53% querem impeachment de Bolsonaro, que resiste junto a evangélicos, homens e mais pobres

Para CEO do instituto de pesquisa, impeachment tomará força quando índice de apoio chegar a pelo menos 60% da população

Jornal GGN – Pesquisa realizada pelo instituto Atlas e divulgada no domingo (24), dia de carreata em todo o País pelo impeachment de Jair Bolsonaro, mostra que 53% da população brasileira já é a favor da deposição do presidente da República. Outros 41% disseram ser contra e 4% não souberam responder.

A pesquisa mostra que o apoio ao impeachment é mais forte entre mulheres e no Nordeste. Mas Bolsonaro mantém sustentação em três bases: os mais pobres, os homens e os evangélicos.

“Se na população em geral o apoio ao impeachment vai a 53%, entre os evangélicos esse número cai para apenas 35%, entre os homens cai para 43%, contra 64% de apoio à destituição entre as mulheres. (…) Para que os que têm renda acima de 10.000 reais, o apoio ao impeachment é 63%, quase o mesmo patamar dos que apoiam a caída do ultradireitista no Nordeste (são 62% contra 46% na região Norte, por exemplo)”, descreveu o jornal El País Brasil.

Para Andrei Roman, CEO da Atlas, “53% é um limite ainda muito perto entre ter maioria ou não ter maioria. Se esse número chegar a 60%, aí podemos falar de uma maioria contundente que coloca pressão sobre o Congresso como foi com Dilma Rousseff”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora