Novo calendário evidencia intermitência do auxílio emergencial

Mais 1,1 milhão de pessoas poderão receber recursos, mas movimentação do dinheiro nas contas só poderá ser feito entre os meses de julho e setembro

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A Caixa Econômica Federal divulgou uma nova fase de pagamento do auxílio emergencial, e o calendário de pagamentos mostra a intermitência de tais pagamentos para quem precisa desse dinheiro em um cenário de pandemia.

A partir deste sábado, mais 1,1 milhão de pessoas poderão receber os recursos. Contudo, a data de pagamento é extremamente afastada: a prioridade de pagamento será para quem possui a poupança social digital do banco, com o crédito sendo feito entre os dias 27 de junho e 04 de julho.

Contudo, o espaçamento das datas não atende as necessidades de quem precisa de tais recursos: segundo a CEF, os saques e transferências para os cidadãos que não receberam nenhuma parcela do auxílio emergencial (inscritos via aplicativo e site, e que estão fora do Bolsa Família) só serão liberados a partir de 18 de julho (para aqueles nascidos em janeiro), terminando apenas em 19 de setembro, para aqueles nascidos em dezembro.

Também será liberada a terceira parcela do benefício para o primeiro lote de aprovados (pessoas que receberam a primeira parcela até 30 de abril) e a segunda parcela para o segundo lote de aprovados, que tiveram a primeira parcela creditada entre os dias 16 e 29 de maio, conforme calendário divulgado pelo Ministério da Cidadania em imagem abaixo:

 

(com informações do G1)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome