Doralyce e Bia Ferreira: “Derrubar o governo” e “Lula Livre” na GloboNews

Após citar a ativista por moradia Preta Ferreira como presa política e pedir que ela e Lula sejam colocados em liberdade, a dupla foi incitada pela repórter a terminar a entrevista cantando. E a música foi ainda mais dura do que as palavras anteriores

Jornal GGN – Doralyce e Bia Ferreira deram um show ao vivo na Globo News e viralizam nas redes sociais desde quinta (25). Após citar a ativista por moradia Preta Ferreira como presa política e pedir que ela e Lula sejam colocados em liberdade, a dupla foi incitada pela repórter a terminar a entrevista cantando. E a música foi ainda mais dura do que as palavras anteriores.

Confira no vídeo abaixo.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Preta Ferreira e Lula Livres!

Uma publicação compartilhada por BIA FERREIRA (@igrejalesbiteriana) em

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro, a pandemia e a explosão das demandas sociais

3 comentários

  1. 1- Quem é a jornalista? E as caras de espanto e desprezo que fez? Tinha que ser funcionária da Globélica.
    2 – Parabéns às meninas que não arredam pé das causas só pra aparecer sorridentes e globelizadas. Lindo. Precisamos de mais discursos com essa coragem e essas verdades. Será por isso que antes do Golpe, a Globélica tirou do ar uma participação do Alessandro Buzo que apresentava uma periferia “domesticada” nas tardes do SPTV, quando pobre estava na moda e enchendo o rabo da Globélica e seus anunciantes de dinheiro? Ali senti o cheiro do Golpe, depois tiraram do ar a Regina Casé e seu programa que, apesar de tentar emular o discurso de conciliação nacional, mostrava o povo, sua beleza e sua consciência de classe. Onde anda ela agora? Pobre na Globélica só na ficção, e como seu jornalismo e entretenimento pseudo reality-show também são ficções, deve ter dado um curto-circuito. Só acho estranho esses furos, a emissora deveria saber com quem ia falar e que não iam afinar, rs. Tomou? E não aguentaram 2 minutos de mulheres pretas falando pelo povo, imagina isso na programação diária? Não seria o Brasil, e não seria a Globélica. Por isso precisamos de democratização da comunicação URGENTE.
    Liberdade a [email protected] dissidentes do capitalismo e do império
    Lula
    Preta Ferreira
    Chelsea Manning
    Assange
    Nós, os 99% (principalmente os que trabalham para eles sem saber)

    Sampa/SP, 26/07/2019 – 17:18

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome