Maia: Demora na compra da vacina pode custar a reeleição a Bolsonaro

"Esse é o tema que pode gerar o maior dano de imagem para o presidente. Faz voltar na memória das pessoas todos os erros do governo, desde o início da pandemia", apontou

Jornal GGN – O deputado federal e presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) disse que a demora do governo Jair Bolsonaro em comprar e distribuir a vacina contra o novo coronavírus pode custar a reeleição do presidente da República.

“A vacina é o ponto mais crítico do governo, o mais grave até hoje na sua relação com a sociedade. A demora na compra da vacina é o maior erro político de Bolsonaro. Esse é o tema que pode gerar o maior dano de imagem para o presidente. Faz voltar na memória das pessoas todos os erros do governo, desde o início da pandemia. Isso pode impactar o projeto de reeleição”, afirmou em entrevista veiculada pelo Estadão neste sábado (12).

Se saída do comando da Câmara, Maia ainda atacou o apoio de Bolsonaro à candidatura de Arthur Lira para sucedê-lo. Segundo o democrata, todos os candidatos à presidência da Casa são comprometidos com a agenda econômica do governo. Lira é escolhido por Bolsonaro por ser comprometido com a agenda de costumes da extrema-direita.

“O presidente quer a pauta de costumes, do voto impresso para tirar a credibilidade do TSE. Ele quer essa pauta que foi travada nos últimos dois anos pela minha presidência e pelo apoio que eu tenho”, disse Maia.

Lira tem buscado apoio de partidos do centro e esquerda em sua empreitada na Câmara.

Na mesma entrevista, Maia defendeu uma candidatura ao centro contra Bolsonaro, que junte “Doria, Huck, Ciro Gomes, o PSB de Paulo Câmara” e “até o PT”.

Leia aqui:

https://jornalggn.com.br/politica/maia-sugere-juntar-doria-huck-ciro-psb-e-ate-o-pt-no-centro-para-2022/

 

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fabiana Horn

- 2020-12-13 00:41:32

Puxa, agora que o Maia não poderá ser reconduzido à Presidência do congresso, parece ter virado oposição. Como algumas pessoas ficam legais quando perdem poder...

Eduardo Pereira

- 2020-12-12 12:42:45

Sabe nada , inocente. Perto do que se publicou sobre a apropriação da ABIN a vacina é só mais uma varejeira a rondar a carniça. A luta agora é por assumir, de alguma forma, principalmente as mais bizarras possíveis, algum protagonismo . Reeleição parece mais um retrato na parede que vai doer muito

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador