Zambelli usa verba parlamentar para viajar ao Ceará, onde marido é pré-candidato a prefeito

Deputada emitiu 14 passagens custeadas pela Câmara; regimento determina que viagens devem estar ligadas a atividades parlamentares

Crédito: Reprodução/ Redes sociais

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) gastou R$ 23 mil da verba parlamentar para custear passagens aéreas para o aeroporto de Fortaleza, no Ceará. De acordo com dados do Sistema de Gestão de Passagens Aéreas (Sigepa), foram 14 bilhetes emitidos entre janeiro do ano passado e abril deste ano.

As visitas regulares ao Ceará seriam justificadas pelo fato de o marido da deputada, o Coronel Aginaldo (PL), ser pré-candidato à Prefeitura de Caucaia, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza.

De acordo com o regulamento da Câmara, os parlamentares podem cumprir agenda fora do seu estado de origem, desde que o gasto esteja ligado a atividades políticas. 

Em nota, o gabinete de Zambelli afirmou ao portal Metrópoles que os gastos foram realizados em conformidade com as determinações da Câmara. “Apesar de representante eleita pelo estado de São Paulo, é fato de amplo conhecimento público que a deputada é casada com o Coronel Aginaldo, do quadro reserva da Polícia Militar do Estado do Ceará, sendo referida unidade da federação um dos domicílios conjugais.”

A equipe da deputada ressaltou ainda que a atuação de Carla tem abrangência nacional e, assim, ela participa de uma série de eventos pelo país. 

*Com informações do Metrópoles.

LEIA TAMBÉM:

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. No mérito, a deputada tem o direito de “acompanhar o cônjuge” por conta do erário público apenas por sem cõnjuge. Quem pode se mover pelo país em missão política com verba parlamentar é o senador e não o deputado, considerando-se que ele representa os interesses do estado em que foi eleito.

  2. Corrigindo:

    No mérito, a deputada tem o direito de “acompanhar o cônjuge” por conta do erário público apenas por ser cônjuge do militar(passagens por conta dele, verba militar). Quem pode se mover pelo país em missão política com verba parlamentar é o senador e não o deputado, considerando-se que ele deve representar os interesses do estado em que foi eleito.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador