Araújo quer contratar assessor sem ensino superior por R$ 34 mil

Chanceler agiu para alterar sozinho o plano de carreira da Apex. Em off, funcionários disseram que foi para beneficiar político do PSL

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo agiu para alterar sozinho o plano de carreira da Apex, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, com o objetivo de permitir contratação de pessoas sem ensino superior completo, com salário de R$ 34 mil.

Segundo reportagem da Folha, Araújo assinou alterações no Plano de Cargos e Salários da agência porque, pelas regras vigentes, cargos de confiança só podem ser ocupados por candidatos com ensino superior completo, por instituição reconhecida pelo MEC.

Pela visão do chanceler, o diploma pode ser dispensado se a pessoa tiver experiência de 4 anos em setores “correlatos” ao cargo que pretende assumir.

“Interlocutores que acompanharam o caso na Apex afirmaram à Folha, sob condição de anonimato por temerem represálias, que as mudanças das regras foram feitas para permitir a contratação do produtor agropecuário Paulo Vilela, que se candidatou a deputado federal pelo PSL em 2018, mas não conseguiu se eleger.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Brasil vai levar 15 anos para retornar ao patamar de pobreza de 2014

4 comentários

  1. Essa “nova” política é a cloaca da política. Nada como um lobo depois de outro lobo: e a nave bolsonária vá… Caso de polícia, quer dizer, se pudéssemos nela confiar, né, conge?

  2. Tirando o compadrio, não vejo nada de mais…
    assim como também não via, nas minhas décadas de atividade, 70/80/90, na contratação de um Engenheiro Operacional, por exemplo

    também sem entrar no mérito da facilidade que tem o fascismo de dar braços, pernas e muita grana aos menos aptos e capacitados para qualquer função, ou já entrando

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome