“Máfia pró-Trump” invade Congresso contra vitória de Biden. Uma mulher foi baleada

Imprensa norte-americana chama eleitores de Trump de "terroristas domésticos" e mostra indignação com situação de emergência a 14 dias da posse de Biden

Jornal GGN – Após Donald Trump incitar apoiadores a protestarem contra a vitória de Joe Biden, centenas de manifestantes invadiram o Capitólio nesta quarta (6) e a sessão conjunta do Congresso que declararia a vitória oficial do democrata foi suspensa sem previsão de retomada.

O ato pró-Trump tem sido marcado por depredação e violência, e há notícia de que uma mulher foi baleada dentro do prédio. As forças nacionais foram acionadas.

Congressistas exigem que Trump peça que seus apoiadores recuem, enquanto o presidente republicano assiste a tudo a partir da Casa Branca.

A imprensa norte-americana tem chamado os manifestantes de “terroristas domésticos” e de “máfia pró-Trump”. Até o vice-presidente Mike Pence tem feito apelos para que os manifestantes deixem o local.

Segundo relatos da CNN americana, a confusão começou pouco depois das 13h, quando centenas de eleitores de Trump derrubaram as barreiras colocadas no perímetro do Congresso americano e forçaram a suspensão da sessão que declararia Biden o presidente eleito, faltando 14 dias para sua posse. A polícia teve de evacuar o Capitólio.

“Uma mulher está em estado crítico depois de ser baleada no peito no terreno do Capitólio”, diz o site da emissora americana.

Em breve, mais informações

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. Muitos analistas apontam para o perigo de Bolsonaro repetir o mesmo roteiro em 2022. O perigo é real, mas pode ser evitado se durante a campanha eleitoral qualquer candidato que não apresentar provas robustas de denúncia de fraude em até dez dias, ser imediatamente excluído do pleito. Bolsonaro fez isso em 18, dizendo que não aceitava outro resultado que não a sua vitória e colocou em dúvida o processo eleitoral. Nem a justiça eleitoral tomou qualquer providencia a respeito nem seus adversários, que poderia conjuntamente ter paralisado a campanha até que a acusação fosse provada. Ao não tomarem tal atitude, levando tal acusação na brincadeira, passaram apenas chancelar um possível golpe por parte de Bolsonar.

    É urgente, urgentíssimo aprovar uma lei com a sugestão aqui proposta pra barrar qualquer tentativa de manipulação das eleições em 2022.

    Agora, para além das ameaças que Bolsonaro possa fazer em 2022, a atitude tomada pelo arruaceiro que ocupa a Casa Branca contra o Capitólio, abre as porteiras de todas as casas legislativas de todo o mundo para terrorismo desse tipo. Que autoridade terá os EUA para reprimir e condenar atitudes autoritárias contra casas legislativas em todo o mundo? É a democracia em todo o mundo que se encontra sob ameaça…a menos que as autoridades americanas deem uma resposta enérgica ao atentado que os congressistas acabam de sofrer e isso implica em prisão do atual presidente por sedição.

    Ou isso ou a democracia foi pro brejo e a boiada fascista vai passar em todo o mundo.

  2. Eu sempre achei frágeis as milhares de análises que já saíram desde 2015 e continuam saindo, falando que tudo começou com uma conspiração da mídia, com a Fox nos Estados Unidos e com Roberto Civita e suas revistas, mais a Globo etc aqui no Brasil, para ficarmos só nos dois países, para não falar na violenta guinada à direita na Hungria, Polônia, Reino Unido, Itália etc.
    É muito mais sério o que está acontecendo no mundo ocidental. Essa lava vulcânica que vem lá do fundo, dos porões e subterrâneos das sociedades e arrasa ou faz tremer democracias estabelecidas e constituições que pareciam sólidas.
    Donald Trum recebeu mais de 74 milhões de votos e Jair Bolsonaro continua inabalável com 35% de Ótimo/Bom. É muita gente para caber numa resposta tão simplória: “foi a mídia golpista”.

  3. Bom saber que mídia dos falcões do norte trata essa gente como máfia e terroristas domésticos porque a daqui,inclusive a franquia assumida de um canal de notícias,trata essa gente como manifestantes,bem diferente da caracterização daqueles,estes sim,manifestantes, que rebelaram-se contra o assassinato covarde de um homem preto em um supermercado no RGS.
    Em relação ao que está ocorrendo na República falcoeira, já quando da eleição do cabelo amarelo,comentei que essa gente se preocupou tanto em instigar golpes ao redor do mundo,nosso Brasil varonil incluído, que esqueceu-se do próprio quintal.
    Agora,4 anos depois,demonstram ao mundo que sua democracia,que já era feita dos ricos para os ricos,não passa,na verdade, de uma ditadurazinha de quinta categoria onde os ditadores estão se digladiando pelo poder.
    Grande dia!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome