TJ do Rio condena Nassif por dano à imagem de Eduardo Cunha

A Décima Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro reformou sentença da primeira instância e condenou o jornalista Luís Nassif por dano moral infringido ao ex-deputado Eduardo Consentino da Cunha.

A ementa, do relator desembargador Cleber Ghelfenstein diz, literalmente:

“(…) NA ESPÉCIE, O AUTOR ALEGA TER SOFRIDO DANO MORAL EM VIRTUDE DE MATÉRIA JORNALÍSTICA VEICULADA NA PÁGINA DA INTERNET ADMINISTRADA PELO RÉU. EM VERDADE, A MATÉRIA EM COMENTO MACULA A DIGNIDADE DO AUTOR, AO ASSOCIAR O SEU NOME A CRIMINOSOS E A ESQUEMA DE SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS”.

Nas sete páginas do acórdão, as referências ao conteúdo das reportagens publicadas se resumem a três linhas:

“A reportagem associou, irresponsavelmente, o nome do autor ao traficante Abadia, além citar o seu indiciamento com o ex-procurador de PC Farias, sem esclarecer que o inquérito resultou em ação penal trancada por atipicidade”.

E nada mais disse, nem analisou. O restante do acordão é composto de citações sobre dano moral e liberdade de imprensa.

Em 2014, o mesmo desembargador  Cleber Ghelfenstein deu ganho de causa ao jornalista Juca Kfoury, em ação proposta por Ricardo Teixeira, valendo-se dos seguintes argumentos:

É certo que a matéria é crítica e demonstra, um tanto, a insatisfação, à época e ainda evidente, da sociedade civil com os escândalos que insistem em assombrar nosso esporte, especificamente o futebol masculino nacional. (em negrito no original)

Contudo, diversas notícias envolvendo o autor, então presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foram publicadas por outros veículos da imprensa, algumas com fortes denúncias sobre sua conduta à frente da referida instituição, não havendo, nos presentes autos, qualquer informação acerca de eventuais medidas porventura tomadas pelo autor.

Nesta senda, em que pesem os eventuais danos de ordem moral sofridos pelo autor, não restou comprovada a conduta ilícita imputada ao réu, já que estamos diante, em verdade, do regular exercício do direito de informar, expressão da própria liberdade de imprensa, sem a qual o Estado Democrático de Direito sobreviveria.

A conclusão a que se chega é a de que a matéria reproduzida pelo réu não alcançou dimensão suficiente para denegrir a honra do autor, mormente quando comparada a um sem número de reportagens já veiculadas sobre a gestão do autor quando respondia pela aludida entidade”.

Em pleno período de ascensão de Eduardo Cunha, o GGN publicou uma série de reportagens sobre ele (https://goo.gl/baCoUJ), levantando diversos fatos posteriormente denunciados na Lava Jato. Não foi considerado sequer o fato de que o “dano moral” foi em uma pessoa que está presa por corrupção,

Leia também:  Moro e Dallagnol selecionaram juntos quem seria denunciado após delação da Odebrecht

Não é a primeira sentença polêmica da 14 Cível, segundo o jornal Extra:

“Em menos de 20 minutos, os desembargadores Cleber Ghelfenstein, Gilberto Campista Guarino e Plinio Coelho Filho, da 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, confirmaram a decisão de José Carlos Paes sobre a disputa judicial entre a agente da Lei Seca Luciana Tamburini e o juiz João Carlos de Souza Correa, na última quarta-feira. De acordo com Tatiana Tamburini, irmã e advogada de Luciana, o julgamento ainda começou antes da hora marcada.

— Cheguei lá 13h05m e peguei só o final. Outros advogados que estavam no local me contaram que eles começaram 12h50m. Era para ser às13h, e demorou menos de 20 minutos

A 14a  Câmara Civil é composta por um grupo polêmico. Em 2012, quando indicado para lá o desembargador Ronaldo Assed Machado, os demais membros da Câmara – incluindo o desembargador Cleber – entraram em espécie de greve branca, recusando-se a participar de julgamentos com o colega. Até hoje não ficaram claras as razoes.

Não foi possível saber as razões da discrepância entre são julgados do caso Juca-Teixeira e Nassif-Cunha. A não ser o caso de que Juca Kfoury, meu amigo e jornalista premiado, ser comentarista da CBN e eu de um Jornal independente.

106 comentários

  1. Entre um ladrão e golpista e,

    Entre um ladrão e golpista e, um jornalista sério e competente o judiciário ficou com o primeiro, qual é a surpresa?

    O judiciário brasileiro é indecente…. e caro, muito caro.

  2. E a pena imposta ao Nassif? Qual foi?

    Espero que o Nassif apele para instâncias superiores. Estamos mesmo em uma Ditadura. Uma das diferenças é a censura imposta à liberdade de expresão pelo Judiciário e suas sentenças sem pé nem cabeça.

  3. A Ditadura de Toga

    O JUdiciário brasileiro nunca foi um local de serenidade e respeito às leis, já que beneficia os donos do poder, mas o Golpe deu asas à muitos togados que flertam com o autoritarismo dos idos de 64. Nassif tem o apoio de todos os democratas e patriotas.

  4. sentenças conflitantes é o que mais temos…

    mostram claramente que certos juízes, além de não aprenderem nada, esquecem tudo…………………………

    é como justiça da hora

    assim como no mercado temos especuladores que são chamados de investidores, da hora

  5. TJ Rio condena Nassif por dano à imagem de E Cunha

    Nassif, minha solidariedade. Se precisar de vaquinha, colaboro. Mas que dano maior se pode fazer à imagem de E Cunha que ele não tenha feito em maior grau?

  6. justiça em metastase fecal

    Confirmado o meu preconceito: com dois pês na sinagoga o meretrissimo vende a mãe e a entrega.

  7. claro que estivesse no lugar

    claro que estivesse no lugar do Nassif não ia achar engraçado. Mas a maioria desses juízes são uma piada: “danos” à imagem de EC, só se tivesse chamado ele de honesto. 

  8. Que justiça!

    Perdão. Que juiz!

    “A ementa, do relator desembargador Cleber Ghelfenstein diz, literalmente:’“(…) NA ESPÉCIE, O AUTOR ALEGA TER SOFRIDO DANO MORAL EM VIRTUDE DE MATÉRIA JORNALÍSTICA VEICULADA NA PÁGINA DA INTERNET ADMINISTRADA PELO RÉU. EM VERDADE, A MATÉRIA EM COMENTO MACULA A DIGNIDADE DO AUTOR, AO ASSOCIAR O SEU NOME A CRIMINOSOS E A ESQUEMA DE SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS’ ”.

    Salvo engano, observo que no voto do relator em nenhum lugar se menciona o nome  Eduardo Cunha. Esse nome é uma peste que o próprio relator evita escrever. Mencioná-lo é o mesmo que atrair a repulsa universal. Então o meretíssimo, perdão, o meritíssimo, afunda a mão na lama., mas não diz que é lama. 

    É nóis, Nassif, Tamos juntos e misturados.

  9. Muitos sabem que esses

    Muitos sabem que esses Desembargadores do RJ comiam na mão do casal Cabral.

    Dizem que uns tem pavor de uma delação do Sergio Cabral.

    Claro que Eduardo Cunha sendo do RJ, deve ter alguns Desembargadores  em elevada estima e consideração.

    Portanto, resultado normal. Para o normal do Brasil atual.

  10. O que foi levado em conta foi

    O que foi levado em conta foi posição política, o Nassif é considerado “esquerdista” no atual estado de degeneração da sociedade brasileira, por isso não pode denunciar nem EDUARDO CUNHA!!!!

  11. Produto do Golpe

    Aos golpistas e criminosos não resta outra alternativa que não seja a permanecerem praticando crimes e cometendo injustiças. O que resta aos criminosos e golpistas senão continuarem a delinquir?Eles não te outra alternativa a não ser a procura de mais crimes e intimidações. Isso é só o começo. Ou o povo reage à altura saindo às ruas ou esperar salvadores da pátria é puro engano.

  12. Rede

    O governo Temer, digamos assim, só foi possível com a prisão bastante oportuna de Cunha. Cunha, segundo vazamento próprio, poderia ter sido salvo pelo executivo por menos de 10% gastos com o próprio pelame. Agora a pressão sobre quem tem prestígio fora do cartel da comunicação usando de forma bastante ampla o livre arbitrio. É política barata e rasteira, parece agrado de funcionário de provincia para o coronel, mas como funciona precisa ficar claro, está se repetindo com frequência, política típica da república velha. A queda da Dilma foi decorrente de uma sequência interminável fatos jurídicos deste tipo. O caso do jornalista que denunciou os salários de juizes, acho que no paraná, deixa muitas marcas faceis de serem seguidas e pode lançar luz sobre como isto funciona.

  13. Justiça?

    “O direito à personalidade” de uns é maior do que o de outros: Bobagem recordar que, desde o início da operação lavajateira, nem o Lula nem a Dilma sequer obtiveram direito de resposta nos veículos do PIG, os quais nada mais fazem do que desconstruir e dilapidar, diuturnamente, as personalidades citadas.   

    • Aditando:

      Ao contrário, as seguidas negativas judiciais no sentido da retratação e direito de resposta de acusados, membros da chamada esquerda (Lula, Dilma…), passam a ser, elas mesmas, objeto de novas notas ufanistas emitidas pela imprensa “vitoriosa” golpista.

  14. Quando a gente pensa que não

    Quando a gente pensa que não se pode abaixar ainda mais o nivel dessa grande Cloaca em que se transformou o país a décima quarta câmara civel do tribunal de justiça(?) do Rio de Janeiro nos mostra que não existe limite para a degeneração, se existe alguma saida para esse atoleiro em que o conservadorismo nos enfiou ela passa por uma reformulação radical do nosso judiciário, “dano moral” a Eduardo Cunha? Pelo amor de Deus, o ex-deputado e sempre ladrão é a personificação da ausência de moral, o fato de ter conseguido se tornar deputado federal e após isso presidente da camara é a demonstração cabal de que a justiça do Rio de Janeiro é totalmente incompetente ou talvez coisa pior ainda, é como se os EUA na década de 1920 ao invés de enfiar Al Capone na cadeia o tivesse tornado presidente do congresso, essa sentença é mais uma bofetada na cara de uma população que tem sido esbofeteada dioturnamente pelas instituições que deveriam derfende-la.

  15. Mais atual que nunca

     

    “Uma justiça obesa, mórbida, sendo carregada por um povo miserável, magro, e de olhos fundos.” 

    Quando vamos nos livrar dessa raça de sanguessugas e traidores da patria? Acham que vai ser com acordos e conversas que eles vão aceitar? Sem violência ? Querem mais 500 anos disso?

  16. Nassif X Cunha;  Lula X Moro;

    Nassif X Cunha;  Lula X Moro; Dilma X Temer; Haddad X Doria. Alguém tem dúvida em que lado ficar ?

    • Tem muita gente que tem. só

      Tem muita gente que tem. só para ter uma idéia ainda tem gente (3,4%) que acha o governo temer ótimo.

      • Não, prezado Jossimar, só há

        Não, prezado Jossimar, só há certeza, e isso é bom por tornar as coisas claras. Entre os 3,4% você não encontra um Jossimar, ou Eduardo Outro. Lá só tem Gedel, Padilha, Loures, Doria e Kin. Certamente haverá também os que estarão ao lado de Eduardo Cunha contra Luis Nassif. Pode até ser desembargador legislando sob o NNJ, Novo Normal Jurídico. Só que esse Novo não é novo, o Normal é anormal e o Jurídico é Político. Fatalmente, espero que não demore muito, voltará o VNJ, Velho Normal Júridico, quanto teremos o retorno do verdadeiro Novo, Normal e Jurídico. Grande abraço !

        • Hei Duduoutro,deixe de ser

          Hei Duduoutro,deixe de ser muxiba cara.Coçe os bolsos,quebre o porquinho,ou saque de sua volumosa poupança e contribua com campanha,bicho.

  17. Quem tem razão eu não sei …….

    mas que a coisa não pode continuar sendo esse samba do crioulo doido que dá na cabeça do magistrado de plantão , isso não pode . 

    Marco Antonio Villa chama Lula de chefe de quadrilha e a juíza considera que não hoiuve difamação : 

    “Não se pode perder de vista ainda que, diante do cenário político vivido no Brasil, a fala do querelado (Villa), de alguns minutos, ainda que considerada de densidade elevada e conteúdo ofensivo, não teria extrapolado opinião e crítica à atuação política do querelante (Lula), enquanto administrador público, não tendo o condão de macular a reputação do autor”, decidiu a juíza.

  18. A foto da freira

    foi isso, mais que tudo,  que incomodou o cunha.

    Ele é crente de nascença e essa comparação é tão insultosa quanto mostrar “o profeta” pelado a um radical ismâmico.

    • Cunha

      Não acredito que ele tenha religião, ele usa a religião o que é totalmente diferente.Um homem que está preso por corrupção não tem religião senão não faria o que ele fez.

      • Pior que não, Márcia

        Cabeça de crente é um fenômeno.

        É rigorosamente compartimentada mas os limites sempre  terminam na bíblia, onde tudo é permitido em nome do senhor.

        A lógica não é uma opção viável para o crente.

        Dissonância cognitiva é a palavra.

        Se v. tiver curiosidade, pesquise na internet os discursos do malafaia quando começou a pregar e a sua exortação de pobreza aos seus fiéis.  Compare com as pregações que ele faz agora quando se dirige a  milhões nas igrejas , nos estádios e nas marchas religiosas.

  19. Muito cuidado com o

    Muito cuidado com o judiciário Nassif.

    Não é difícil que dentro de 6 meses você esteja preso na papuda e o Eduardo Cunha de volta ao congresso nacional.

    Nnca subestime bandidos, principalmente os togados.

  20. Quando as acusações são
    Quando as acusações são contra o Lula, Zé Dirceu e outros a notícia é liberdade de imprensa quando é contra os golpistas ladrões é abuso. Isto mostra que o judiciário é comprometido com a oligarquia que sempre mandou no país e não com a República, a democracia e o povo brasileiro. O que incomida a oligarquia, o judiciário, a classe média não é a corrupção mas o pobre melhorar de vida.

  21. Cunha, Temer, Padilha, Geddel, Juca, em breve serão passado*

    Espero que possa recorrer ainda, Nassif. Em todo caso, como dizem os evangélicos, você tem combatido o bom combate. Vamos em frente.

    * Torço para que estejamos assistindo ao fim das carreiras politicas dessa turma.

    • Perdoe-me Mademoselle,o seu

      Perdoe-me Mademoselle,o seu amigo Solle se encontra em France?Nada não,é que o japonês da Federal quer trocar duas palavrinhas com ele.

  22. Ainda insistindo em obedecer

    Ainda insistindo em obedecer uma justiça viciada e formada por juízes-criminosos? O que eu escrevi anteriormente continua valendo: Vocês só terão democracia quando liquidarem essa “justiça” patética e colocarem juízes de verdade no lugar desses bandidos fantasiados de toga.

  23. TJ do Rio condena Nassif por dano à imagem de Eduardo Cunha

    intervenção militar na Rocinha para conter a violência e o narcotráfico. foram para o lugar errado. o endereço fica na Av. Antonio Carlos, centro do Rio.

    afinal, o que desejam os militares?

    serem tropas de ocupação em seu próprio país? definitivamente extirparem o Brasil dos BRICS? transformar as FFAA no braço armado da Ditadura do Judiciário? “matar uns 30 mil” para perenizar no poder a cleptocracia brasileira?

    Luís Ignácio um dia falou, são 300 picaretas com anel de doutor. Luís Ignácio hoje diria: são outros 300 picaretas com toga e sem pudor.

    o Judiciário se tornou o maior de todos os nossos problemas. completamente blindado à soberania popular. uma casta venal, seletiva, classista, corporativa e partidarizada.

    como no Antigo Regime, todos se iludem com a inexpugnabilidade de suas Bastilhas e a invulnerabilidade de seus pescoços.

    toda solidariedade a Luis Nassif!

    .

  24. Poder seletivo e pessoal
    Esperamos que Nassif possa reverter esta sentença. Lamentavelmente não temos confiança em nosso judiciário que parece atuar conforme gosto do freguês. Ou os juízes são escolhidos como neste caso ou são colocados nos lugares certos para atuar, como é o caso pelas decisões da Lava a Jato onde todos os responsáveis são do Paraná, a chamada operação Curitiba.

    • Os juízes  brasileiros estão

      Os juízes  brasileiros estão se mostrando um bando de concurseiros retrógrados, conservadores, ignorantes e por aí vai. Cruz, credo. Nāo se preocupe Nassif, qualquer problema e  a gente faz uma “vaquinha”. Nos aguardem!

  25. Enfim!

    A imagem de Eduardo Cunha foi reparada!

    Ou não?

    Ainda que mal pergunte: quanto custa(rá) a reparaçãol da imagem de Eduardo Cunha?

  26. Esta é a censura da ditadura

    Esta é a censura da ditadura que vivemos no país! Vivemos a mordaça da única imprensa (mídia) que importa realmente! Estamos às centenas de milhares nessa mesma luta que você! Coragem, isto só vai lhe fortalecer!

  27. Sentença TJ Rio contra Nassif em nome da honra(?) de Cunha

    Pelo que possa valer, Nassif, toda minha solidariedade e a esperança de que a sentença seja revertida.  

  28. Receba essa condenação como uma medalha

    Ser condenado por um Judiciário golpista por denunciar um canalha golpista, entreguista e ladrão, vale como certificação de excelência ética.

    É bom saber que ainda existem heróis!

    Não esmoreça. Estamos com você. Quem sabe, em alguma instância superior, ainda existam juízes dignos desse nome no Brasil.

     

    • assino junto, Dandara…….

      assino junto, Dandara……. um tempo em que podemos falar: “diz-me quem te processa e te direi quem és”…..  – sobre os jornalistas que não se dobraram à sordidez…….. 

  29. BARBARIDADE!!! E EDUARDO

    BARBARIDADE!!! E EDUARDO CUNHA TEM ALGUMA DIGNIDADE? JUDICIÁRIO BRASILEIRO MAIS NOJENTO QUE NUNCA!!!!

     

  30. “tj do Rio condena Nassif por

    “tj do Rio condena Nassif por dano a imagem do eduardo cunha”. …. dano a imagem de eduardo cunha. Qua, qua, qua, qua, qua …. Realmente o Nassif é um bandidão!!!

  31. *

    Caro Nassif.

     

    Nos últimos tempos temos vistos ataques no blog e tb.atraves da “justiça”. Me parece que vc tem um tipo de elan que não permite que seus seguidores possam contribuir contra todas essas demandas que lhe atacam diuturnamente. Por favor, coloque um canal para que todos possamos contribuir contra todas essas demandas. 

     

    Um abraço.

     

     

  32. Quem será o autor do processo

    Quem será o autor do processo contra suas “excelências” pelos danos causados à imagem já demolida do Judiciário fluminense…?

    Abraço solidário, Nassif!!!!!

     

    • quem….

      TJ / RJ ? De Megasalários e aposentadorias estratosféricas? De Juízes envolvidos em práticas criminosas e mamatas? Mancomunados com a corrupção dentro do futebol brasileiro via STJD? Que negaram proteção policial a Juiza Patricia Aciolly, assassinada com dezenas de tiros? É isto que representa a Justiça no RJ e neste país? Está explicado.  

      • exemplos não faltam, né? E o

        exemplos não faltam, né? E o Nassif lembrou um “detalhe” significativo….. Juca Kfoury tem as grandes empresas por trás dele, o que explica as diferentes decisões……. 

  33. Quem faz de si esperança Já é pleno de bonança

    Nassif, um ato de fé

    A SAGA DO HOMEM JUSTO – Autor: Merlânio Maia

     

    A SAGA DO HOMEM JUSTO
    Merlânio Maia

    Contam que um homem justo
    Pai de família honrado
    Homem de bem exemplar
    Caridoso e iluminado
    Morreu pra Terra e ao subir
    Sem saber aonde ir
    Foi dar na porta do céu
    Viu o anjo do protocolo
    Com um computador no colo
    Que o tratou como um réu

    Sentou-se numa cadeira
    E um computador ligou
    Perguntou o nome do justo
    Digitou e esperou
    E haja a máquina demorar
    E o anjo voltou a olhar
    Assoprou, deu dois suspiros
    Mas surpreso observou
    Que a máquina detectou
    Que o HD tinha vírus

    Ouviu-se um agudo apito
    E a tela ficou travada
    O anjo ligou pro arcanjo
    Que veio dar uma olhada:
    -“Desligue logo o sistema
    Que assim desfaz-se o problema!”
    E o anjo fez esta ação
    Mas quando redigitou
    Não mais ali encontrou
    O homem na relação

    Mandou logo imprimir
    A relação dos fiéis
    E o nome daquele homem
    Não constava nos papéis
    E o anjo tristemente
    Disse ao homem: – “Infelizmente
    Não lhe encontrei no papel
    E sem essa informação
    Não posso dar permissão
    Pra ninguém entrar no céu”

    E o homem resignado
    Pediu-lhe pra informar:
    – “Mas, por favor, me adiante
    Devo ir pra que lugar?”
    O anjo coçou a cabeça
    E disse: -“Não se aborreça
    Vou dizer, mas me consterno
    Tenho o dever de informar
    Pois muito bem! Seu lugar
    É lá embaixo, no inferno!”

    Diante da serenidade
    O anjo surpreendido
    Ouviu do homem: – “Pois bem!
    Onde o caminho escolhido?”
    Disse o anjo: – “É só descer
    Lá embaixo e dá pra ver
    É uma caverna escura
    Nem há controle na porta
    Mas lá a sorte está morta
    Pois a vida ali é dura!”

    O homem logo se despede
    Agradece e vai descendo
    E enfim entra no inferno
    E por ali vai vivendo
    Depois de duas semanas
    Chegam no céu caravanas
    Com o séqüito de Satanás
    Param na porta a gritar
    Pedindo pra convocar
    O santo arcanjo da paz

    Diz o diabo: – “Assim não dá
    Só pode ser terrorismo!!!”
    O Arcanjo sai e pergunta:
    – “Que é isto é anarquismo?”
    E o diabo diz: – “Quem mandou
    Me diga! Quem enviou
    Aquele agente sagaz
    Que desde a sua chegada
    Está mudando a parada
    Levando ao inferno a paz?”

    “Valorizando a equipe
    Divulgando a união
    Já mudou tudo no inferno
    Desfigurou, meu patrão
    Ou vão tira-lo dali
    Ou faço um inferno aqui!”
    E o anjo diz: -“Tenha calma
    Que eu resolvo o mitiê
    Já formatei o HD
    E sei quem é aquela alma!”

    “Foi engano aquele homem
    É puro e é muito justo!”
    E assim mandou buscá-lo
    E este veio a muito custo
    Pois no inferno ele viu
    O seu grande desafio
    Do ambiente transformar
    Já que os sentimentos seus
    Sintonizavam com Deus
    Em todo e qualquer lugar

    O reino dos céus reside
    No imo do ser humano
    São palavras de Jesus
    Resumindo o nosso plano
    Quem faz de si esperança
    Já é pleno de bonança
    E há amor nos atos seus
    Vibra em outra dimensão
    É feliz e tem razão
    Pois já é Filho de Deus

  34. Solidariedade

    Minha solidariedade, Nassif, e disposicao para contribuir com a vaquinha.

    Nosso pais foi lancado num buraco, e o fundo ainda nao chegou.

  35. Toda solidariedade, Nassif

    Aqui um fora de pauta. Relevante ate mesmo para essa vergonha judiciaria:

    *Acorda, zé mané: “golpe militar” é pauta da GLOBO! – o bastidor da movimentação das Forças Armadas*

    Por Romulus

    E – mais uma vez! – a blogosfera progressista está perdidinha…

    Até quando, Senhor?!

    *

    Lembram daquela fonte do Blog que nos ajudou a ANTECIPAR, meses atrás, a dramática virada no julgamento da delação da JBS pelo STF?

    (Virada essa a favor da “pacificação nacional”…

    – … que eu prefiro, aqui no Blog, chamar de “Acordão” mesmo…

    Sem nenhum eufemismo!

    Ou problema maior!

    Não se faz omelete sem quebrar os ovos, não é Dona Benta??)

    Impondo uma clara derrota à Globo, à “República de Curitiba” e aos “juristocratas” em geral?

    (capitaneados, na Corte, pelo Ministro Luis Roberto Barroso)

    Pois então…

    É evidente que, num momento em que as FFAA entram – ou melhor: “são entradas” (!) – elas mesmas na pauta político-midiática, eu buscaria saber o que aquela fonte tem a nos contar dos bastidores.

     

    LEIA MAIS »

     

  36. Justiça?
    A que ponto de desmoralização chegou a Justiça no Brasil. Apoiam um golpe por omissao ( o STF), destroem a economia (Moro). E agora essa. Tem aí uma mensagem clara: o Cunha é gente nossa. Que se ferre o jornalismo independente.

  37. Infelizmente não me

    Infelizmente não me surpreende o que aconteceu com o Nassif. O que esperar de um sistema judicial que permite que dois juízes processem pais das vítimas da boate Kiss porque estes ousaram criticá-los e só não foram presos porque o caso teria uma repercussão mundial, tamanho a tragédia que foi. A primeira coisa que fizeram foi livrar a prefeitura e os bombeiros, responsáveis pelos alavaras de segurança. Ou uma justiça que não puniu ninguém responsável por um dos maiores desastres ambientais do mundo, o de Mariana. Uma justiça que permite que o estado não paga precatórios e esses passam de pai para filho ad infinitum. E de outro lado, essa justiça permite que uma coisa óbvia, que é um teto salarial do funcionalismo público seja burlado de tudo quanto é jeito pelo próprio judiciário. E no caso é claro que pela via judicial vão tentar sufocar todas as mídias com o mínimo de independência. A censura não será feita na base da ameaça duma arma apontada, mas pela decisão judicial kafkaniana. 

     

  38. Fizeram “justissa”!

    Fizeram “justissa”!

    Pobre homem esse Eduardo CUnha, sempre atacado com mentiras pelo jornalista.

    Só falta agora colocar o CUnha na rua para que a “justissa” “seje” feita “otravez”.

    Parabéns ao “tribunal” (prostíbulo) de justissa do RJ.

  39. Todo apoio ao Nassif!

    Essa sentença é um atestado de idoneidade para o Nassif e o retrato perfeito da desmoralização da justiça brasileira.

    Tampem as narinas para ler. Que poder mais podre!

  40. Decisão que danifica a imagem

    Decisão que danifica a imagem do TJ do Rio que tenta valer-se de seu poder para inibir os que ousam não babar o ovo do Cunha. Lembrando que o ladrão, traidor e golpista Eduardo Cunha está preso por decisão do mesmo Judiciário que ora, tenta limpar a barra do bandido. Quem sujou mais a imagem imunda, desde sempre de Cunha, foi o MP e o Judiciário mas é sempre mais fácil se esconder atrás de um jornalista pra fazer média com os amigos, de forma indireta para se comprometer pouco.Fala sério….  O Nassif é o culpado do país inteiro achar o Cunha um canalhaÉ…. Os canalhas são os outros…. Tô contigo Nassif!!!

     

  41. É como disse Chico Buarque,

    É como disse Chico Buarque, há muito tempo atrás, em situação muito parecida com a que vivemos hoje. Especialmente em relação ao Judiciário:

    “de muito gorda a porca já não anda, de muito usada a faca já não corta…”

    Força Nassif.

  42. Espelho Pavão

    Cabe recurso, não? 

    Imagino que o magistrado seja favorável a uma indenização paga pela União pelo dano causado ao Caranguejo quando este vê  diariamente a própria imagem refletida no espelho da cela que ocupa em Curitiba.

  43. Não é estranho um bandido

    Não é estranho um bandido condenado atacar um jornalista respeitável. Estranho é o Judiciário proteger a honra do condenado revogando a liberdade de imprensa. Os juízes que proferiram esta decisão assassinaram a CF/88 e merecem ser colocados para fora do Judiciário a chutes sem direito a aposentadoria. Todavia, o mais provável é que eles sejam premiados. Impossível dizer qual será o prêmio e quem vai paga- lo.

  44. Descrédito do Judiciário…

    Preocupa o fato de existir previsão na CRFB/88 protegendo a liberdade de expressão, e, um tribunal, com desembargadores votando conjuntamente (a ideia seria exatamente evitar inexperiência ou parcialidade de um juiz), afastarem isso… Isso só faz mal para nossa tão debilitada Democracia… Convenhamos, uma ação do Eduardo Cunha por dano moral deveria ser rechaçada com todas as forças. Isso é ataque à liberdade de expressão, de informação, à nossa Democracia… Que absurdo….

  45. Minha solidariedade ao jornalista Luis Nassif.

    Injustiça promovida pela 14ª câmara cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro!

    Minha solidariedade ao jornalista Luis Nassif.

  46. É de propósito!

    Caminhei pelos bastidores, certa feita, dos “sentenciadores”  e  “acordeiros”.  O primeiro diz respeito aos analistas que elaboram as sentenças,  o segundo os que relatam os acórdãos para que respectivamente  os Juizes e Desembargadores assinem. E sempre que o tema  é “espinhento”, de propósito decidem para que caia no colo dos Tribunais Superiores.

    Creio que essa atrocidade será corrigida.

     

  47. Nada de querida ou querido…

    Nem falem mau do capeta…

    Sem adjetivos como satanás, coisa ruim, belzebu…

    Depois disto que fizeram com o Nassif,

    o tratamento deve ser – Senhor Lúcifer…

     

  48. Cunha, porém, é exceção mesmo.

    Recolher Cunha ao xadrez demorou um tempo grande, apesar da quase diária grita de jornais. 

    A prisão dele foi respeitosa. Somente apareceram fotos de “condução coercitiva” num segundo tempo, depois que a imprensa passou a fazer comparações entre o modo respeitoso como o prenderam  – em relação com a prisão de outros investigados. 

    Ao contrário de Cabral, por exemplo, não se viu sequer uma foto de Cunha com cabelo cortado. Aliás, eu pelo menos não vi foto alguma do local onde ele se encontra preso. Há até quem suponha que Cunha dispõe de notebooks, celulares e outras regalias, e se comunique  com amigos. Ou que se encontre nalgum local confortável.

    A esposa dele – diferentemente também da de Cabral – foi pouquíssimo incomodada por Sergio Moro. Não foi presa, teve o passaporte devolvido, etc. e, segundo dizem, faz visitas ao marido.

    Ora, se Cunha é exceção na Lava-Jato e no tribunal de Sergio Moro, porque não o seria no TJ do Rio de Janeiro?

    O que se espera é que nosso portentoso jornalista Luís Nassif possa recorrer dessa sentença que, quando olhada atentamente, fica até parecendo piada de mau gosto.

     

     

  49. Somente uma ressalva, em defesa do jornalista Luis Nassif

    Imunidade de igrejas é usada para lavagem de dinheiro

    Sobre o uso das casas religiosas para práticas de moral e legalidade questionáveis, Feliciano faz uma alusão indireta a entidades católicas: “Se partirmos do pressuposto que uma entidade não deve ter tratamento especial pela possibilidade de malfeitores se aproveitarem, por analogia o mesmo princípio se aplicaria às Santas Casas e Universidades mantidas por Fundações sem fins lucrativos”.

    http://www.conjur.com.br/2014-mar-25/imunidade-tributaria-igrejas-utilizada-lavagem-dinheiro

    O disfarce de freira do cunha, derrepente caiu como uma luva para quem crê que um simples hábito faz o monge e a freira.

  50. E mais uma vez fica

    E mais uma vez fica claríssimo que estamos totalmente nas mãos de doentes mentais. Aqui o caso não é só de polícia e tornozeleiras eletronicas, aqui o caso é tambem, e muito, de psiquiatria e camisas de força.

          

      

                                

     

            

     

  51. Desde ontem pela manhã tento

    Desde ontem pela manhã tento postar comentario,não consigo.Nassif melhor que ninguem sabe que isso é vingança,missa encomendada,favores cruzados,intimidação,safadeza.Tem digitais bem nitidas nessa condenação.Como diz o gigante PHA,estão tentando cala-lo pelo bolso.Estamos diante de uma situação delicadissíma.O Blog está sob fogo cerrado,a partir do momento que encampou a campanha para investigar as entranhas das “delações premiadas”,onde Moro,familia,parentes e amigos muito proximos estão enfiados até o talo.Não pense Nassif que Rolando Lero não lê o Blog.Lê cotidianamente.Você sabe assim como o acima assinado,como se dão essas coisas.Tem até o rosto de Benjamin Franklin estampado no meio dessa descaração toda.È qque a turma daqui não conhece muito as entranhas de uma patifaria como essa.Se a coisa apertar,abra uma conta,e conte sempre com minha solidariedade,seja em que direção for.

  52. Mais sobre vestes e títulos de: padres,pastores,monges e freiras

    Imunidade tributária a templos religiosos abre brecha para o crime  – Do Conjur

    Jornal GGN – O desembargador federal especializado no combate a crimes financeiros e lavagem de dinheiro, Fausto Martin De Sanctis, aponta que a imunidade tributária que a legislação concede aos templos religiosos abre brecha para que esses estabelecimentos sejam, cada vez mais, utilizados para a lavagem de dinheiro. http://jornalggn.com.br/noticia/imunidade-tributaria-a-templos-religiosos-abre-brecha-para-o-crime  

  53. Seria trágico se não fosse

    Seria trágico se não fosse cômico, para repetir uma frase feita. Quem tem menos dignidade, o presidiário Eduardo Cunha ou esse TJ do infeliz Estado do Rio de Janeiro, a meca da bandidagem?

  54. É o fim do mundo!
    Juíz, por

    É o fim do mundo!

    Juíz, por aqui, virou sinônimo de barbaridade. Representam a nossa inquisição, são medievais.

     

     

  55. Mais uma do Judiciário pátrio:

    Novo golpe Globo/ Judiciário: candidatos (midiáticos!) “avulsos”

    Quer dizer…

    Não são “candidatos midiáticos”, não, sabe…

    São apenas… hmmm… “pessoas da sociedade” (!) …

    “De fora da (‘maldita’) política” (!), entendeu?

    Sei… ¬¬

    Por Romulus

    O juiz que liberou a candidatura avulsa deve ter baseado a decisão naquela tese da Flávia Piovesan…

    (de ANTES de a Doutora se vender ao Golpe por uma cadeirinha na Corte Interamericana de Direitos Humanos)

    – … tese de que tratados de direitos humanos seriam internalizados com a força de emenda à Constituição.

    Certamente o dispositivo constitucional requerendo filiação partidária para sair candidato NÃO é cláusula pétrea.

    O problema é que essa tese de Piovesan perdeu força depois da promulgação da Emenda Constitucional 45, que acrescentou mais um parágrafo ao Art. 5o (das garantias e direitos individuais, a nossa “bill of rights”).

    O tal parágrafo prevê que tratados de DDHH (Direitos Humanos) terão, sim, força de emenda à Constituição…

    MAS…

    – … nesses casos requer o MESMO quórum de aprovação de emendas (3/5; 2 turnos).

    – E não a maioria simples da aprovação de tratados em geral (igual ao de leis ordinárias).

    Esse tema em particular, da candidatura avulsa, vai ser decidido pelo STF mesmo.

    Com meu ex-Professor Luis Roberto Barroso – sempre ele! – como patrono de (mais uma) tentativa de assassinato da (classe) política.

    Isso porque a dúvida sobre o status dos tratados de DDHH internalizados ANTES da EC45 permaneceu.

    E isso inclui a Convenção Interamericana de DDHH!

    É com esse “limbo jurídico” que os juristocratas (Barroso à frente) e a Globo querem jogar.

    Digo, GOL-PE-AR!
     

    LEIA MAIS »

     

  56. Será???

    Será que o Desembargador não se enganou??

    Será que ele não errou de Cunha?

    Vai que ele não leu o processo direito ou o nome completo do Cunha…

    Poisé.

    Brazil zil zil.

    Se cercar vira hospício e se cubrir, vira circo.

  57. Eduardo Cunha ?

    Tem imagem ? a imagem de um rato ladrão , sacana , escroto , safado, golpista de 1ª hora e que rouba seu próprio país ? Manchá-lo mais tem jeito ? já que foi o próprio a criar  esta imagem, defendida por V. Excia .

    Será que a Excia poderia nos dizer, como ? ou ficaremos com a imagem de Sua Excelência sob suspeita . Por favor, sinta-se a vontade.

    Imagem por imagem , fico com a de um jornalista, um dos melhores da atualidade e além de tudo, de uma coragem rara para alguém sem grandes patrocinadores.

    Abração Nassif ! nosso orgulho no jornalismo econômico e político ! Força ! sei que vc tem muita, mas nunca é demais, némemo? como dizemos aqui em MG.

     

    • Salve, Nassif,
      O que parece

      Salve, Nassif,

      O que parece estar claro no momento atual é a tentativa de cercear as cabeças pensantes e a vida inteligente do país, valendo-se do uso opressivo do poder judiciário, o qual, se algum dia promoveu a justiça em nosso país, há muito tempo deixou de promovê-la, passando a atuar como partido político e defender com evidente parcialidade os grandes interesses econômicos e ideológicos das elites e corporações transnacionais. Lembremo-nos sempre do que disse o M. A. Garcia, o que está em curso é um ataque à existência do sistema político e democrático brasileiro, e sobretudo àqueles que o defendem, como você  e outros jornalistas. A história cultural brasileira sempre foi marcada  por essa estratégia de silenciar pela força as vozes divergentes, mas pelo jeito a força agora não são as armas que mataram ilustres brasileiros que combateram outras ditaduras, mas sim a força da toga e dos tribunais, lógico, whit a big and rich help da grande mídia. Força, amigo!

  58. É um descalabro!!!

    Um homem honesto como o Luiz Nassif tratado como bandido. Já um bandido confesso como o Cunha tratado com um homem do bem! O que pode arranhar mais a imagem desse canalha!??! Que nojo dessa parte do judiciário!!! O pior é que somos nós a vítmas quem pagamos seus gordos salários de marajás!!

     

    Todo o meu apoio ao Luiz Nassif!!!

  59. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome