Democracia começa a ficar “fora de controle”, diz Janio de Freitas

Jornalista critica falta de resposta dos militares governistas e os que deram suporte à eleição de Bolsonaro, diante de suas propostas inconstitucionais e que colocam a sociedade em risco

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Janio de Freitas publicou artigo na Folha desde domingo (26) avaliando que a democracia está começando a ficar “fora de controle” com Jair Bolsonaro tirando do papel promessas de campanha que colocam a sociedade civil em risco. O jornalista criticou a falta de resposta dos militares que deram sustentação à eleição de Bolsonaro, e dos que estão no governo, a essas propostas inconstitucionais ou populistas e inconsequentes.

Janio citou, como exemplo, o novo decreto de armas de Bolsonaro, que permite, entre outras situações, que cidadãos comuns possam ter acesso a um fuzil.

“Tanto quanto a Bolsonaro, a liberação de armas põe em questão os quase incontáveis militares do governo: nem um só foi capaz de uma atitude, uma palavra ao menos, em favor do bom senso e da vida civil”, escreveu Janio.

“A democracia começa a ficar fora de controle. Com ela, Bolsonaro nunca teve compromisso, nem quando congressista. Se os generais representantes do Exército e o Ministério da Defesa aceitam medida contrária à segurança pública que a Constituição lhes atribui, o risco vai mais longe. É também institucional: os militares expõem a possibilidade de sua maior concordância com Bolsonaro do que a democracia suportaria. É uma hipótese em aberto. Clareada em um ou em outro sentido, servirá de base para uma resposta objetiva àquelas perguntas iniciais”, comentou.

Professora Lilia Schwarcz fala de seu livro, "Sobre o autoritarismo no Brasil". O brasileiro é autoritário? Entrevista com Lilia Schwarcz https://www.youtube.com/watch?v=bEpQAI8f96A Sampa/SP, 26/05/2019 - 19:22

13 comentários

  1. Os militares estão preocupados com o marxismo cultural, o viés ideológico, o coitadismo na assistência social e em estreitar ainda mais a amizade do Bozo com o Trump. Essa amizade ficará tão estreita que caberão os dois na mesma cueca.
    Já o laranjal do PSL, os funcionários fantasmas dos gabinetes da família Bozo, os milicianos assassinos que são íntimos do presidente e a entrega da Embraer e da Base de Alcântara, não são problemas para se preocupar.
    O Brasil está em boas mãos.

  2. E agora, que mais de 50 milhões de Burrominions foram às ruas apoiar as medidas anti-populares, como é que fica?

    “Alexandre Lourenço
    HÁ 4 HORAS

    Muitos petralhas dizem que são poucas pessoas. É verdade mas as manifestações não tem patrocinio de sindicatos nem partidos do crime pra distribuir mortadelas. É a familia brasileira indignada com um congresso liderado por bandidos que se unem e apoiados pelo STF que lutam pra preservar o direito de assaltar um País”.

    Eis aí a justificativa de um Burrominion para o grande número de idiotas nas ruas.

  3. É hora de deixar q os q elegeram o Bozo se manifestem. A esquerda não deve pedir a cabeça do Bozo neste momento é hora dos criadores desta horrenda criatura chamada Bolsonaro olharem nos olhos sinistro da sua criação. Deixe os se destruirem.

  4. E vc acha que aquelas faixas e bonecos foram feitos por quem ? Kkkk empresários e banqueiros …. Acorda homem

  5. Em respeito à “família brasileira que caminha na paulista em favor do governo bozo”,
    vou aproveitar que a natura comprou a avon e lavar as mãos com lindos e perfumados sabonetes, aguardando impassível que essa “família brasileira…..etc..” se foda.
    Não adianta se preocupar com o futuro de quem não se preocupa nem com o presente.

  6. Rui Ribeiro, de onde você tirou esse número??
    O que eu vi foram algumas milhares de pessoas espalhadas por alguns estados… Se somadas não passa de algumas dezenas de milhares.
    50 milhões??? Tá louco?

  7. A presença mais forte em algumas cidades de Sudeste e Sul de apoiadores de bozo leva a crer numa demonstração de força. Mas conforme uma análise mais ampla de congressistas em Brasilia, as mobilizações foram aquém dos protestos anti-governo. (https://www.jb.com.br/pais/2019/05/1001643-atos-exaltam-moro-e-guedes–pais-de-reformas-do-governo–e-criticam-maia-e-centrao.html)
    Já segundo o G1, por volta de 18h30, 156 cidades tinham tido atos pró-governo. No dia das manifestações contra os cortes na educação, às 13h07m, 222 cidades de todos os 26 estados e do Distrito Federal tinham registrado manifestações.
    Particularmente creio que a maioria dos que compareceram, ainda que aos poucos se tornando cientes da merda que fizeram, foram mais defender seus votos recentes que qualquer outra coisa.

    Quanto aos impulsionadores, no movimento de hoje fica evidente que grupos relevantes para a eleição deste incompetente começam a se desgrudar, sobrando, além dos já famosos robôs digitais, grupos beneficiados diretamente com as atrocidades que vêm sendo desembanhiadas por este (des)governo , como as milicias, os círculos militares que emergiram dos porões, policiais visando a ilicitude e (des)orientados pelos mercadores da fé proprietarios de S.A.s evangélicas.
    A população precisa iniciar sua mobilização para os movimentos previstos para junho contra as aberrações travestidas de reformas, como o criminoso “pacote anticrime” a ignóbil “reforma da previdência”, e a precarização da educação.

  8. Esses que foram as ruas são os verdadeiros idiotas pois um presidente q está fazendo de tudo para exterminar com os pobres através dessa ridícula reforma da previdencia somado a esse Decreto onde qualquer pessoa poderá ter acesso a um fuzil e essas pessoas aplaudindo tudo isso. Quer coisa mais absurda? Onde iremos parar? Qual será o futuro de nossos filhos e netos? Será que eles terão um futuro?

  9. Querosão informar a GGN que meus comentários são únicos , não os repito nem mesmo em outros sites ou blogs. Não é a primeira vez que V. Sãs. descartam meus comentários. Parece que gostam de comentarios sem nexo ou palavras não apropriadas. Obrigado pois estarei recolhido a minha insignificância e não farei mais comentários.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome