Governo de Brasília desmonta acampamento pró-Bolsonaro de Sara Winter

Os desovados gritavam contra Ibaneis Rocha, governador do DF, chamando-o de ditador. E continuavam na grita contra o Supremo Tribunal Federal e o Congresso.

Servidores da Agefis Agência de fisaclaização do DF e policiais da PM-DF duante a remoção do acampamento dos apoiadores do presidente Bolsonaro, na Esplanada dos MInistérios (próximo ao ministerio da Agricultura) Sérgio Lima/Poder360 00.02.2020

Jornal GGN – Agentes do governo do Distrito Federal desmontaram os acampamentos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios. A ação aconteceu na manhã deste sábado, 13 de junho. A ação contou com policiais militares, bombeiros e integrantes da Agência de Fiscalização.

Quando os agentes chegaram aos pontos de encontro de bolsonaristas, às 6h da manhã, somente uns 50 apoiadores estavam no local, no modelito verde e amarelo e com bandeiras. Eles resistiram, e a polícia usou gás de pimenta para retirá-los.

Foram desmontados dois acampamentos. Um deles do movimento ‘300 do Brasil’, que funciona sob as ordens de Sara Winter, ao lado do Ministério da Justiça, e o outro um braço dos ruralistas, ao lado do Ministério da Agricultura.

Os desovados gritavam contra Ibaneis Rocha, governador do DF, chamando-o de ditador. E continuavam na grita contra o Supremo Tribunal Federal e o Congresso.

Sara Winter, de imediato, foi para as redes sociais manifestar seu repúdio. ‘Tudo tomado à força! A Militância bolsonarista foi destruída hoje. Presidente, Reaja’, bradou ela no Twitter.

A ativista de extrema-direita já levou seu grupo para fazer manifestação com tochas na frente do STF com palavras de ordem ofensivas à Corte e ao ministro Alexandre de Moraes. Foi para as redes sociais ameaçando o ministro e chamando pro tapa.

O Ministério Público do DF já havia pedido o fim dos acampamentos argumentando que não são viáveis diante da pandemia do coronavírus e do reconhecimento de calamidade pública, o tempo é de distanciamento social.

Com informações do Poder360

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora