Coronavírus: China revisa e aumenta total de mortos em Wuhan

Região apontada como epicentro da pandemia teve 1290 mortes a mais; governo chinês é criticado por ‘esconder’ estatística

Jornal GGN – Em meio às suspeitas e críticas pela gestão da pandemia de covid-19, a China revisou os números de vítimas do vírus no país, e anunciou 1.290 mortes adicionais na cidade de Wuhan, marco zero da pandemia.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, Wuhan surpreendeu ao elevar em 50% o balanço de mortes provocadas pelo novo coronavírus. Em nota divulgada nas redes sociais, a cidade explica que alguns pacientes morreram em casa no início da pandemia, e não foram contabilizados já que não tinham condições de ser atendidos em hospitais.

Com os novos números, o balanço de vítimas fatais na China subiu para 4.632 mortes. Desde seu surgimento em dezembro de 2019, o novo coronavírus matou 141.127 pessoas e infectou 2,1 milhões de pessoas.

Os dados oficiais chineses geram diversas suspeitas há semanas, principalmente por parte do governo dos Estados Unidos.

Leia Também
Kennedy Alencar e o grito engasgado no ar
Filipinas já matou um idoso e prendeu ou advertiu 120 mil pessoas por desrespeito à quarentena

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Guedes defende economia para evitar impeachment de Bolsonaro

1 comentário

  1. “Os dados oficiais chineses geram diversas suspeitas há semanas, principalmente por parte do governo dos Estados Unidos.”

    Não estivessem os EUA empenhados desde muito antes da pandemia, em derrubar a China, dava até para levar em consideração. Aliás não estivessem os EUA empenhados em submeter todos os países do mundo a seus interesses privados, tudo seria bem diferente, com certeza o mundo estaria mais pacífico, civilizado e saudável.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome