Impeachment não está em pauta porque Mourão não inspira confiança

O presidente da Câmara também não está disposto a avalizar um impeachment que ainda não tem "base"

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A ideia do impeachment de Jair Bolsonaro começa a “arrefecer” em Brasília porque o general Hamilton Mourão, vice-presidente, não “inspira” confiança da classe política. O oposto ocorreu com Michel Temer na deposição de Dilma Rousseff, lembrou a jornalista Mônica Bergamo, em coluna desta terça (28).

Há, ainda, um segundo entrave para o impeachment de Bolsonaro: a questão não está na pauta do presidente da Câmara e responsável por dar início ao processo, Rodrigo Maia.

Maia tem argumentado que “se os deputados pregam o fortalecimento das instituições, não podem recorrer a atalhos antidemocráticos, tentando criar um ambiente ‘sem base’ para o impeachment.”

“Ele tem se posicionado também contra as propostas de semipresidencialismo, que limitariam o poder de Bolsonaro.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora