limpo.

    • E se pensarmos um pouco

      E se pensarmos um pouco diferente: quem sabe Nassif não está levantando a bola para os leitores cortarmos? Explico: em mais de uma oportunidade Luís Nassif já desconstruiu as manipulações do PIG e dos ‘colonistas’ pitbulls e tucanóides que neles trabalham. Talvez o jornalista publique esse tipo de editoria le análise de colunistas pigais justamente para ter uma idéia de como  o leitorado do blog reagirá. 

      E pelos comentários percebemos que a aversão ao PIG é extremamente alta por aqui.

  22. O medo do golpe

    O temor do golpe é explicado pela fragilidade de nossas instituições. É ilusão imaginar que nos países do mundo ocidental do hemisfério norte a imprensa não possui os mesmos cacoetes “golpistas”.

  23. Falta combinar com os russos,

    Falta combinar com os russos, quero dizer com os eleitores de Dilma a sua saída a forceps ou o que estejam tramando. Com crise ou sem crise devemos respeitar a democracia e a Constituição de 1988 que prevê 4 anos de mandato para quem é eleito e fim de papo. Qualquer coisa fora da Lei Maior é Golpe de Estado.

  24. Dilma perdeu poder.
    O PT

    Dilma perdeu poder.

    O PT perdeu poder.

    O progressismo não aprendeu que no Brasil não se pode deixar espaços. A direita toma!

    É porque padece do mesmo mal da direta: não empreender reformas estruturais profundas.

    Logicamente por motivos diferentes. Ao progressismo falta-lhe coragem. À direita, interesse.

    Entretanto acrescente-se a isso a bizarra crença de alguns próceres petistas de que poderia se amalgamar com essa direita (ou parte desta) a ponto de atraí-la para seu projeto. Esqueceu de fortalecer-se politicamente tendo em vista o fato de que não existe o “incondicionalmente” em matéria de política, principalmente quando se trata de modelos ideológicos tão díspares.

    Lula pecou por dormir com o inimigo. Acendeu uma vela para deus e outra para o diabo.

    No ápice da popularidade resolveu compor-se com o establishment, como se isto selasse um pacto de não agressão, ideia típica do lulismo, sempre tendente à composição de interesses, desprezando o fato de que na alta política são inevitáveis os confrontos e rupturas. Estas tão necessárias para que o país deixasse para trás as práticas nefastas tão comuns às nossas relações de poder.

    Emplacou a sucessora na ideia de que bastava a técnica acompanhada do oráculo para dobrar todas as vicissitudes da política nacional e salvaguardar a economia dos arroubos do sistema financeiro internacional. Não percebeu que a técnica obtusa não tinha o sangue frio necessário para agir nos termos que Maquiavel já descrevera há algum tempo atrás.

    O escorpião e sua natureza foram preservados. E agora ferem de morte o que restou do lulismo e do petismo. Tudo é uma questão de tempo. E quem dita este tempo hoje é o PMDB. E este prazo não comporta a recuperação da economia, tampouco da popularidade da Presidente. Não dá mais tempo. Dilma está fora. E o PT também.

  25. Como depoimento de torcedor,

    Como depoimento de torcedor, que diante da má situação da equipe numa competição, pede a cabeça do treinador, o editoral da Fel-lha, assim como a ‘análise’ da Tucanhêde até podem convencer. Mas como editorial ou análise política os textos são asquerosos, desprezíveis, indignos de alguém que tenha cursado o primeiro ano de uma faculdade de jornalismo, sociologia, de ciência política, de história, de economia ou qualquer ciência humana ou exata.

  26. Não é só na grande imprensa a menos que aqui também seja grande

     

    Patricia Faermann,

    E ai surge a indagação: e o blog do Luis Nassif não deve ser considerado grande imprensa também? Ou se não for grande imprensa, não seria o caso de dar um título mais apropriado para este post “O movimento da grande imprensa para a queda de Dilma” de segunda-feira, 14/09/2015 às 10:38, e assim ele passaria a intitular-se “O movimento da grande, média e pequena imprensa para a queda de Dilma”?

    Este tipo de crítica que eu faço acima já foi feita em comentário mais em baixo enviado hoje, segunda-feira, 14/09/2015 às 10:55, por Rdmaestri. E a crítica do Rdmaestri foi bem analisada por Tony que enviou segunda-feira, 14/09/2015 às 11:50, um comentário para Rdmaestri lembrando da doutrina ricupero (Que deve ser escrita com letra minúscula se isso ajuda à combater) para enfatizar que é preferível que haja as críticas ainda que injustas pois não se pode perder o intuito de bem informar ocultando as más notícias.

    Há um limite na ponderação de Tony. Há posts perversos que ganham a primeira página e muitas vezes com chamadas personalizadas que deixam o comentarista impotente, pois qualquer comentário contrário pode ir lá para uma segunda ou terceira página e ser esquecido. Talvez seja o momento de se dar destaque para um comentário que faça o melhor contraponto a um post seja ele contra ou a favor do governo. Ou pode ser um outro assunto em debate, como a defesa do meio ambiente, ou proteção ou inclusão de minorias, etc.

    Não é correto ver um post como o “A vigésima quinta hora do governo Dilma, por Aldo Fornazieri” de segunda-feira, 14/09/2015 às 07:47, sem um contraponto à altura. O endereço do post “A vigésima quinta hora do governo Dilma, por Aldo Fornazieri” é o que se segue:

    http://www.jornalggn.com.br/noticia/a-vigesima-quinta-hora-do-governo-dilma-por-aldo-fornazieri

    A gente acaba por ter que esperar por um comentário de Diogo Costa que sem peias na língua sabe reduzir a pó esses artigos que são inqualificáveis a se os medir pela fragilidade da argumentação. Aliás foi isso que o Diogo Costa fez com o post sem eira nem beira de Luis Nassif intitulado “A oposição só derruba Dilma se ela ajudar” de sábado, 12/09/2015 às 20:45 (A primeira publicação deste post foi no sábado 12/09/2015, mas por volta de 16:30, pois há um primeiro comentário de BFConsta enviado sábado, 12/09/2015 às 16:34). Em comentário enviado sábado, 12/09/2015 às 18:25, Diogo Costa observou que o título de post está equivocado, pois o único título correto possível seria “A oposição só derruba Dilma mediante um golpe de estado”.

    O comentário de Diogo Costa, entretanto, já se encontra escondido na segunda página, por isso deixo a seguir o link para o post “A oposição só derruba Dilma se ela ajudar” lá na segunda página:

    https://jornalggn.com.br/noticia/a-oposicao-so-derruba-dilma-se-ela-ajudar?page=1

    Em comentário que enviei sábado, 12/09/2015 às 22:58, junto ao comentário de Diogo Costa, parabenizando-o, e que intitulei “O pior no título de Luis Nassif é que ele desserve a Democracia”, eu ainda lembrei que Luis Nassif tem plena consciência do erro do título do post dele, uma vez que ele deve ter conhecimento do post “Constituição é contra impeachment de Dilma por fato do mandato anterior” de segunda-feira, 24/08/2015 às 14:57, publicado aqui no blog dele e contendo o artigo “Constituição é contra impeachment de Dilma por fato do mandato anterior” de Lenio Luiz Streck, saído no Consultor Jurídico. O post “Constituição é contra impeachment de Dilma por fato do mandato anterior” pode ser visto no seguinte endereço:

    https://jornalggn.com.br/noticia/constituicao-e-contra-impeachment-de-dilma-por-fato-do-mandato-anterior

    E qualquer um que mesmo que não soubesse o que Lenio Luiz Streck afirma no artigo, viesse a ler o artigo saberia que o título que Diogo Costa deu ao post de Luis Nassif seria o único válido.

    Enfim, é a falta do contraponto junto ao post a maior falha aqui do blog que o faz semelhante a grande mídia. Essa sim nunca faz o contraponto e quando se ganha o direito de resposta ele é bem escondido nas páginas dos jornais.

    Clever Mendes de Oliveira

    BH, 14/09/2015

    • Clever,
      Você é meticuloso,

      Clever,

      Você é meticuloso, detalhista, registra o momento em que foram postados artigos e comentários. Desculpe a curiosidade, mas ao ler seus comentários fico ansioso em saber se você é jornalista, professor, escritor, pesquisador… Os comentários que você faz são muito bem fundamentados, objetivos, rigorosos. Eu já não os considero comentários, mas análises de leitura obrigatória.

      Não tenho reparos a fazer nas observações escritas por você. Entretanto, por acompanhar Luís Nassif no rádio, nos jornais e revistas, na televisão e depois na internet, por pelo menos três décadas, fico a pensar que ao republicar matérias da grande mídia comercial ou postar artigos polêmicos com títulos inadequados o jornalista queira passar aquela ‘neutralidade’ e ‘pluralidade’ que já critiquei várias vezes.

      Conforme breve comentário sobre o editorial da FSP e sobre artigo da Eliane Cantanhêde, do OESP, acredito que Luís Nassif os tenha publicado não porque concorde com eles, mas para verificar a repercussão que teriam junto aos leitores do blog. O título inadequado criticado pelo Diogo Costa pode ter sido, também, usado para testar a reação do leitorado.

      Este blog têm imensa audiência, quiçá comparável a alguns veículos da mídia comercial. Mas em faturamento deve ficar muito aquém. Embora a internet seja revolucionária e seu alcance cresça de forma exponencial a cada ano, ela ainda não possui a difusão e a capilaridade de meios como o rádio e a TV; e não tem, também, o mesmo poder de persuasão dos meios impressos. Em termos de circulação e nº de leitores, os impressos estão em franca decadência; mas devido à própria natureza e tradição do meio, a morte é lenta; lenta também e a saída deles do imaginário de algumas classes sociais, sobretudo daquelas mais veteranas e conservadoras. Essas classes que ainda lêem os impressos ainda exercem muita influência sobre as demais.

    • Gostei da análise

      Li seu comentário e achei interessante a proposta do contra-ponto já no mesmo post, assim como, do cuidado na titulação do mesmo.

      Por otra parte, em algumas ocasiões, o Nassif tem adotado esta prática, com exceção da escolha do titulo, não só no mesmo como abrindo outro post. Vale como sugestão, pois como titular do blogue ele que decide a sua linha editorial.

      Mas gostaria sim, que a sua sugestão fosse adotada de forma mais corriqueira

  27. E por acaso foi a midia que

    E por acaso foi a midia que colocou Paulo roberto Costa na diretoria da petrobrás, foi a midia que colocou Renato Duque,.

    Esta coisa de se vitimizar serve mais para desviar o foco da militância.

    Como a midia é malvada com o petismo como é injustiçado não tem motivos  para que seja alvo de tanta injustiça não é  dar pena.

    O Petista esta na mesma situação de  Mário Frederico Mendonça Góes  só lhe resta chorar.

     

    • Não, Aliança Liberal, a mídia

      Não, Aliança Liberal, a mídia não é malvada, apenas mentirosa e oportunista. E tu me parece que de tanta fixação no PT e nos petistas acabou refém do mesmos. Se não mesmo cultuando uma “paixão” secreta.

      Que seria hoje de ti sem o PT e os petistas? 

      • Este argumento é o mesmo que

        Este argumento é o mesmo que um corintiano fala sobre o palmeiras, um gremista fala sobre o penalti que não foi marcado pelo juiz.

        O que seria de mim e do Brasil sem o PT, hoje não estariamos em recessão, não teriamos o petrolão.

        A criminalidade não estaria tão elevada, a carga tributária não estaria tão alta, a miséria não seria tão alta,  a falta de esperança de um país mais justo não seria tão comum.

         

        • Pois é AL, antes do PT o País

          Pois é AL, antes do PT o País era uma maravilha, não existia nenhum dos problemas que você enumerou, eu é que vivia nas nuvens com meus 62 anos e não percebia a maravilha que era.

           

          • Aliás, nos últimos 12 anos

            Aliás, nos últimos 12 anos tudo o que vi e vivi deve ter sido miragem, índices baixos de desemprego, investimento pesado em educação, infra estrutura aérea, marítima e terreste.

            Você está correto, o Serra nada tem a ver com o preciado nem com o Ricardo Sergio de Oliveira, o Aécio é um homem que reune todas as qualidades para se tornar presidente, seu CV é invejável, homem de notório saber, e o carteis que se formaram em todas as areas vitais do País nada tem haver com o PSDB, a mídia é imparcial e cumpre o seu papel de informar, seu compromisso com a verdade factual é incontestável, não te fizeram de tolo não, é só intriga.

            O Fato do Brasil ter se desindustrializado a partir dos anos 90 e ter se tornado dependente das commodities, agrícolas e minerais, cujos preços são os mais baixos da história, é incompetência atual da Dilma e não das políticas e safadezas implementadas pelo PSDB.

             

        • Aliança, tu não és burro, logo….

          sabes muito bem que se a oposição tivesse no governo em 2008 seria empregada uma política recessiva de contensão de gastos que levaria a uma recessão maior do que a que se prevê para os próximos anos. Logo não força a barra pois o pessoal não é analfabeto político.

          Quanto a carga tributária, uma pergunta rápida, quem elevou e quem baixou, Lula ou FHC?

    • Bem…
      Paulo Roberto Costa

      Bem…

      Paulo Roberto Costa ocupou cargos de direção também no governo FHC.

      Aliás, uma curiosidade. Você é liberal de verdade, não é? Pois bem. O tal Paulo Roberto Costa é funcionário de carreira, na empresa de economia mista desde os anos 1970, tido como profissional competente. Ou seja, ele é tudo aquilo que os liberais costumam defender na hora de se fazer nomeações.

      O que será que deu errado com a teoria, hein?

    • A disputa pelo poder está

      A disputa pelo poder está pautada sobre quem vai pagar a conta do do reequilíbrio macro econômico dos próximos anos: se os do andar de cima ou os de andar de baixo. Por isso os golpistas também desejam, além de não pagar a conta, um governo que reprima sem dó e nem piedade os do andar de baixo que forem para as ruas reclamar.

      • Os do andar de baixo merecem,

        Os do andar de baixo merecem, porque não se mexem e porque  quando o fazem é para dizer “amem” ao  que vem do andar de cima. Assanham-se com a escalada de um mísero degrau na escala social e danam-se a repercutir exigências do andar de cima como se deles fossem. A burguesia fede, mas fode.  

    • Ta vendo como  faz  falta

      Ta vendo como  faz  falta  nao  conhecer  a fundo  para  falar com   responsabilidade?  Paulo  Roberto  Costa  e funonario de  carreira  da   petrobras  e  vem desde ols tempos de  FHC,  assim  como  Renato Duque  que foi  colocado  pelo tio  de  Aecio  que  é presidente do  PT  e  com a falsa  promessa  de  apoiar  o governo  nos   projetos  para   botar ess  pais  os  trilhos  exigiu ue   Renato Duque  ocupasse o cargo.  um  golpe  ja  preparado  por  eles   ja  que  sabiam que  Renato  Duque  ja  roubava e ele  mesmo diz   em seu depoimento que  ja  roubava desde os tempos de  Fernando Henrique acordce.

      • Complementando, Edson.

        Esses diretores corruptos eram funcionários de carreira desde a década de 70. E sim já aprontavam desde o governo FHC. Com 1 ano de primeiro mandato, Dilma os afastou e ganhou o ódio implacável de todos que se beneficiavam com os mal feitos desses diretores. Pelo que se percebe atualmente, eram muitos os beneficiados… 

    • és um jumento

      aliança, com este comentário, de que o PT é responsável por Paulo Roberto Costa e Renato Duque voce assinou seu atestado de burrice, ou jumentice, fica a escolha por sua conta. 

    • Quem pôs o Renato Duque e o paulinho na petrobrás

      Aliança liberal, meu caro. Não foi a Mídia e nem a Dilma. Principalmente o paulinho. ele era , assim como o Duque, funcionário de carreira e ligado ao PP. Começou ocupar cargos de chefia e direção, durante o governo tucano e foi enfiado goela abaixo do Lula , por pressão do partido. A Dilma só não o puxou para cima quando o abismo o engoliu. O Duque, segundo o dono da UTC , foi indicado pelo José Dirceu, mas corre a notícia que seu padrinho vem do PMDB. A dilma também deixou-o como refeição aos abutres.  

  28. De Maquiavel ao Goethe da grande imprensa

    FAUSTO – E tu, quem és?

    MEFISTÓFELES – Sou o que sempre o Mal pretende e o Bem sempre cria…

    (sic) RASONAIRE – (à parte) …com leite da publicidade, da concessão e do dinheiro públicos. 

    FAUSTO – O que alegas com tal enigma?

    (sic) RASONAIRE – (à parte) Enigma?.. Tá escancarado!

    MEFISTÓFELES –  Sou o que sempre nega. Tudo o que clamais de destruição, pecado, o Mal, o meu elemento, é integral.

  29. Mesmo que os analfabetos

    Mesmo que os analfabetos políticos não se reconheçam como massa de manobra da mídia golpista, são apenas isso.  Tudo o que resultar de ruim para o País com esse golpe paraguaio, a grande culpada será sem dúvidas,  a imprensa golpista.

  30. À imprensa tem o seu papel nesta história,
    mas a Dilma será deposta porque há um monte de deputados e senadores com medo da Lava a jato. Bem disse o Duvivier, eles querem tirar à Dilma para poderem continuar roubando. Parece que vão conseguir com a ajuda do zé cardozo. Isto é que dá ser mais realista do que o rei.

  31. Os  abusos que  a  FOLHA

    Os  abusos que  a  FOLHA  diz que   Presdidente  cometeu  foi tao somente  nao  atender  os  pedidos  de  emprestimos  ao  BNDES  para  salvar  a  midia  facista  do  Brasil,  nao entendendo  eles que  nao adianta   injetar dinheiro   na midia  que naotiver  condiçoes  de  se manter. ja  que  o  MUNDO  ESTA   DE  MUDANÇA, Hoje   ninguem  quer mais comprar  revista  jornal  assistir tv  para  saber  de noticia. a  pessoa  agora  dá um click  no  computador  e  sabe  de tudo  com  muito mais  rapidez  do  que  na  midia  escrita  falada ou televisada.  Eles  nao querem entender  que  esse tipo  de midia  acabou, sefini.  

    Essa  mesma  midia conta  tambem  com apoio  da  EXTREMA DIREITA  que  sempre   prestou  grande  deserviço  ao  País  foram  golpes  atraz  de golpes  que nao  permite  que  a naçao  cresça  que  seus  filhos  sejam  bem  alimentados, estudem  tenham  uma carreiras.  para eles. O que  importa  é que   sejamos  um  povo   analfabato  manipulado, prisioneiro do  pensamento,  pois  nem isso é  dado  a  povo o direito de pensar  PENSAR sem  ser  molestado,.

    Tambem  nao  podemos deixar  de reconhecer que  eles  fazem isso porque  se sentem  avontade  para  fazer  e dizer o que  bem querem  caluniar  mentir mais   se  as forças  armadas  prestassem  obediencia  e respeito  a  CHEFE  DA NAÇAO,  muita  coisa  nao  estava acontecendo, nao  tenho a  menor duvida  que  é preciso  que  nossos  comandantes  tenham mais  consciencia  e nao  interfiram  para  atrapalhar  o  governo  mesmo que  seja  por  baixo do  pano  e apoiando  um  golpe  branco e quem sabe  ate   exigindo  que nosso judiciario  fique  calado e  aceite  todo  tipo de manobras contra o  governo. Infelizmente  eles  vivem  sob o comando das forças  ocultas  dos  EUA que  insiste  em nos  escravizar   com  olhos  nas nossas  riquezas  soberania e dominio  das nossas  estatais. Cabe  a cada um  deles  ter a responsabilidade  de  apoiar o governo porque  embora  a nossa  Presidente  seja  tida por  alguns  deles  como  uma  terrorista  ela é  muito mas  brasileira  do que  a maioria  do  comandantes  brasileiro  pelo  menos tem mostrado isso. e  nossas forças  armadas nao  pode  ficar contra  uma  Presidcente  que  junto com Lula  tirou  32  milhoes  da  extrema  pobreza  e  que  deu  inicio  a  uma  era  de   PROGRESSSO  so vista  com  Getulio Jucelino  Janio, que  tambem  foram  perseguidos  justamente  por  terem, no sangue  a liberdade  e  progresso  da nossa  naçao. 

  32. tem mais   para  aqueles que

    tem mais   para  aqueles que  teimam em nao sair da ignorancia  a tentativa  de golpe  para  tirar a  Presidente  nao tem  nada a  ver com a  Petrobras pois eles  nunca  conseguiram  provar  mesmo  com as  delaçoes  premiadas que  tanto  Lula ou  Dilma  tivessem  alguma  culpa. 

    AS tentativa  de golpe  est se dando  atraves do  TSE,  e do  TCU,  em  ambos   existem ministros  que  sao mais  sujos do que pau de galinmheiro, envolvidos  em roubos   no caso de  Augusto nardis,  e  o filho  do Presidente do  TCU  assim como ele  proprio envolvidos  em corrupçoes.  NAO CUSTA  LEMBRAR QUE  AMBOS  SAO  FILIADOS  AO  PSDB.  PORTANTO SUSPEITOS  – 

    Ja  no TSE temos  nada mais nada menos que   Gilmar  Mendes  um  homem  com a ficha  mais  suja  que  ALCAPONE. so para citar um exemplo é  denunciado por  ter  recebido   180  mil do  esquema de  Furnas ,  

  33. É natural e era até esperada

    É natural e era até esperada essa reação da oposição à notícia de que o PT já começa a considerar sua posição para o caso do golp… ops! impeachment dar certo, como disse Mônica Bérgamo em “PT já conta com impeachment e Lula na oposição até 2018” ( https://jornalggn.com.br/noticia/pt-ja-conta-com-impeachment-e-lula-na-oposicao-ate-2018-diz-colunista )

    Desejosa de se livrar da pecha de algoz da democracia, a oposição tenta, via mídia, impor a idéia de que a própria Dilma é que está se jogando ao mar.

    Gozado… quando Dilma disse que não saia nem a pau, a oposição dizia que era para ela ir embora. Da boca prá fora mas dizia¹. Agora que o PT se diz preparado para essa saída, vem essa conversa de que Dilma é que está fazendo por sair… Pior que adolescente…

    Ô oposiçãozinha fuleira, hein?

     

    ¹ – Na verdade à oposição interessa mais que Dilma fique desde que, como violenta e sugestivamente expressou Aloysio Nunes, “sangrando”.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome