Coletivo MPB4 acontece nesta sexta, dia 8, às 19h

Neste momento em que o fascismo mostra a carantonha desavergonhada e ameaçadoramente, através de atos e falas de um presidente louco e genocida e seus asseclas, há de haver um contraponto às ameaças antidemocráticas.

Jornal GGN – O MPB4 se uniu para um Coletivo, que acontece nesta sexta-feira, dia 8, às 19h, na página do MPB4 no Youtube. A ação é uma transmissão na íntegra do show que estavam organizando antes da pandemia, o ‘Você Corta um Verso, Eu Escrevo Outro’.

Leia abaixo a comunicação do Coletivo MPB4 e, ao fim, uma amostra do que vai ser o show.

“Criamos o Coletivo MPB4. A partir dele, faremos uma transmissão integral do show que fazíamos antes da pandemia: “Você Corta Um Verso, Eu Escrevo Outro”.

O Coletivo MPB4 reúne 14 profissionais, desde técnicos de som (Ricardo Pinto) e de luz (Moacyr Senna), nós quatro, vocalistas do MPB4 (Miltinho, Dalmo, Pauleira Aquiles), duas cantoras (Barbara Rodrix e Cláudia Castelo Branco), o produtor (Marcelo Cabanas), o guitarrista Pedro Reis, o contrabaixista João Faria, o batera Marcos Feijão, o responsável pelas nossas mídias (Beto Feitosa), e o Retiro dos Artistas.

Durante a transmissão, nesta sexta, 8 de maio, às 19h, vocês saberão como contribuir para o Coletivo. Mas já adianto que será tudo na base do “Você paga o quanto achar que vale”.

O valor das contribuições será dividido igualitariamente entre os 15 integrantes do Coletivo MPB4.

Neste momento em que o fascismo mostra a carantonha desavergonhada e ameaçadoramente, através de atos e falas de um presidente louco e genocida e seus asseclas, há de haver um contraponto às ameaças antidemocráticas. Certo disso, começo me posicionando: sempre fui e continuo a ser, e agora mais do que nunca, um defensor da Democracia e da legalidade. Certo também estou que seremos nós, os caras que sempre batalharam em defesa da Constituição, que nos juntaremos neste momento em que ela corre o risco de ser golpeada. E por isso a ação do MPB4 revelará, em forma de um show (“Você Corta Um Verso, Eu Escrevo Outro”), no qual revolvemos momentos tenebrosos da nossa história recente.

Sabemos que cantar é um recurso poderoso para abrir caminhos e mostrar que sempre há esperança. Nesta sexta-feira, 8 de maio, às 19h, o MPB4 cantará pela liberdade de expressão, contra a ameaça fascista, contra a ditadura e a censura.”

SERGIO MORO É A PAUTA DO NOVO PROJETO JORNALÍSTICO DO GGN.
SAIBA MAIS CLICANDO AQUI

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora