Unidade Popular, um partido para pobres, mulheres, negros, indígenas e trabalhadores

33º partido aprovado pelo TSE, o Unidade Popular é guiado pelo socialismo científico e defende justiça social, em contraponto aos privilégios do 1% mais rico da população

Foto: Divulgação

Jornal GGN – O Tribunal Superior Eleitoral aprovou em 10 de dezembro a criação do 33º partido político brasileiro, o Unidade Popular. Com mais de 497 mil assinaturas validadas pela Justiça Eleitoral, a legenda poderá participar das eleições municipais de 2020. Na urna, o número é 80.

Unidade Popular é um nome inspirado na frente de partidos do Chile que deu sustentação ao governo Allende, derrubado por um golpe militar em 1973.

Segundo seu estatuto, o partido pretende “apoiar a luta pelo socialismo no Brasil e promover a unidade das forças populares para intervir no processo político do país”.

A legenda se orienta pela teoria do socialismo científico desenvolvida por Karl Marx e Friedrich Engels. Diferentemente do socialismo utópico, prega práticas diretas contra o capitalismo.

Atualmente o Unidade Popular é presidida nacionalmente por Leonardo Péricles, liderança mineira com passagem pela cúpula da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) e da UNE (União Nacional dos Estudantes).

No Twitter, Péricles escreveu: “Surge um partido que tem a tarefa histórica de levar ao poder quem a ele pertence: os pobres, as mulheres, a população negra, a indígena, a classe trabalhadora.”

Em entrevista ao G1, ele defendeu que o Brasil é dominado pelo 1% mais rico da população, uma situação que precisa ser revertida, para garantir os direitos da maioria, que é pobre.

“Esse povo preto, pobre, que está sofrendo nas periferias, as mulheres, os camponeses, os povos tradicionais, os indígenas, está na hora de esses serem poder”, apontou.

Leia também:  Marx e Engels na modernidade: raça, colonialismo e eurocentrismo, por Jones Manoel

Em 2018, os militantes do UP apoiaram a candidatura presidencial de Guilherme Boulos, do PSOL.

Confira os 25 pontos do programa do partido aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome