Embaixador dos EUA trabalha pesado por tarifa zero em etanol americano

A decisão, que seria função da equipe econômica e do Ministério da Agricultura, terá a palavra final de Jair Bolsonaro.

Jornal GGN – Depois das ameaças veladas ao governo brasileiro caso abrisse portas para o 5G da Huawei, agora o embaixador Todd Chapman, dos Estados Unidos, promove lobby pesado para derrubar tarifas de importação do etanol americano. Quer tarifa zero. As informações são de Lauro Jardim, em O Globo.

O governo brasileiro dá isenção para até 750 milhões de litros por ano e, a partir daí, a tarifa é de 20%.

Chapman usa como argumento para a derrubada da tarifa a relação de Bolsonaro e Trump, e diz o quanto é importante para o governo Bolsonaro a permanência de Trump na presidência dos EUA.

A defesa gruda na eleição americana e vai direto a Iowa, maior produtor de etanos dos EUA e estado fundamental na reeleição de Trump. Se Chapman conseguir de Bolsonaro um prêmio desses, vai dar mais forças à reeleição.

O embaixador norte-americano tem visitados os ministérios da Fazenda, Relações Exteriores e tido solilóquios com Eduardo Bolsonaro, pressionando para que a isenção seja aprovada até agosto.

A decisão, que seria função da equipe econômica e do Ministério da Agricultura, terá a palavra final de Jair Bolsonaro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A Crise Indiana, por Ronaldo Bicalho

2 comentários

  1. Aí vamos ver os canavieiros e usineiros chiarem? Ou será que também batem continência à bandeira americana? Ou será que não somos auto suficientes na produção de Etanol? Eu acho que ainda vai ter muito usineiro saudoso dos tempos em que havia presidentes que defendiam os interesses nacionais.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome