Bolsonaro anuncia que Brasil foi aceito como aliado extra-Otan

De acordo com Bolsonaro, com a “aliança” o país terá mais assistência no campo militar e também no mercado de defesa.

Foto: Agência Brasil

Por Luciano Nascimento

Da Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse nesse sábado (15) em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, que o Brasil foi aceito pelos Estados Unidos (EUA) como um aliado extra-Otan, a Organização do Tratado do Atântico Norte. De acordo com Bolsonaro, com a “aliança” o país terá mais assistência no campo militar e também no mercado de defesa.

“Com muito orgulho, anuncio que há pouco colhemos um dos frutos da nossa viagem aos Estados Unidos, ao sermos aceitos pelo presidente Donald Trump como aliado extra-Otan”, disse Bolsonaro ao discursar em um evento militar na cidade gaúcha. “Possibilidade que permite nos equiparmos melhor e interagir mais com o mercado de defesa”, acrescentou

O presidente participou da Festa Nacional da Artilharia (Fenart), no 3º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, que marca o aniversário do marechal Emílio Luiz Mallet.

Em seu discurso, ele voltou a defender o armamento da população. “Nossa vida tem valor, mas tem algo muito mais valoroso do que a nossa vida, que é a nossa liberdade. Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta. Temos exemplo na América Latina. Não queremos repeti-lo. Confiando no povo, confiando nas Forças Armadas, esse mal cada vez mais se afasta de nós”, disse.

Bolsonaro afirmou ainda que é preciso mais que o Parlamento para implementar as medidas políticas. “Precisamos, mais que um Parlamento, do povo ao nosso lado para que possamos impor uma política que reflita paz e alegria para todos nós”.

8 comentários

  1. Quem é pior?
    O Bozo ou os Minions?
    Ou quem elegeu o Bozo?
    Só sai (desculpem a palavra) merda desse governo. Agora esta. E os milicos vão aceitar?
    Agora dá pra comprar umas arminhas, pegar um butim forte, gastar quem sabe os 370 bi de reservas cambiais.
    E, definitivamente, assumirmos a posição de colônia.
    Brasil, a república da cloaca!

  2. Bom, pelo menos o povo ja começa a se movimentar para expurgar este incompetente e sua familia, que agora mantém a cabecinha sob o escândalo do Moro. Mas tudo vira à tona.
    Quanto ao bozo, volta e meia é a mesma conversa fiada, o mesmo mimimi: ‘armas”, “povo contra parlamento”, “comunismo”, “biblia”, por ai. E sempre escondido atrás do exercito.
    Este papo furado já deu.

  3. Muito mais compartilhamento de custos do que qualquer outra coisa…
    é como entregar uma base, entre outras coisas valiosas, não receber nada, e ainda por cima assumir a obrigação de pagar a metade dos custos necessário para o desenvolvimento de uma tecnologia espacial, por exemplo

  4. Até quando Bozo?

    Até Julho, no MÁXIMO???

    Mourão deve assumir a Chefia de Estado Emergencial.

    Reconhecer que o PROCESSO ELEITORAL de 2018 está INVALIDADO.

    E Convocar novas eleições para Novembro/Dezembro 2019.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome