Gramática da manipulação: o jornalismo que esconde a motivação de atos contra o Carrefour

Setores da mídia brasileira seguem criando manchetes a partir de uma visão patrimonialista dos protestos sociais, ofuscando a pauta central: o racismo estrutural e suas consequências sobre a vida do povo negro

Da página Gramática da Manipulação (Facebook)

Na primeira manchete, temos um verbo (protestar) que virou substantivo para mocozar responsabilidades.

O agente da frase, aquele sujeito sintático q acionou o verbo protestar, sumiu.
Mesma coisa em “morte de negro”. O negro morreu (intransitivo) ou alguém matou (transitivo direto) o negro?

Agora observem a manchete de baixo. Não tem responsabilidade mocozada. Tem ordem direta (sujeito + verbo + objeto) e voz ativa, que deixa bem claras as responsabilidades.

Faltou a motivação da depredação, mas o sujeito que aciona o verbo depredar dispensa motivações: são vândalos. Ponto.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Assassinatos da mídia e o caso das turmalinas de Abi Ackel, comentário de alfredo machado

4 comentários

  1. CNN Brasil tem o dna e padrão MRV de jornalismo, a construtora que enriqueceu, fazendo pelo país imóveis que, para atender as classes de menor renda, se sente no direito de usar material de 5ª ou 6ª categoria. Quem morou nalgum percebeu que antes do 3º ano de uso, já tinha de trocar piso, fora os problemas de mau dimensionamento das redes elétricas, hidráulicas e de esgotos. A CNN Brasil não está preocupada com a notícia e sim com a apresentação narrativa dela. Até por isto, é só observar foi atrás de apresentadores estagnados ou em decadência no mercado televisivo ou em cadência nas redes sociais, polemicistas de debates inócuos e empobrecidos. A mesma pobre e pouco funcional estratégia que as decaídas RedeTV e Band estão tentando segurar-se enquanto rolam as dívidas. A CNN Brasil, ainda com caixa bem mais cheio que as outras vai continuando se enfiar é na vida político-promocional como vemos com seus proprietários se enfiando em eleições de clubes ou na eleição na capital mineira. Do povo mesmo, só querem o dinheiro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome