Enquanto preço do arroz dispara no Brasil, exportadores comemoram recordes

Por conta da alta do dólar e da demanda externa, agricultores preferem vender grão ao mercado externo; vendas sobem mais de 50% ante 2019

Jornal GGN – O preço do arroz vem atingindo recordes de alta no mercado doméstico, enquanto os produtores comemoram os recordes de venda para o exterior, graças a fatores como a alta do dólar e o aumento da demanda internacional.

Apenas em maio, o setor embarcou 253,2 mil toneladas (base casca), 73% acima do visto em abril, quando somou 146,5 mil toneladas, o maior volume embarcado dos últimos 17 meses, conforme dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) e o Sindicato da Indústria do Arroz no Estado do Rio Grande do Sul (Sindarroz-RS) e repercutido pelo site Planeta Arroz.

Dados da Cogo – Inteligência em Agronegócio divulgados pelo Canal Rural mostram que, apenas em agosto (sexto mês do ano-safra 2019/2020), as vendas ao mercado internacional chegaram a 212.623 toneladas base casca, 93% acima do volume embarcado no mesmo mês do ano passado.

Embora os volumes tenham sido expressivos em julho, os dados ficaram abaixo do visto entre maio, junho e julho, por conta da forte alta dos preços internos do grão em casca, o que gerou perda de competitividade das cotações com a conversão em dólar.

Segundo a publicação, Gustavo Ludwig, gerente do Brazilian Rice, projeto de promoção global do produto desenvolvido pela Abiarroz em parceria com a Apex-Brasil, afirmou que o setor “está colhendo os frutos num momento de convergência de conjunturas favoráveis, como a alta demanda provocada pela pandemia da covid-19, a valorização cambial e a disponibilidade de produto”.

Enquanto os produtores comemoram, o consumidor em algumas partes do Brasil é obrigado a pagar até R$ 53,25 em um pacote de 5 quilos de arroz, com a possibilidade de pagamento parcelado em até seis vezes.

Print do site Extra, onde uma empresa revende 5kg de arroz a R$ 53,25

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome