Aras pede dados da Lava Jato Rio

PGR quer acesso a informações sigilosas de área que conduz as investigações contra o clã Bolsonaro

Foto: Sérgio Lima/Poder360 -

Jornal GGN – Em meio aos desdobramentos envolvendo o núcleo da força-tarefa da Lava Jato na Procuradoria-geral da República (PGR), o procurador-geral Augusto Aras pediu dados da operação no Rio de Janeiro, área que envolve as investigações contra o clã Bolsonaro. 

No ofício, em que pede acesso às informações sigilosas da força-tarefa no Rio, o PGR justifica a ação para ‘subsidiar o exercício’ da Procuradoria, assim como em Curitiba e São Paulo. 

A Lava Jato Rio tem como um de seus pilares a Operação Furna da Onça, deflagrada em 2018, que apura esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), em que os filhos de Bolsonaro estão envolvidos.

Hoje, a Furna da Onça também é alvo de investigação sobre vazamento de informações para a campanha da Família Bolsonaro. Além disso a PF Rio é investigada própria Polícia Federal pelas acusações do ex-ministro Sérgio Moro sobre as interferências de Jair Bolsonaro nos trabalhos da corporação.

Por meio do ofício, Aras deu prazo de até dez dias para receber dados eleitorais, de câmbio, de movimentação internacional, relatórios de inteligência financeira, declarações de impostos de renda e base consolidadas de informações. O pedido ainda solicita dados recebidos em colaborações ou fornecidos por outros órgãos à força-tarefa.

Com informações do Estado de S. Paulo. 

GGN PREPARA DOSSIÊ SOBRE SERGIO MORO.
SAIBA COMO AJUDAR ESSE
PROJETO INDEPENDENTE AQUI

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato em Curitiba na mira da PGR por camuflar nome de políticos

5 comentários

  1. Nassif: foi o Delcídio quem disse — “ou acabamos logo com essa pôrra de investigação ou vai dar merda pra tudo mundo”. Os Esquertopatas tão vociferando que esse “dossiê” nada mais é que um passe dado a quem pretende preencher a vaga do Decano. Tipo, ou “embromo o causo ou jogo no ventilador”. Se for parar nas mãos do pessoal da ProcuradoriaMaior, que você acha adonde vai levar?

  2. Enquanto o genocida vai implantando sua “república” mafiosa no Brasil, Ciro Gomes “namora” com a privatização da água e as demais forças de esquerda (inclusive, o PT) vacilam no apoio irrestrito (movimentar as “máquinas” partidárias) para o “Fora Bolsonaro”. O DN do PT é uma vergonha. Com raríssimas excessões (Gleisi, Lindbergh, Lula e outros poucos), a maior instância operacional do partido é composta de ex-militantes aburguesados e refestelados no conforto de sua vida parlamentar. Augusto Aras tinha um nome a zelar. Com medo da milícia (como Freixo, que desistiu de concorrer a Prefeitura da outrora “Cidade Maravilhosa) vai jogando sua biografia no lixo. Assim, as chances de salvar o Brasil de ser o “país sem futuro” vão acabando.

  3. Esse PGR golpista, (ajustado e capanga dos milicos ditadores maçons generais mourão, heleno, vilas-boas, braga etc condutores do papagaio de pirata boçalnaro) tem acesso, como todo público e toda a imprensa golpista, às informações do Intercept que divulgou vastíssimo material deixando claríssimo a gangue formada por moro, procuradores da lavajato, STF e partidos políticos de fachada como o psdb e DEM…
    Esse PGR é mais um tucano enrustido que faz parte do aparelhamento tucano aécio-bolsonarista que alastrou-se pelo Brasil.

    Só tem um jeito de livrarmo-os dos golpistas milicos-milicianos-maçons que estão demolindo o Brasi: só rezando muito e pedindo a Deus para que nos tirem dessa roça assassina.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome