Professor de Harvard diz que Bolsonaro minou décadas de trabalho do Itamaraty

"Brasil se afastou do seu compromisso com o direito internacional. O governo preferiu agarrar-se cegamente a alinhamentos ideológicos"

Jornal GGN – Hussein Kalout, cientista político e professor de relações internacionais de Harvard, assina artigo em Época afirmando que o Brasil sob Bolsonaro perdeu décadas de trabalho para ser respeitado e confiável no exterior.

“O Brasil se afastou do seu compromisso com o direito internacional. O governo preferiu agarrar-se cegamente a alinhamentos puramente ideológicos, patrocinou narrativas alheias ao interesse nacional e marginalizou a análise racional dos interesses de longo prazo”, disparou.

Segundo o especialista, durante décadas, o respeito ao direito internacional fez o Brasil consolidar “a reputação de um grande defensor do direito como método para regular as relações entre países.” A ideia era trazer previsibilidade para as decisões, assegurar que o interesse nacional estivesse acima de qualquer governo.

“Em matéria de direito internacional, a antiga certeza converteu-se, por força da atual ‘política externa’, em dúvida. O consenso passou a ser ativamente combatido em nome de uma ruptura conservadora, cujos objetivos conjunturais de política interna são priorizados em detrimento do compromisso histórico com o direito e as regras multilaterais.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Xadrez da incógnita Hamilton Mourão, por Luis Nassif

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome