Crescem apostas para mudança no Ministério da Educação

Senador do PSDB é cotado para assumir cargo - e suplente é o segundo vice-presidente do Aliança pelo Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub (esq.) e o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), cotado para assumir a pasta. Fotos: Reprodução

Jornal GGN – Enquanto a gestão de Abraham Weintraub no Ministério da Educação (MEC) segue alvo de críticas, as apostas para a mudança do ministro ganham força.

Segundo a jornalista Denise Rothenburg, do Correio Braziliense, um dos nomes citados para ocupar o lugar de Weintraub é o do senador Izalci Lucas (PSDB-DF). Caso ele assuma a pasta, será aberta uma vaga para o primeiro suplente ocupar o cargo: Luís Felipe Belmonte, o segundo vice-presidente do Aliança pelo Brasil.

Belmonte tem trabalhado para consolidar a nova legenda do presidente Jair Bolsonaro e, dentro do partido, tal medida pode dar visibilidade à legenda na Casa. Porém, Bolsonaro mostrou alguma irritação com as declarações dadas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pedindo a saída do ministro da Educação. Embora a saída de Izalci abra espaço para Belmonte, Bolsonaro não quer indicar que atendeu a um pedido de Maia.

Caso o afastamento de Weintraub se confirme, será mais uma baixa para a conta do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni – o ministro integrava a equipe de Lorenzoni e, até o momento, coleciona críticas à frente do Ministério da Educação. E o DEM (partido ao qual Lorenzoni é filiado) não vai se esforçar para resolver esse problema, uma vez que o partido não foi responsável pela indicação do ministro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Wassef pode ter ajudado na fuga do miliciano Adriano da Nóbrega

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome