Ana Estela Haddad rebate Bia Doria e conta experiência com moradores de rua em SP

"'Morar na rua é um atrativo' é lamentável. Mostra a cisão de mundos dentro de uma mesma cidade. O que leva alguém a achar que somos feitos de matéria que não é a mesma?"

Ana Estela Haddad falou com exclusividade à redação GGN, para o novo programa de entrevistas no Youtube, o “Cai na Roda”, sobre vários assuntos. Entre eles, a polêmica declaração da esposa do governador João Doria, Bia Doria, sobre os moradores de rua na capital.

Ana Estela deu sua opinião e ainda compartilhou a experiência que teve com as mulheres e gestantes em situação de rua durante a gestão de Fernando Haddad. Confira a íntegra da entrevista aqui.

https://dev.jornalggn.com.br/noticia/politica-carreira-gestao-publica-e-luta-social-com-ana-estela-haddad-na-estreia-do-cai-na-roda/

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Por isso, reitero meu comentário em post anterior.
    A professora deveria se distanciar o quanto antes da Pró-Reitoria de Extensão da USP, como coordenadora que é do programa Aproxima-Ação.
    Este é um projeto antigo. Na verdade, tem origem no programa Avizinhar, que buscava contato entre a USP e pessoas da comunidade do entorno da universidade, notadamente menores.
    O problema é que o projeto tinha interesse nos menores de idade que frequentavam a universidade, perambulando, andando de bicicleta. Mas tinha uma estratégia peculiar: encontrar crianças e adolescentes mais “dóceis” e que poderiam ser informantes sobre pessoas que realizassem pequenos furtos.
    Não era, um projeto social, mas um projeto de deduragem.
    Na Pró-Reitoria de Extensão tem coisas piores, muito piores. Faça valer o seu currículo e saia dali.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome