1º de Maio: sindicatos exigem quarentena geral e Fora Bolsonaro em ato virtual

“Em defesa dos direitos, salário, emprego e renda. A vida acima do lucro, manter a quarentena. Fora Bolsonaro!”, CSP-Conlutas realiza ato com a participação do PSOL e PSTU, pelas redes sociais, nesta sexta, a partir das 11 horas

Da CSP-Conlutas

Com o mote “Em defesa dos direitos, salário, emprego e renda. A vida acima do lucro, manter a quarentena. Fora Bolsonaro!”, a central sindical e popular CSP-Conlutas realizará um ato virtual do 1° de Maio, pelas redes sociais, nesta sexta-feira. A transmissão terá início às 11 horas e tem previsão de 2h30 de duração.

O ato da CSP-Conlutas, em conjunto com a central Intersindical – Instrumento de Luta, é alternativo à Live organizada pelas maiores centrais sindicais do país, que contará com figuras como Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre, Dias Toffoli, Fernando Henrique Cardoso, Flávio Dino e outros, figuras consideradas “inaceitáveis” num ato dos trabalhadores.

A programação deste ato alternativo não terá a participação de governos e setores patronais e contará com entidades que também defendem um perfil de independência de classe do 1° de Maio, como a Pastoral Operária de SP, o padre Júlio Lancelloti – coordenador da Pastoral do Povo de Rua, a Auditoria Cidadã da Dívida, a Federação Nacional dos Petroleiros, entre outras.

Participarão dirigentes sindicais e trabalhadores das mais diversas categorias, como metalúrgicos, petroleiros, servidores públicos, trabalhadores da Saúde, da Educação, químicos, da construção civil, metroviários, rodoviários, além de setores do campo, movimento popular, indígenas, quilombolas, juventude e de luta contra opressões.

Haverá a presença ainda de dirigentes dos partidos PSTU e PSOL e apresentações culturais ao longo do ato.

Confira a transmissão:
Facebook – https://www.facebook.com/CSPConlutas/

CSP-Conlutas:

View this post on Instagram

A CSP-Conlutas e a Intersindical (Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora) estão organizando um 1º de Maio classista, de luta e internacionalista.⠀ ⠀ As principais bandeiras serão o Fora Bolsonaro, a defesa dos direitos, salário, emprego e renda. Também defendemos a quarentena para combater a propagação da Covid-19, porque a vida está acima do lucro. Sem vida, não há trabalho!⠀ ⠀ Às 11h haverá o ato político e cultural virtual, em respeito ao isolamento social, na plataforma do youtube, facebook e instagram da CSP-Conlutas e nas redes da Intersindical (divulgaremos os links nas redes e páginas da internet das respectivas entidades).⠀ ⠀ Às 20h30, vamos fazer um panelaço em defesa da vida e exigir Fora Bolsonaro!⠀ ⠀ ⠀ Veja as matérias relacionadas e os materiais de divulgação: https://buff.ly/2Yj4rf6

A post shared by CSPConlutas (@cspconlutas) on

✊ Neste 1º de Maio, em respeito ao isolamento social, a CSP – Conlutas e a Intersindical – Instrumento de Luta e…

Posted by CSP – Conlutas on Thursday, April 30, 2020

 

Intersindical:

 

E confira, ao vivo, otras mobilizações organizadas pelos sindicatos:

Ao vivo: Lula, FHC, Ciro, Flávio Dino e artistas em ato do 1º de Maio

TV GGN: As expectativas para este 1º de Maio de 2020, segundo os dirigentes sindicais

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo usa pandemia para retomar reforma trabalhista

1 comentário

  1. Revolution – 01.05.2014

    Da coluna Painel, Folha de São Pulo, 02.05.2014:

    Pinga ni mim – Paulinho da Força comprou três garrafas de tequila Revolucion para a festa da central e, às 11h, já circulava com um copo à mão. Disse que era para “calibrar o discurso”. Acabou dizendo que Dilma deveria estar na Papuda. A fala preocupou advogados da central.

    Contra-ataque – Auxiliares de Dilma ficaram indignados: “Isso é linguajar de quem está muito doido, fora do juízo. Esse deputado deve ter enchido a cara antes do ato”, diz o ministro Paulo Bernardo (Comunicações).

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome