Preso desde 2015, Vaccari deixa carceragem em Curitiba

Ex-tesoureiro do PT, que cumpre pena na Lava Jato, foi autorizado a migrar para o regime semiaberto com uso de tornozeleira eletrônica

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A juíza Ana Carolina Bartolamei Ramos, da 1ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, autorizou que o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, condenado na Lava Jato, saia da prisão nesta sexta (6) e cumpra pena em casa, com o uso de uma tornozeleira eletrônica. Ele está detido desde abril de 2015.

Na decisão, a magistrada autoriza a saída de Vaccari da carceragem do Complexo Médico Penal de Pinhais, desde que não haja impedimentos por conta de outros processos, afirmou o G1.

Vaccari já foi absolvido em duas ações penais da Lava Jato, quando instâncias superiores admitiram que as sentenças impostas por Sergio Moro foram feitas com base em delações sem provas. Em um terceiro processo, o ex-tesoureiro teve a pena de 24 anos extinta por indulto. Em mais dois processos, Vaccari já foi condenado em primeira instância. Em um deles, em que Vaccari já cumpriu mais de 2 anos preso, é que a juíza autorizou a mudança de regime.

Ainda segundo o G1, o Ministério Público Federal foi favorável à decisão sobre o cumprimento da pena em regime semiaberto.

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer se aliar a nós nesse projeto? Acesse www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora