Governo Bolsonaro pagou R$ 41 milhões a empresa de ex-esposa de Wassef

Pagamentos federais à Globalweb Outsourcing (fundada por Cristina Boner Leo) foram feitos entre janeiro de 2019 e junho deste ano

Cristina Boner Leo, fundadora da Globalweb Outsourcing e ex-esposa de Frederick Wassef; Foto: Reprodução/Facebook

Jornal GGN – Uma empresa ligada à ex-mulher e sócia do advogado Frederick Wassef, que atende o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), recebeu da gestão Bolsonaro um total de R$ 41,6 milhões em menos de dois anos e os contratos foram prorrogados.

Segundo informações do portal UOL, o valor recebido pela Globalweb Outsourcing, empresa fundada por Cristina Boner Leo, refere-se ao período de janeiro de 2019 a junho deste ano, e já representam todos os pagamentos feitos durante os quatro anos da gestão Dilma Roussef (PT)/Michel Temer (MDB), no valor de R$ 42 milhões.

Os contratos que a empresa fechou com governos anteriores foram prorrogados, e receberam R$ 165 milhões em aditivos pela gestão Bolsonaro, além do fechamento de novos contratos no valor de R$ 53 milhões. Ou seja: a empresa da ex-esposa do advogado de Flávio Bolsonaro receberá R$ 218 milhões dos cofres públicos nos próximos anos.

E foi justamente em um imóvel pertencente a Wassef que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi preso na cidade paulista de Atibaia sob acusação de lavagem de dinheiro.

Aberta em 2010, atualmente a Globalweb é administrada pela filha de Cristina, Bruna Boner Leo. A empresa já negou a vinculação de seus resultados “como fruto de influência política”, Wassef saiu em defesa da ex-esposa e o Palácio do Planalto não se manifestou.

 

Leia Também
Justiça do Rio nega prisão domiciliar para Queiroz
Carlos Bolsonaro deve perder foro privilegiado após decisão do STF
Prestes a assumir o STF, Fux é cercado por Bolsonaro
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. Gostei do uol. Colocou Dilma, PT e temer numa linha só recebendo os 41 milhões da mulher do wassef. Nem lendo duas vezes dá pra separar a narrativa.
    Nem a globo seria tão indecente.
    Vamos reler:
    “Segundo informações do portal UOL, o valor recebido pela Globalweb Outsourcing, empresa fundada por Cristina Boner Leo, refere-se ao período de janeiro de 2019 a junho deste ano, e já representam todos os pagamentos feitos durante os quatro anos da gestão Dilma Roussef (PT)/Michel Temer (MDB), no valor de R$ 42 milhões.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome