Favorito dos Bolsonaro à PGR é crítico em relação à manipulação da opinião pelos grupos de mídia, em ambiente democrático

"A democracia tal como é hoje praticada nos países ocidentais e imposta ao resto do mundo como modelo de regime político se apresenta como um verdadeiro embuste"

Jornal GGN – O subprocurador Antonio Carlos Martins Soares, que teria sido indicado pela defesa de Flávio Bolsonaro para comandar o Ministério Público Federal, assinou, no site Justiça & Cidadania, em 2014, um artigo criticando a democracia – um “verdadeiro embuste” – e a liberdade de imprensa. O motivo: regras eleitorais com as quais ele não concorda.

[O GGN prepara uma série no YouTube que vai mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto pelo interesse público? Clique aqui]

Segundo Soares, “a democracia tal como é hoje praticada nos países ocidentais e imposta ao resto do mundo como modelo de regime político se apresenta como um verdadeiro embuste.”

No raciocínio do candidato à PGR, a imprensa dá tratamento desigual aos candidatos, a depender do tamanho do partido político. Por isso a disputa eleitoral “se mostra inteiramente desigual.”

A liberdade de imprensa, segundo Soares, “tornou-se cada vez menos uma faculdade individual de todos, passando a ser cada vez mais um poder de poucos.” E os jornais só defendem a democracia porque é de seu interesse ajudar a eleger determinados candidatos.

“Hoje em dia, como é notório, os meios de comunicação de massa deixaram de ser a expressão de liberdade e autonomia individual dos cidadãos, antes revelam os interesses comerciais e ideológicos de grandes organizações empresariais, institucionais ou de grupos de interesses. Daí porque o acesso aos veículos de comunicação de massa passou a ser determinante na disputa entre candidatos em qualquer eleição.”

Leia também:  Foi golpe! E agora, MP?, por Daniel Serra Azul Guimarães

Para o favorito dos Bolsonaro, as regras eleitorais que prejudicam partidos nanicos “afrontam o postulado da igualdade de oportunidades que deve orientar todo regime que se pretenda democrático.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Façam uma investigação sobre quem está por trás de Bolsonaro e a proeminência de um governo totalitário, de semi-escravidão. O vice está calado esperando a vez dele dar o golpe militar no Brasil, ou criar um estado de sítio! O Brasil está sendo vendido, e vocês com pauta, mixuruca, enfrentem o Villas boas e seu sistema do golpe e faça restituir nossas vidas

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome