O fim do status de superministro de Paulo Guedes

Aliados enquadram ministro da Economia e deixam recado claro: para a agenda do governo Bolsonaro andar, ele deve entender que não manda em tudo

Foto: Marcos Corrêa/PR

Jornal GGN – O status de superministro da Economia de Paulo Guedes foi efetivamente encerrado nesta segunda-feira (01/09), após a divulgação de foto tirada no Palácio da Alvorada com o presidente Jair Bolsonaro, Guedes e parlamentares do centrão por ocasião da prorrogação do auxílio emergencial.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, Guedes foi enquadrado pelos novos aliados de Bolsonaro, que venderam a ideia de que o ministro deve entender que não manda em tudo, e que a nova forma de se fazer política é combinar primeiro com os líderes e falar depois. Tal ideia foi vendida (e aceita) por Bolsonaro.

Tal mensagem foi entregue pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR), que decretou que a forma de se fazer política será essa e pronto, enquanto outros parlamentares dizem que ajudaram a apagar a crise com Guedes, citado como “sr. mercado”.

 

 

Leia Também
Guedes não abandona seu papel de vendedor de ilusões
Economistas da SEP pedem que Estado retome a responsabilidade social
Salário mínimo deve aumentar somente R$ 22 em 2021
Contrariando os dados, Guedes diz que queda do PIB é ”som distante”
Sob Bolsonaro, PIB tem maior queda já registrada pelo IBGE

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Nunca se viu um governo tão abençoado: fundamentos teológicos do bolsonarismo, por Fábio Py

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome