Coronavírus: OIT projeta perda de até 25 milhões de empregos

Agência da ONU diz que impacto gerado pela pandemia pode ultrapassar o que foi visto na crise de 2008; perda de renda chegaria a R$ 17 trilhões

Jornal GGN – A perda de emprego por conta da pandemia de coronavírus pode atingir até 24,7 milhões de trabalhadores, segundo prognósticos traçados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A estimativa da agência da ONU aponta um cenário pior do que o da crise global de 2008, quando 22 milhões de vagas foram fechadas. No melhor dos cenários, a OIT projeta que 5,3 milhões percam o emprego como resultado direto da pandemia.

A contração do mercado de trabalho decorrente da pandemia pode reduzir a renda dos trabalhadores em até US$ 3,4 trilhões (cerca de R$ 17 trilhões) até o final deste ano, um valor que representa mais que o dobro do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro registrado no ano passado.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o efeito da pandemia já pode ser visto nos recentes prognósticos do setor de viagens norte-americano e em decisões tomadas por companhias aéreas e montadoras, alguns dos setores em que o impacto da pandemia foi agudo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Tem que se dar um stand by na sociedade. Tem que se suspender todos os vencimentos de dívida e manter todos os fluxos produtivos inalterados até que o vírus tenha sido contido. Se cada um fizer a sua parte tudo passa rapidamente. Se for necessário, raciona-se os meios de vida e mantém-se em operação a produção, que basicamente está automatizada. Não haverá desabastecimento, nem saques, nem violencia. Se não fizermos a coisa certa, o Corona triunfará

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome