Caso Marielle: Justiça abre caminho para julgamento de Ronnie Lessa

Processo estava parado desde o ano passado; decisão de desembargador abre caminho para júri popular de acusados de assassinar vereadora e motorista

Ronnie Lessa, policial aposentado acusado de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. Foto: Reprodução

APOIE O GGN NA RESISTÊNCIA AOS ATAQUES DIGITAIS E CERCO JUDICIAL QUE TENTAM NOS CENSURAR

CLIQUE AQUI E SABIA MAIS

Jornal GGN – O desembargador Marcus Basílio, segundo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), negou o recurso especial pedido pelos advogados de Ronnie Lessa para tentar impedir seu julgamento – Lessa é um dos acusados de assassinar Marielle Franco e Anderson Gomes.

O recurso especial é usado para recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) de uma decisão tomada por tribunal superior que contrarie ou negue uma lei federal ou lhe atribua interpretação divergente de outros tribunais. Como Basílio barrou a admissão desse recurso (e exista a possibilidade de agravo), abre-se caminho para o júri popular de Lessa e de Élcio Queiroz, apontado como motorista da emboscada que matou a vereadora e seu motorista.

Segundo o jornal O Globo, a próxima fase envolve requerimentos de diligências do Ministério Público do Rio de Janeiro, da defesa e da assistência de acusação. O processo estava sem movimentação, por causa do recurso, desde o fim do ano passado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome