Ministério da Saúde deixou dados de todos os brasileiros expostos por 6 meses

Os dados, que incluem telefone, CPF, nome completo, endereço de todos os usuários do SUS e brasileiros com plano de saúde privado

Jornal GGN – O Estadão divulgou reportagem nesta quarta (2/12) afirmando que o Ministério da Saúde produziu um erro em seu site sobre dados da pandemia que expôs os dados pessoais de 240 milhões de brasileiros (o número é maior do que a população atual porque inclui até dados de pessoas que já morreram).

Os dados, que incluem telefone, CPF, nome completo, endereço de todos os usuários do SUS e brasileiros com plano de saúde privado. Tudo ficou exposto por pelo menos seis meses. Para acessar, bastava ao internauta, em seu navegador, clicar na função “inspecionar elemento” da página do Ministério da Saúde e copiar o login e senha da área que armazena os dados cadastrais de todos os brasileiros.

É a segunda vez que o Ministério da Saúde tem suas falhas de segurança e privacidade expostas. Na primeira, descobriram que os pacientes de Covid estavam com suas informações acessíveis a qualquer internauta com conhecimentos básicos de desenvolvimento de site.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora