Bolsonaristas são presos após ameaçarem Alexandre de Moraes

Manifestantes foram detidos em flagrante neste sábado, e acusados de ameaça, injúria e difamação contra ministro do Supremo Tribunal Federal

O ministro do STF Alexandre de Moraes. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – O engenheiro Antônio Carlos Bronzeri, da Frente Brasileira Conservadora, e Jurandir Pereira Alencar, foram detidos pela Polícia Civil de São Paulo neste sábado, acusados de ameaça, injúria e difamação contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Segundo informações do portal UOL, os dois foram presos por policiais infiltrados em acampamento montado na Praça Abilio Soares, em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo.

Os dois eram integrantes do grupo de manifestantes pró-Bolsonaro que protestou no último dia 02 em frente ao prédio Alexandre de Moraes tem residência, depois que o ministro do STF suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência, para a chefia da Polícia Federal.

Bronzeri e Alencar haviam sido detidos durante essa manifestação, mas foram liberados. De acordo com a Polícia Civil, as prisões em flagrante levaram a uma segunda investigação, relacionada a delitos de desobediência, infração de medida sanitária preventiva e incitação ao crime.

 

Leia Também
Ao contrário da Lava Jato, MP-RJ segurou dados contra os Bolsonaro até passar a eleição
Flávio Bolsonaro sabia de operação da PF contra Queiroz, diz empresário
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro. Saiba como apoiar

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Entidades denunciam Bolsonaro por crimes contra a saúde pública

2 comentários

  1. Conforme já foi dito, se Bolsonaro tem acesso às bases das PMs, é verdade que a polícia que investiga, a Civil, tem ligação mais estreita com os governadores.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome