As chances de Moro, por Luis Felipe Miguel

Para a jogada mirando 2022 ter dado certo, Moro teria que ter garantido um vice-reinado no governo

As chances de Moro

por Luis Felipe Miguel

Sei que a eleição passada mostrou que não há limite para a capacidade do eleitorado brasileiro escolher um demente para a presidência, mas acho que Sérgio Moro faz bem em ficar no seu cantinho, aguentando as humilhações públicas quase diárias que seu chefe lhe proporciona e esperando o tempo passar para chegar ao STF.

Não creio que ele tenha condições de disputar as eleições. Como juiz, tornou-se uma espécie de mito exatamente por não ter limites éticos na sua atuação. Péssimo traço de caráter, mas não necessariamente um óbice a futuras pretensões eleitorais. Como ministro, porém, rapidamente revelou-se também frouxo e incompetente. Aí a coisa complica.

As chances de Moro dependeriam de dois fatores. Primeiro, a manutenção de sua imagem heroica, mas é improvável que ela resista à sua passagem pelo ministério. Depois, a possibilidade de escapar de qualquer debate eleitoral, já que ele é notavelmente desprovido de capacidade argumentativa. Mas Bolsonaro já usou esse recurso, que ficará mais custoso depois de sua presidência desastrosa.

Quando o acerto para que Moro virasse ministro foi publicizado, os jornalistas ainda em lua de mel com a direita vitoriosa se apressaram em dizer que o único problema da escolha era que Bolsonaro estava nomeando alguém que ele não poderia demitir. Em menos de um mês de governo, já estava claro que não era nada disso e Moro se tornara um mero enfeite do gabinete; mais exatamente, um capacho.

Leia também:  Miserês, por Wilson Ramos Filho, Xixo

Para a jogada mirando 2022 ter dado certo, Moro teria que ter garantido um vice-reinado no governo, uma área em que pudesse agir por conta própria. Mas não tinha a habilidade ou o brio para isso. Na verdade, provavelmente nem saberia o que fazer com um poder assim.

Se chegar ao STF já estará no lucro. E, lá chegando, encontrando gente como Toffoli, Fux, Barroso, Alexandre de Moraes e Carmen Lúcia, nem se sentirá um peixe fora d’água.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

5 comentários

  1. Cada dia que passa, menos provável será a aprovação dos senadores para que Moro vá para o STF e menos utilidade ele terá para que possa compor com os militares, que não vão querer o Mourão ofuscado. Aliás, o Mourão é o único que está sabendo se capitalizar politicamente no meio da insanidade que é este desgoverno. Ainda é um pouco cedo para o Moro pular do barco do Bozo, para se descolar do show de horrores, e se colocar como candidato… o desgaste está vindo rápido demais e até os que o veem como “o super caçador de corruptos” vão ter tempo de ver os pés de barro do herói ruir.

  2. Moro não irá para o STF. Eu penso que Bolsonaro não queimou o filme do Moro, mas o próprio Moro queimou seu próprio filme desde quando inventou de entrar no governo de laranjas. MORO VENDEU A SUA ALMA AO DIABO.

  3. Mais um desserviço ao Brasil que trabalha e paga impostos discutindo o que NÃO interessa a nação, cansada de tanta FALÁCIA e conversa fiada… BASTA

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome