Volta de ministério apequena fatia de Guedes no governo

Congresso dá como certa a volta do Ministério do Planejamento, o que confirma dificuldade de ministro em conversar com parlamentares

Jornal GGN – A recente sanção do Orçamento 2021 mostrou que as pretensões liberais do governo de Jair Bolsonaro foram vencidas pela política, mas de uma forma que afetou não apenas a estrutura de apoio do governo no Congresso, como o Ministério da Economia.

Embora Bolsonaro siga prestigiando Paulo Guedes, o ministro da Economia foi atingido pelo Orçamento – depois de perder colaboradores devido à morosidade na adoção de uma agenda liberal, já se dá como certa a volta do Ministério do Planejamento, o que deve reduzir a influência do ministro da Economia.

Segundo o jornal Correio Braziliense, a recriação da pasta tem por objetivo entregar seu comando a um senador, para aplacar a Casa no momento em que os trabalhos da CPI que irá investigar o trabalho do governo na pandemia de covid-19 terá início. Entre os cotados para o cargo estão os senadores Eduardo Gomes (MDB-TO), Jorginho Melo (PL-SC) e Davi Alcolumbre (DEM-AP).

0 Comentário

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador