O prejuízo do Banco Central, por André Araújo

O prejuízo do Banco Central

Por André Araújo

Não vi nenhum comentarista econômico de qualquer veículo da grande imprensa fazer qualquer referência sobre o PREJUIZO do Banco Central no primeiro semestre de 2016, um valor acima de R$ 200 bilhões, ACIMA do assim considerado imenso déficit do Orçamento Federal, de R$ 170 bilhões.

Ora, se o déficit corrente do Orçamento foi considerado tão alto que justifica a PEC 241, considerada fundamental pelos comentaristas de toda a grande imprensa, como é que um déficit acima desse, e NÃO INCORPORADO AO ORÇAMENTO do Banco Central, não chama a atenção do time da CBN (alo Sardenberg, João Borges e Teco), da Jovem Pan (alo Denise Campos de Toledo), da Folha, do jornal O GLOBO? O ESTADÃO registrou em nota um prejuízo de R$ 218 bilhões, que é a soma do prejuízo cambial com o prejuízo operacional de pouco mais de R$ 17 bilhões, registrou sem comentários.

Na outra ponta desse prejuízo do BC estão os especuladores e não funcionários públicos, talvez por isso não se comente as causas e “fundamentos” desse mega prejuízo. que é dinheiro tão bom como o do custeio do Orçamento Federal.

O NÃO COMENTÁRIO por qualquer nome da grande imprensa é significativo da orientação geral que paira nesse jornalismo que segue a visão emitida pelos “economistas de mercado”, amigos de copa e cozinha da direção do Banco Central.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Xadrez sobre o fascismo, a Lava Jato e a cobertura da mídia, por Luis Nassif

23 comentários

  1. Foi para isso que o golpe

    Foi para isso que o golpe serviu,

     manter privilégios de poucos, a pantomima do bc continua desenfreada, enquanto para liberar recursos para o fies, por exemplo, há um caloroso debate e votações sem fim, no bc basta alguns gatos pingados, que ninguem votou ou sabe quem é, para liberarem centenas de bilhões, sem a grita de ninguem, é o melhor dos mundos………..a midia, oras, a midia como sempre é cumplice.

  2. Empresários transformaram-se

    Empresários transformaram-se em especuladores! É melhor não produzir e ganhar, riscos mínimos e certeza de lucro.

    Eles tem todas as ferramentas que precisam, e o povo que se lasque! 

    A crise de 2008 fortaleceu o sistema financeiro, então, para que acabar com a crise?

  3. Parabéns André
    Pronto, foi

    Parabéns André

    Pronto, foi veiculado aqui!

    Nassif, deixa na capa do site.

    Faz um sala de visitas

    Circula nos blogs, no face, no wathzapp

    E vamos em frente

    M.

  4. A Síndrome do Escândalo da Parabólica

    Sabe porque o PIG não noticiou esse imenso prejuízo?

    Ora, porque eles padecem da síndrome do Rubens Ricupero: O que é bom a gente fatura,o que é ruim a gente esconde.

  5. Esse prejuízo todo é além da

    Esse prejuízo todo é além da previsão do mega trilionário pagamento de juros anual na casa de um TRILHÃO de reais?

    Se for é o dinheiro que sai para as casas-grandes do mundo afora, aí tu nunca verás a elite plutocrata nem os capitões-do-matos falarem nada mesmo. Mas NUNCA mesmo.

    • É ALEM do pagamento de juros

      É ALEM do pagamento de juros da divida publica. É prejuizo cambial (R$201 bilhões) mais prejuizo operacional (R$17 bilhões)e é em

      UM SEMESTRE, tratam como se fosse dinheiro de pinga.  O custo cambial é para valorizar o Real e assim baixar artificalmente a inflação, trazer para o “”centro da meta”” como dizem os comentaristas de radio e tv, fazendo biquinho.

      • FED

        Então se o FED começar a subir os juros lá poderemos ter uma nova desvalorização cambial?

        Porque o Brasil não terá recursos para fazer frente a isso e continuar a apreciar o Real, ou não?

         

        Eu tenho a prendido muito mais economia com os não economistas, valeu pelas explicações André.

         

         

         

      • André, esse prejuízo é apenas

        André, esse prejuízo é apenas contábil.

        Ele vem da venda de swaps reversos, feitos para se tentar evitar que o real oscile bruscamente.

        Veja, se você tem 1000 dólares e faz um contrato de venda de swap cambial no mercado futuro para vender daqui a 1 ano a 3.200 reais. Se quando o contrato vencer o dólar estiver a 3.500,00, você liquida o contrato pagando 300 reais. Esse é o seu prejuízo.

        Mas por outro lado os seus 1000 dólares, em reservas, valiam no início 3.200, e no fim do contrato valem 3.500. Então essa sua reserva se valorizou 300 reais. Assim o prejuízo de 300 reais fica anulado pela valorização de 300 reais de sua reserva. Entendeu?

        E se acontecer o reverso? O BC fez uma venda futura de 1000 dólares a 3.200 reais e quando o contrato for liquidado o dólar estiver quotado a 3 reais, ou 3.000. O BC “lucra” 200 reais, mas as suas reservas cambiais se desvalorizaram 200 reais.

        Entendeu a lógica desse “prejuízo” do banco Central e do porque eles fazem essa divisão?

        Mas por que o BC acusa esse prejuízo na contabilidade?

        É fácil, porque a valorização das reservas cambiais não entra na contabilidade como rendimento e sim como valorização, e só pode ser contabilizado quando as reservas são vendidas, como acontece com uma pessoa cuja casa se valorizou. Ele só vai pagar imposto quando vender a casa.

        Eu também não entendia muito dessa coisa.

        O Nassif pode explicar melhor.

         

        • Meu caro, eu conheço

          Meu caro, eu conheço perfeitamente o mecanismo que leva a registrar esse prejuizo grafico-contabil MAS é prejuizo real em REAIS tanto que tem que ser contabilizado no balanço do BC como tal. Levado ao limite do conceito, a divida publica em titulos tambem é uma questão contabil, não se paga nada, apenas se registra seu incremento por juros acrescidos e por compras de novos titulos pelo Banco Central, que assim supre de caixa o Tesouro.

          Não é porque é contabil que o prejuizo não existe, ele existe e faz parte do passivo no Balanço do BC.

          A imensa divida do Tesouro dos EUA é tambem uma questão contabil porque um terço dela está com o FED que é

          parte do mesmo Estado que emite os titulos, o grosso da economia de um grande Pais é contabil nesse conceito.

          A questão da Previdencia que tanto assusta é HOJE mais do tudo  um problema atuarial para o futuro.

          Sendo de caixa ou contabil o prejuizo é parte do balanço do Estado brasileiro e assim é considerado pelo FMI, BIS, etc.

          • FED

            André,

            Sou leigo no assunto. Apenas um detalhe dentro de seu esclarecimento, o FED não é privado? E mesmo assim é considerado parte do Estado estadunidense?

          • O Federal Reserve System é
            O Federal Reserve System é uma instituição publica criada por lei do Congresso em 1913.. Os 12 bancos regionais tem acionistas privados (só bancos) mas quem faz a politica monetaria é o Conselho do Sistema que fica em Washington e é formado por 7 membros nomeados pelo Presidente dos EUA.
            A participação dos bancos privados nos regionais é apenas
            simbolica, quem comanda todo o sistema é o Board em Washington, que é um ente publico.

          • O Federal Reserve System é
            O Federal Reserve System é uma instituição publica criada por lei do Congresso em 1913.. Os 12 bancos regionais tem acionistas privados (só bancos) mas quem faz a politica monetaria é o Conselho do Sistema que fica em Washington e é formado por 7 membros nomeados pelo Presidente dos EUA.
            A participação dos bancos privados nos regionais é apenas
            simbolica, quem comanda todo o sistema é o Board em Washington, que é um ente publico.

          • O Federal Reserve System é
            O Federal Reserve System é uma instituição publica criada por lei do Congresso em 1913.. Os 12 bancos regionais tem acionistas privados (só bancos) mas quem faz a politica monetaria é o Conselho do Sistema que fica em Washington e é formado por 7 membros nomeados pelo Presidente dos EUA.
            A participação dos bancos privados nos regionais é apenas
            simbolica, quem comanda todo o sistema é o Board em Washington, que é um ente publico.

          • O Federal Reserve System é
            O Federal Reserve System é uma instituição publica criada por lei do Congresso em 1913.. Os 12 bancos regionais tem acionistas privados (só bancos) mas quem faz a politica monetaria é o Conselho do Sistema que fica em Washington e é formado por 7 membros nomeados pelo Presidente dos EUA.
            A participação dos bancos privados nos regionais é apenas
            simbolica, quem comanda todo o sistema é o Board em Washington, que é um ente publico.

      • Caro André Araujo, as vozes

        Caro André Araujo, as vozes abutristas cebenistas de mercado nunca iriam comentar tal fato. De qualquer forma, com a valorização do Real a partir do golpe, esse prejuízo deve ser bem diminuído.

  6. Para que servem os economistas?

    Há muito tempo, os denominados economistas de mercado só servem para emitir opiniões de forma a corroborar e dar uma impressão de racionalidade quanto a certas medidas tomadas que beneficiam uma pequena parcela.

    Narrativas e argumentos são facilmente construidos, sem considerar a realidade, embasando ainda mais o dito senso comum.

    Pouco importa se os mesmos carecem de base empirica ou conceitual, pois o intervalo de tempo entre as teses constituidas e seus efeitos é demasiadamente longo para que o público possa entender a relação de causa e efeito, ainda mais em um pais como o nosso, pouco acostumado a leitura.

    Quando então aparecerem os resultados, basta mudar o discurso de forma cínica e arrumar bodes expiatórios.

    E assim continuamos nossa tragédia grega.

  7. As analistas brasileiros estão fora de sintonia com o novo

    Há um disformidade amazônica entre o modus pensantis de nossos sábios e aquilo que se passa de perspectivas inovadoras na economia real. Esses perpetuam a defesa de dogmas que não estão em sintonia as perspectivas e tendência mundanas. Por aqui, buscam forçar a barra de uma realidade para que o país se encaixe no modelo ideal de seu mundo. Zero pragmatismo, zero bom senso e zero-realismo.

    Par conséquent, não se sintonizam com as ideias novas, com as transformações de países, aspectos que conformam uma China de Xi estar se voltando ao seu entorno, assim como as razões a que a manufatura estar RETOMANDO em importancia nos países desenvolvidos. Já os sábios analistas por aqui, expoentes da modernidade, continuamos com a mesma tecla dos anos 1990. A fila do mundo anda, mas esses noventinos da estabilidade….bem todos já sabem como pensam e pra onde pensam.

    A nova manufatura mundial e os impactos na macroeconomia internacional: Oliver Scalabre, da Boston Consulting Group.

    https://www.bcgperspectives.com/ted-at-bcg/#video/AyWtIwwEgS0

    https://youtu.be/AyWtIwwEgS0

  8. Não incorporado ao orçamento
    Não incorporado ao orçamento Do BC o déficit,quer
    dizer q ele vai ser computado no orçamento do tesouro e
    TODOS NÓS PAGAREMOS POR ISSO? Por favor me
    esclareçam melhor,para mim não ficou claro!! Desde já
    agradeço e desculpem minha ignorância, vaaleu !!!

    • No dia 14 de outubro passado

      No dia 14 de outubro passado o Governo enviou projeto de lei ao Congresso pedindo  CREDITO ESPECIAL de R$ 95 bilhões para cobrir parte do prejuizo de R$218 bilhões do 1º semestre do Banco Central.

      Noticiano em letras minusculas no jornal O ESTADO DE SÃO PAULO do dia 15 de outubro passado, , pagina B 13.

      Não vi a noticia em nenhum outro jornal e nem saiu da boca de qualquer comentarista de radio ou tv.

      Como se fará a cobertura? O Tesouro emite TITULOS DA DIVIDA PUBLICA e os entrega ao BC, como já fez em outros anos.

      Depois não sabem porque a divida publica cresce.

      A causa do prejuizo: A politica cambial absurda para desvarolizar o dolar  visando atingir a meta de inflação.

      Se o dolar estivesse a 3.80 não haveria esse prejuizo, a industria estaria exportando mais e a importação diminuiria.

  9. Explica-se por…..

      swap + hedge garantindo o ganho real, sem riscos, mesmo que cambiais, no target do mercado, por volta de 6,00% ano, em USD.

       Papel garante papel  garantindo  papeis futuros, esticando a corda até chegar uma hora que ela arrebente e as famosas reservas virem fumaça.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome