Moro pede para PGR investigar presidente da OAB

Moro quer processar Felipe Santa Cruz pelos crimes de calúnia, injúria e difamação, depois que presidente da OAB disse que o ministro age como "chefe de quadrilha"

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Sergio Moro aumentou a carga do conflito do governo com o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, solicitando uma investigação à Procuradoria Geral da República, nesta quinta (8).

O ministro da Justiça alega que foi vítima dos crimes de calúnia, injúria e difamação porque Santa Cruz afirmou, em entrevista, que o ex-juiz da Lava Jato age como “chefe de quadrilha” na operação Spoofing, que apura invasões hacking no celular de autoridades.

Numa entrevista à Folha, em 26 de julho, Santa Cruz disse que Moro “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que são investigadas”.

A declaração ocorreu após a imprensa revelar que autoridades hackeadas teriam recebido ligações de Moro, prometendo que as mensagens seriam descartadas.

“Atribuir falsamente ao Ministro da Justiça e Segurança Pública a condição de chefe de quadrilha configura em tese o crime de calúnia do art. 138 do Código Penal”, disse Moro, numa representação enviada à Dodge.

“Extrai-se do texto (reportagem da Folha) menção explícita pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Sr. Felipe Santa Cruz, a suposta unidade de desígnios entre este subscritor e outros indivíduos com o objetivo de cometimento de ilícitos, o que configura imputação falsa de fato definido como crime –especificamente de associação criminosa, ex vi do art. 288 do Código Penal”, acrescentou Moro.

Caberá à PGR, segundo Moro, avaliar quais providências podem ser tomadas.

Leia também:  Favelas do Rio sofrem com falta d’água e população fica mais vulnerável a coronavírus

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Coitado do vagabundo Sérgio Moro… ele pensa que pode esconder seu pavor fazendo ameaças ao OAB.

    4
    1
  2. Quero ver o conjo ir em cima do Gilmar Dantas que chamou a lava jato de Orcrim. O conjo é covarde, o pior defeito de um homem, e eu sinceramente tenho dúvidas da masculinidade dele…

    • Concordo contigo, Ricardo. O desejo de Poder mascara a baixa sexualidade, ou a sexualidade presa no armário. Sexo de verdade é lúdico, e não carrancudo. E une as pessoas diferentes (como por exemplo mulher e homem). Nenhum machista gosta de mulher; quer tê-las apenas para as humilhar. Humilhar nem que seja uma só pessoa os faz se sentirem “superiores”. A propósito, toda pessoa que se julga superior E quer porisso usufruir de privilégios, de fato é uma coitada que sofre de sentimentos de inferioridade, e tem medo da concorrência, mesmo de pretos, pobres e petistas.

  3. O Felipe Santa Cruz deve estar tranquilo quanto a essa “investigação”.

    Afinal, ele só teria declarado que o ex-juiz, dito ladrão, “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”

    Portanto, vai ser uma excelente oportunidade para conhecermos o que dirão o presidente do STJ, João Otávio Noronha, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, prováveis testemunha de defesa do Felipe Santa Cruz no caso da “investigação” virar processo por calúnia, injúria e difamação, assim como o delegado da PF envolvido no imbróglio, Luiz Flávio Zampronha, entre outras “autoridades” que teriam recebido telefonemas do ex-juiz, dito ladrão, no dia seguinte ao que os hackers russos de Araraquara foram presos.

    Tenho para mim que o ex-juiz, dito ladrão, ao partir mais uma vez com o ímpeto de tosquiar seus desafetos, acabará ele próprio tosquiado.

    5
    1
  4. Ridícula e deploravel a atitude de Sérgio Moro! Depois de cometer vários crimes como juiz e galgar o Ministério da Justiça de formas desonestas como ampla e didaticamente divulgado pelo Intercept e outros ícones da imprensa nacional e conforme sugerido até por ministros do STF, vem tentar se vingar de todos aqueles que pensam e dele discordam e do sofrido povo brasileiro que o defenestra, covardemente adotando como bode expiatório de seu fracassado intento criminoso, o filho de um símbolo das liberdades democráticas o Presidente da OAB! Porque ele não processa as demais autoridades brasileiras e aos milhões de brasileiros que dele se enojam? Neste processo Moro tem contra si a indignação e ódio perfeitamente justificável do povo trabalhador e injustiçado e até a omissão e abandono de inúmeros comparsas e pares. O silêncio e a indignacão de milhões de cidadãos brasileiros e mundo afora, envergonhados e humilhados com tão deploráveis atitudes e tamanha insignificância humana são o grande testemunho desse incomensurável falso heroísmo! Hackeando um sábio contemporâneo digo: Que Deus tenha misericórdia de sua alma!

  5. Não demora muito para o “juiz herói que ia acabar com a corrupção”, pedir pra investigar todos os brasileiros: o povo é um perigo para o reizinho do MJ.
    Por falar nisso, Moro, cadê o Queiroz? A PF já descobriu como o motorista do Bozo se transformou no maior comerciante de automóveis do Brasil? Acho que ele vendeu mais carros que a VW e a Ford juntas. Movimentar 7 milhões em três anos, não é pra qualquer um… Só para os amigos do Bozo.
    Já pediram para ele identificar esses automóveis, ou ainda não?
    Ah, que besteira minha… claro que não. Ele ainda não foi depor, né?
    Condução coercitiva é só pra ex-presidente, né? Motoristas bem sucedidos como esse não merecem ser melindrados.
    Lembro-me do PHA dizendo: Moro é um colosso!

  6. O Felipe Santa Cruz teria, se processado, em tese, uma excelente oportunidade de utilizar em sua defesa o instituto da exceção da verdade. Aí o Sujomoro teria que fazer como fez o Çerra no processo que moveu contra Flávio Bierrenbach. Pedir o penico e mudar a linha da acusação.
    https://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/10/13/o-que-serra-fez-para-abafar-denuncia-de-bierrenbach
    Nada como um dia após o outro. Não faz muito tempo, o Sujomoro comprou o seu passaporte para a celebridade e a glória, recebendo como verdadeira uma acusação fraudulenta e falaciosa que acusava um homem público de comprovada conduta ilibada (atestada pela própria investigação que ele coordenou), nunca antes vista nesse país, de ser um chefe de uma quadrilha. Referida denúncia fraudulenta, baseada em crimes inexistentes atribuídos a uma suposta quadrilha que nunca existiu, de autoria de um comparsa de Sujomoro (seria um subordinado na suposta quadrilha, integrante da organização criminosa apontada por Gilmar Mendes?) que, na falta de provas que a sustentasse, valeu-se de convicções subjetivas apresentadas em formato gráfico, em um famoso Power Point, exibido em show pirotécnico, custeado com dinheiro público. Mas o Sujomoro foi mais longe. Não só recebeu a denúncia fraudulenta, como construiu sobre ela outra abominação, fundamentando na fraude uma sentença de condenação à prisão de um inocente. Como prêmio pela sua conduta delitiva, conseguiu um cargo de ministro no governo que ajudou a eleger. A suspeita de conduta criminosa que pesa sobre ele se configura no maior crime de corrupção de todos os tempos, pois se revela na destruição de todo um país que vivia em harmonia e prosperidade em 2014, antes do início da sua aventura deletéria.
    Agora o pau de Aroeira volta a golpear o lombo de quem mandou bater.

    1
    1
  7. Eu acho que o Santa Cruz deve mesmo ser investigado e processado por calúnia, pois quem chefia a quadrilha é o Bolsonaro, não o $érgio Moro. Este é o sub-chefe da quadrilha.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome