Falhou a “frente de cabeça inchada” de Aldo Rebelo para isolar o PT

Um ex-companheiro de partidão lembrou o nome que se dava a esse tipo de aventura: "frente da cabeça inchada".  E defendeu a frente ampla em torno da chapa Fernando Haddad-Martha.

O ex-deputado e ex-Ministro de Dilma Rousseff, Aldo Rebello, está empenhado ema isolar o PT.

Levou ao grupo de Martha Suplicy a proposta dela encabeçar uma chapa pelo PSB, com apoio de Márcio França, que se resguardaria para se candidatar a governador. Ele, Aldo, seria o candidato a vice-prefeito pelo Solidariedade, de Paulinho, e com apoio do PDT.

Não encontrou eco em sua proposta. Primeiro, por duvidarem que França apoiaria Martha pelo PSB. Mas, principalmente, porque, segundo seus interlocutores, seria irresponsabilidade e equívoco político tentar isolar o PT nessa quadra da história.

Um ex-companheiro de partidão lembrou o nome que se dava a esse tipo de aventura: “frente da cabeça inchada”.  E defendeu a frente ampla em torno da chapa Fernando Haddad-Martha.

O Solidariedade já desistiu da “frente da cabeça inchada”.  Nos próximos dias, haverá um esforço para convencê-lo a aderir à frente ampla.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Xadrez da alma brasileira e desembargador que tentou livrar Flávio Bolsonaro

11 comentários

  1. A direção do PT só vai aceitar a realidade depois da derrota em Outubro deste ano. Este é outro prognóstico igual àquele de 2018 q afirmava q o antipetismo iria eleger Bolsonaro. Não sei porque insistem na “fakenews” com Haddad. Ele já reafirmou q NÃO pretende entrar nessa roubada…

    7
    1
  2. O post indica que, apesar de toda a resistência interna, não são pequenas as chances de Marta, bancada por Lula e Tatto, ser a candidata do PT.

    Porém, é muito difícil imaginar Marta vencendo essa eleição. Ao que tudo indicar, não haverá candidato populista de direita para dividir votos com Marta nos bairros mais distantes. Mesmo assim, em um hipotético segundo turno Marta seria apedrejada sem dó pelo sistema Globo, Bolsonaristas e João Doria no segundo turno, e consequentemente reduzida a percentuais pífios nos bairros mais centrais. E nos bairros mais distantes, em último caso, a direita poderia apelar para uma campanha pela abstenção e voto nulo.

    Tudo porque o PT não tem se mostrado nem um pouco capaz de construir estratégias nesses moldes e competir em pé de igualdade. Candidatura fraca que se sustenta tão somente na superestimação do saudosismo.

  3. UM sujeito que era do PCdoB e foi para o partido do Paulinho da força?
    Esta esquerda brasileira não merece mesmo ser levada a sério.

    6
    1
  4. A propósito, colocar um “comunista” (?) no comando de milicos foi um dos desfaçamentos puristas de Dilma, como outros que foram-na isolando da política braZileira, até ficar sozinha com seu pequeno gabinete de “conselheiros”, que incluía o inacreditável José Eduardo Cardozo…
    Enquanto o Grande Irmão do Norte já agia descaradamente em conluio com a Casa Grande pela tomada das ruas (e de tribunais onipresentes), legitimando a retomada do país, perdida em 2002.

  5. Aqui em SP essa pandemia só serviu para reforçar as atuais gestões, ou alguém tem dúvida que o Covas vai eleger o seu sucessor na capital e que o Dória vai eleger emplacar o seu candidato no estado em 2022? O único gestor burro que não vai colher capital político nesta pandemia é o idiota do Bozo!

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome