Bolsonaro tenta reagir a Lula aumentando Bolsa Família em R$ 6,81

Aumento seria capaz de retirar da pobreza 117 mil pessoas, diz Ministério da Economia. Pacote social também é reação ao programa apresentado por Rodrigo Maia

Jornal GGN – Com o pacote de reformas e de medidas sociais da Câmara e Lula em liberdade, viajando o País e atacando os erros do governo, Jair Bolsonaro decidiu reagir e intensificar o seu programa social. Segundo o Estadão desta segunda (25), Bolsonaro pretende agradar os beneficiários do Bolsa Família aumentando o pagamento mensal em R$ 6,81.

A medida atingiria cada uma das 13,8 milhões de famílias assistidas pelo programa criado no governo Lula, e seria capaz de “retirar 117 mil pessoas da pobreza”, diz Paulo Guedes. Hoje o benefício pago é, em média, R$ 89,00.

De acordo com o jornal, o dinheiro sairia do caixa formado com o fim da desoneração de produtos da cesta básica.

“A revisão da política de desoneração da cesta básica em estudo pelo governo quer evitar que o benefício contemple famílias de alta renda, consumidoras de produtos como carnes nobres e peixes como salmão, hoje na lista de isenção de tributos da cesta. A ideia é que os recursos poupados com o aumento da tributação de alguns itens sejam direcionados ao Bolsa Família”, anotou o Estadão. A desoneração desses itens da cesta básica custam R$ 1,17 bilhão ao ano.

Na semana passada, a Folha de S. Paulo divulgou que o governo não teria dinheiro para pagar o prometido 13º do Bolsa Família.

O Estadão também apurou que Bolsonaro pensou em mudar o nome do programa para Bolsa Brasil, mas há setores do governo que resistem à mudança.

HABITAÇÃO

Na área da habitação, o governo Bolsonaro estuda dar um “voucher” para famílias de renda mensal de até R$ 1,2 mil, para que possam comprar ou reformar a casa própria, uma nova modalidade dentro do Minha Casa, Minha Vida.

Leia também:  Clipping do dia

ESPORTE

Há ainda a ideia de pagar R$ 300 por mês para 5 mil estudantes que podem se dedicar às atividades desportivas, dentro do programa Bolsa Atleta Escolar. Com a proposta, os gastos anuais seriam de R$ 18 milhões ao ano.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome