Bolsonaro deve indicar Moro ao STF em novembro e se livrar do “inimigo na própria casa”

Para cientista político, Bolsonaro "prende Moro numa gaiola dourada" se indicá-lo para a vaga deixada por Celso de Mello

Foto: Divulgação/PR

Jornal GGN – Em Brasília, entre palacianos e analistas que acompanham o dia a dia do governo, a análise é de que o “cenário está desenhado”: Jair Bolsonaro está “decidido” a indicar Sergio Moro para a vaga que será aberta no Supremo Tribunal Federal em novembro, com a aposentadoria compulsória do ministro Celso de Mello.

Dessa maneira, Bolsonaro – que está de olho na reeleição e preocupado com os movimentos de Moro – deixa de “alimentar um adversário dentro de sua própria casa”

“Se você o nomeia na vaga que se abre neste ano, você prende o Moro numa gaiola dourada. É tudo o que o presidente precisa”, afirmou o cientista político Ricardo Caldas, da UnB, ao jornal El País desta quarta (29).

O jornal ressalata que chegar ao Supremo “não impede que o ex-juiz abandone a vida política”. Ele pode ser um candidato em 2026. Hoje, Moro diz que apoia a reeleição de Bolsonaro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora