Bolsonaro chama manifestantes pela Educação de “idiotas úteis”

"São uns idiotas úteis que estão sendo usados de massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil", disparou

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Em passagem por Dallas (EUA), nesta quarta (15), Jair Bolsonaro chamou de “idiotas úteis” os manifestantes pela Educação, que estão pelas ruas de todo o País contra o corte no orçamento das universidades federais anunciado pelo MEC sobre Abraham Weintraub.

O presidente tentou desqualificar os movimentos alegando que são em maioria “militantes” que servem de “massa de manobra” para a cúpula das universidades.

“É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados de massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, disse ele na porta do hotel onde ficará hospedado, em Dallas.

Bolsonaro ainda culpou os governos anteriores pelo corte na Educação que ele promove.

“Na verdade não existe corte, o que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente também, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento. E se não tiver esse contingenciamento, eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal. Então não tem jeito, tem que contingenciar”, afirmou.

Leia mais: Brasil manifesta pela educação, neste 15 de maio

Leia também:  Professor não pode ser filmado e exposto em redes sociais, por Cláudio Silva

12 comentários

  1. Bozo sendo bozo.
    Razão se lhe atribua – “são idiotas úteis, massa de manobra”, são como seus eleitores acordando agora.

  2. Creio que o Bolsonaro está certo quando fala em “idiotas úteis”. Pela lógica, são os úteis que devem se opor aos “idiotas inúteis”. Ou não?

  3. Fascismo clássico…
    desqualifica os manifestantes plantando dúvidas

    dos que têm armas na boca, ou dos que nem sequer demonstram interesse em discutir as consequências do que faz, o mais destruidor que já existiu

  4. O problema não são os “idiotas úteis” que estão rejeitando os cortes na Educação. O problema são os ignorantes direitopatas que se apoderaram do MEC e tratam a Educação como despesa e não como investimento.
    Malditos cretinos que acreditam cegamente num astrólogo esquizofrênico.

  5. “Se perguntar a fórmula da água não sabem”, declara como se soubesse a resposta um cidadão que mal consegue se expressar.
    Pelo menos são úteis, diferente dos idiotas que nele votaram.

  6. Idiotas são os eleitores que votaram nele, caiu no conto do vigário, uma governo medíocre, está perdido, não sabe o que fazer, lastimável, é uma verdadeira balbúrdia, envolvido com milicianos, é uma loucura, imbecilidade a toda prova, quando abre a boca, só sai asneiras, governo sofrível, entreguista, o Brasil não merece isso.

  7. culpar o governo anterior que saiu há
    tres anos é que é insensato….
    (ou prova de ineficiencia…)

  8. O Mourão portou-se como um verdadeiro democrata, disse que as manifestações pacíficas e ordeiras são um direito de todos.
    heheheheh… é isso aí Mourão! Pau neles! Parabéns, meu velho!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome