Ministério da Saúde vai destinar R$ 151 milhões para ações de vacinação

Pasta almeja estimular o microplanejamento de ações, como a vacinação nas escolas, para aumentar o índice de cobertura vacinal.

Crédito: Ricardo Stuckert

A ministra da Sáude Nísia Trindade anunciou, durante o 37º Congresso Nacional das Secretarias Municipais de Saúde, em Goiânia, a liberação de R$ 151 milhões a Estados e municípios para o planejamento de ações para ampliar a vacinação. A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (18).

A transferência dos recursos será feita em duas etapas: 60% do valor total será disponibilizado para o microplanejamento de ações, como a realização de diagnóstico e ações locais para ampliar a vacinação na primeira etapa. Em seguida, o restante da verba será liberada após o fechamento as ações de microplanejamento.

“No microplanejamento, o Ministério da Saúde trabalha com Estados e municípios para melhorar o planejamento das ações de vacinação. Equipes da Pasta vão aos Estados participar das ações deste método, como a análise da situação dos dados (características geográficas, socioeconômicas e demográficas locais), definição de estratégias de vacinação (intra e extramuro), seguimento e monitoramento das ações e avaliação de todo o processo da vacinação para o alcance das metas”, informa a nota do ministério.

Entre as estratégias que podem ser adotadas pelos municípios e Estados estão: a vacinação nas escolas, a busca ativa de não vacinados, a vacinação em qualquer contato com serviço de saúde, a vacinação extramuros, a checagem da caderneta de vacinação e a intensificação da vacinação em áreas indígenas.

Riscos

Uma das prioridades da Pasta é aumentar a cobertura vacinal da população, especialmente a da imunização contra a poliomielite, doença que foi notificada em março deste ano no Peru, em região de fronteira.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o percentual de imunização contra a doença causadora da paralisia infantil foi de 72% em 2022, quando a meta do Programa Nacional de Imunizações (PNI) é vacinar entre 90% e 95% das crianças menores de 5 anos de idade.

LEIA TAMBÉM:

Camila Bezerra

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador