A lição de um promotor a Sergio Moro

O MPE paulista franqueou a Moro direitos que o ex-juiz não concedeu a Lula na Lava Jato, sobretudo a presunção de inocência

Promotor do Ministério Público Eleitoral em São Paulo, Reynaldo Mapelli Junior, atuante na 5ª Zona Eleitoral, deu uma lição ao ex-juiz Sergio Moro ao determinar à Polícia Federal a instauração de um inquérito para apurar a mudança de domicilio eleitoral.

Apesar de taxar de não convincentes as desculpas apresentadas até agora por Moro e sua esposa, Rosângela, para mudar o domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo, o promotor apontou que:

“(…) a instauração do inquérito policial não significam reconhecimento de responsabilidade criminal e não podem ser usados politicamente por quem quer que seja, pois a fase ainda é de cognição sumária e de começo de investigação sobre infração penal que pode ou não ter ocorrido.”

Além disso:

“O Estado Democrático de Direito pressupõe, sempre, o respeito ao princípio constitucional da presunção de inocência até o julgamento penal definitivo.”

O Ministério Público Eleitoral paulista franqueou a Moro direitos que o ex-juiz não concedeu a Lula na Lava Jato, sobretudo a presunção de inocência até que se prove o contrário.

Leia mais:

Surge a principal prova da suposta fraude eleitoral do casal Sergio e Rosângela Moro

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer não só uma imprensa livre, mas plural, corajoso e contundente. Se você acredito que o GGN tem papel relevante nesta batalha, junte-se a nós. Apoie: www.catarse.me/jornalggn

decisa-abertura-inquerito

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador