E se Lula tivesse formado chapa como fez Cristina Kirchner?

Leitores do GGN compartilharam análises sobre uma chapa de Lula e Ciro Gomes, em 2018, ou sobre as eleições 2014, evitando que Dilma sofresse impeachment

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Jornal GGN – Com a decisão da ex-presidente argentina Cristina Kirchner de abdicar de sua candidatura própria e se apresentar como vice na chapa do peronista Alberto Fernández, do Partido Justicialista (PJ), leitores do GGN imaginaram que o caso poderia ter sido aplicado no Brasil nas eleições 2018, em uma chapa que reuniria o ex-presidente Lula e Ciro Gomes, ou mesmo nas eleições 2014, evitando que Dilma sofresse impeachment com apoio do vice Michel Temer.

A possibilidade de formar a aliança em 2018 foi aventada pelos próprios dirigentes partidários no período pré-eleitoral, mas não foi efetivada, diante da falta de expectativas sobre a saída ou não do ex-presidente Lula da prisão. Por outro lado, Ciro Gomes tampouco estava disposto a se apresentar como “vice” de Lula em uma possível liberdade do ex-presidente.

“Está fazendo o que Lula deveria ter feito com Ciro Gomes, na minha opinião. Vamos ver se o público argentino entende da mesma forma”, escreveu o leitor Johnny Doe Jr.

“Sábia, esperta e inteligente. Vão pensar duas vezes antes de derrubar o presidente; o DoJ, através da ‘Lava Jato’ de lá, dará uma sossegada contra ela; vai poder agregar mais em voto, coalizão e liderança política, enquanto vice. Boa sorte aos argentinos”, opinou Lúcio Vieira.

Já o leitor do GGN Wilton Santos ressaltou a posição que Ciro mostrou na sequência das eleições: “Certamente Alberto Fernández não ficou torcendo para a Cristina Kirchner ser presa e ter seus direitos políticos cassado. Também não deve ter xingado a Cristina, sua família, as lideranças e simpatizantes de seu partido. Assim como não tentou se aliar aos partido de direita adversários da provável candidata à presidência. O Alberto Fernández deve ser alguém capaz de dialogar com as principais forças políticas de esquerda do país e não ser uma pessoa arrogante e intolerante.”

Leia também:  Ser preso no fim do julgamento não é favor a ninguém, diz Lula

Abaixo, compartilhamos outro comentário, de Josimar:

“Vamos fazer um exercício de imaginação? E se Lula e o PT tivesse apoiado a candidatura de Ciro Gomes, quais as propostas de Ciro Gomes para o Projeto Nacional de Desenvolvimento?

– Eliminar o subfinanciamento da educação e da saúde causado pela emenda do teto de gastos.

– Implantar creches de tempo integral para crianças de 0 a 3 anos, em parceria com as Prefeituras.

– Criar Escolas Profissionalizantes de Tempo Integral, com Ensino Médio integrado ao Ensino Técnico. As primeiras unidades serão criadas em bairros carentes de grandes cidades e as profissões do Ensino Técnico serão selecionadas de acordo com o mercado de trabalho e necessidades de cada região.

– Elevar a média de anos de estudo da população, criando um programa de redução da evasão no Ensino Médio, premiando as escolas em que a evasão for reduzida e o desempenho dos alunos melhorado.

– Nas universidades públicas, ampliar a oferta de vagas, prosseguir com as políticas de cotas, estreitar laços com políticas e ações no campo da ciência, tecnologia e inovação.

– Fortalecer o CNPq e suas instituições de pesquisa, elevando para 2% do PIB o gasto com Ciência e Tecnologia. Estimular a produção de conhecimento aplicado ao desenvolvimento tecnológico e associado entre empresas e universidades.

– Reduzir a espera para atendimentos ambulatoriais, consultas especializadas, realização de exames, cirurgias eletivas.
Investir em campanhas de prevenção e de vacinação e na formação de médicos generalistas.

– Ampliar o programa Mais Médicos, mas sem empregar profissionais estrangeiros no programa.

– Criar um novo projeto industrial de produção de medicamentos no Brasil.

Leia também:  O fim da onda da "direita lisérgica"? Por Rogério Mattos

– Ampliar o acesso a serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e resíduos sólidos.

– Criar o programa Nome Limpo, para ajudar a limpar o nome de 63 milhões de pessoas no SPC e Serasa (cadastros de pessoas inadimplentes), que assumiram dívidas até 20 de julho de 2018. Isso seria feito através da renegociação, descontando multas e correções.

– Gerar 2 milhões de empregos no primeiro ano de governo. Para isso, implementar um plano emergencial de geração de emprego, que inclui a retomada de obras que estão paradas (como a Transposição do São Francisco) e o investimento em obras de saneamento básico e na construção de moradias populares.
Reindustrializar o Brasil, para o país voltar a crescer e gerar mais empregos.

– Adotar medidas para aumentar a competição entre bancos e reduzir juros. “Eu vou quebrar o cartel dos bancos”.

– Reduzir impostos que recaem sobre pobres e classe média.

– Aumentar impostos para mais ricos, recriando o Imposto de Renda sobre lucros e dividendos e alterando alíquotas do imposto sobre herança e doações.

– Criar um Imposto Sobre Valor Agregado (IVA), unificando vários tributos atualmente existentes.

– Acertar as contas do governo. Para isso, fazer uma reforma da Previdência, reduzir despesas, mudar a composição da carga tributária, baixar a taxa de juros e tornar a taxa de câmbio competitiva.

– Propor uma reforma da Previdência com um sistema público de capitalização, em que trabalhadores fazem uma espécie de poupança para pagar a própria aposentadoria, e com adoção de regras de transição.

– Propor uma nova reforma trabalhista, mas diferente da reforma implementada pelo governo Michel Temer.

Leia também:  Ciromania, por Túlio Muniz

– Implementar políticas de inovação e estímulo ao investimento em quatro grandes setores, cujos insumos o Brasil importa: agricultura, óleo, gás e biocombustíveis, defesa e saúde.

– Utilizar as compras públicas para fomentar o desenvolvimento tecnológico e a geração de empregos qualificados dentro do país.

– Revogar negociação de venda da Embraer para a Boeing.”

Outros comentários podem ser lidos aqui.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. E se o DOJ não quisesse interferir fora dos limites de suas atribuições legais?
    E se a Cristina tivesse uma fração da dimensão política do Lula e do PT?
    São muitas as questões que podem ser levantadas, nesse exercício de previsão do passado.
    Então, que se faça uma proposição para a regra eleitoral no futuro.
    Que se proponha uma regra a ser introduzida na lei eleitoral que estabeleça que qualquer candidato de qualquer partido postulante a qualquer cargo do poder executivo deverá fazer uma consulta prévia aos órgãos abaixo relacionados e só terá sua candidatura aprovada e apta a participar das eleições se, e somente, se:
    a)
    Os seguintes órgãos:
    TSE – Tribunal Superior Eleitoral
    STJ – Superior Tribunal de Justiça
    STF (A) – Supremo Tribunal Federal (Acovardado)
    DOJ – Department of Justice
    CIA – Central Intelligence Agency
    b)
    Os órgãos oficialmente consultados pelos partidos interessados em apresentar candidatos se manifestarão formalmente não ter oposição a apresentar à candidatura proposta.
    Pronto. Estaria resolvida a questão.
    Só faltaria fazer uma pequena revisão no Caput da CF, uma PEC com a seguinte disposição:
    “Todo o poder emana das organizações operadoras da agiotagem internacional, representadas no Brasil pelo Itau, Bradesco e Santander, e, em seu nome será exercido.”
    Daí o Ciro certamente teria sua consulta aprovada e poderia se candidatar, se eleger e o Brasil, enfim, poderia ser feliz para sempre.

  2. Lá vem eles ….os amigos do amigaço dos coronéis cearenses, o tucano enrustido e na época das eleições, viajante fugitivo ….. hoje, um poço até aqui de mágoa…..

    Raquítico de votos, a candidatura morreu de nanismo, mas a culpa é de Lula, pra variar….

    Já deu, né…

    Duvido que Lula dispute outra eleição, faria um papel ainda mais discreto que Cristina, só apoiando um candidato …

    Mas o tucano enrustido? Esquece, esse vai ficar na vontade…..

  3. Ciro Gomes é uma espécie de Requião do Nordeste, uma Marina Silva barriguda, uma Marta Suplicy sem o bundão, um FHC de academia municipal de letras … O Ceará está entregue ao crime organizado, ele não fez nenhuma revolução no Ceará, o que o credencia para a Presidência da Republica? Para quem ingressou na política militando na Arena Jovem do Ceará, Ciro está onde sempre esteve! Esqueçamos esse vaidoso, que só rompeu com FHC porque preferiu Serra a ele e, com Lula, pelo mesmo motivo (em relação a Dilma).

  4. Na época própria, ou seja, quando se definiam as chapas para as eleições de 2018, escrevi nos comentários deste e de outros blogs, bem com em mensagem privada no Facebook para Gleison Hoffman, para o então senador Lindbergh e para o então deputado Wadih Damous, que Lula deveria sair vice de Haddad, pois não existiria o problema da transferência de votos, de sai um entra outro, seria automático.
    Cristina foi mais inteligente e menos vaidosa.
    A impugnação da candidatura era mais que previsível bem como a submissão do PT ao formalismo legal.
    Para quem quiser envio copia das mensagens e posts.
    eudesgouveia9@gmail.com

  5. Ciro Gomes simplesmente seria um Lênin Moreno, apenas isso. Faria tudo para ferrar Lula e o PT. Esse moço é o plano B de quem deu o golpe, de quem planejou o golpe. Tantas viagens a “Harvard”, tantos “estudos” em Harvard não ocultam a situação. Pobres brasileiros que ainda esperam alguma coisa desse homem. Gostam mesmo de ser iludidos. Foi muito melhor esse retardado ter ganhado. Agora está aí manifesto o que eles são. Há uma chance de aprendizado para quem ainda não aprendeu. Ciro Gomes ou Alckmin seria apenas a morte lenta, a enganação demorada, em vez da morte rápida e chance didática que o retardado está propiciando.

  6. Realmente a burrice não tem limites.
    Lula poderia fazer aliança ate com satanás mas não com inúteis como ciro gomes, marina, haddad, etc etc etc.
    O que o PT deveria ter feito era manter a candidatura do Lula obrigando o TSE do operário padrão da globo, aquele merda do barroso, a mostrar o lado em que militam e a cassar a chapa. Se eles não cassassem a chapa e impedissem somente o Lula o PT deveria ter se retirado da eleição e denunciado o golpe ao mundo todo.
    Ai, talvez o bufão filhote do jereissati pudesse até vencer e mostrar a todos a porcaria que é.
    Não tenho dúvidas que seria igual ou pior que estes bozos que estamos sendo obrigados a suportar exatamente por causa daqueles velhotes do stfezinho de merda.

  7. Tem uma diferença fundamental: Cristina Kiechner e Alberto Fernández SÃO aliados e tem o mesmo propósito, já o Ciroportunisna não passa de um José Serra, se acha um predestinado, sem ser!

  8. O PT é o PCdoB deveriam se fundir e lançar o Flávio Dino à presidência da República e o Haddad ao governo do Estado de São Paulo. Pronto! Estaria tudo resolvido para as eleições de 2022!

  9. É perda de tempo insistir nisso. Ciro Gomes quis ser eleito sem voto; quis os votos dos petistas sendo antipetista. Aceitou 9 e continua axceitando) tranquilamente todas as provocações dos odiadores do Lula e do Partido dos Trabalhadores. Não ganhou um voto a mais no campo à direita póor causa disso, mas, pouco adianta a evidencia. Fora a agenda macroeconomica, até hoje não se sabe COISA NENHUMA o que ela acha sobre a Direitos Humanos, minorias, etc. Queria o quê, que o PT, PT, PT se jogasse da ponte para o guarda da cancela abrir passagem pra ele? A lógica simplesmente escapa. Saiu de São Paulo, foi pro Ceará e veio pro Rio…Quis acreditar que é “malandro”. Boa sorte. Nem o Lupi, Presidente do PDT, demosnstra alguma paciencia a mais com ele.

  10. Pegando um atalho no comentário do zégomes, por que será que muitos, em vez de aprender com o conhecimento revelado no simulacro de eleições presidenciais realizado em 2018, preferem não enxergar o que se tornou óbvio e se perdem em exercícios de previsão do passado?
    O que aconteceu é realmente um fato histórico que, embora trágico, tem muito a ensinar aos brasileiros e ao mundo inteiro.
    Aqui, como alhures, a democracia é uma utopia que o sistema capitalista não permite que se realize.
    O primeiro movimento político, que levou ao pé da letra os princípios fundamentais de Democracia e Republicanismo, que, não obstante isso, fez a melhor administração que esse país já teve, acabou por revelar-se imbatível em eleições e ináceitável para as quadrilhas dominantes do país, que o Jessé Souza chama carinhosamente de “Elite do Atraso”. Como não havia meios de vencer referido movimento em eleições legítimas, partiram para o quanto pior melhor.
    Ora, aí é que está o ensinamento que o país não poderia aprender se não se tivesse criado essa condição inédita na história de faz de conta da democracia brasileira.
    Esse material fecal que armou o “grande acordo nacional, …. “com STF, com tudo”, já estava aí, e sempre esteve, e mandava e continua mandando em governos, em todos os níveis das esferas da federação.
    Mandavam, inclusive, nos governos Lula, mas não conseguiram e talvez não conseguissem jamais derrubá-lo, por meios legais.
    Mais de trinta anos de campanhas eleitorais ilegais diárias não foi suficiente para neutralizar o inimigo.
    Aí está o ensinamento:
    Se não tivesse surgido esse movimento político de magníficas proporções, a referida matéria fecal não teria sido obrigada a revelar-se e todos os pobres incautos brasileiros continuariam acreditando em Papai Noel e na estória da maçã que aquela moça deu pro cara lá no Paraíso.
    A história real revelou-se para quem quer e quiser enxergá-la. A matéria fecal existe e habita o nosso meio, assim como faz a metéria escura no universo. O Céu, o Paraíso e o Inferno, são ambientes dos contos de fada que se contam para adultos. O inferno é aqui mesmo.

  11. Àqueles que não se cansam de repetir os predicados do Coroné (que leram em algum lugar e aceitaram como vdd) estou esperando até hj provas concretas de sua tão falada competência. Tenho 51a, moro/sou do CE, acompanho o dito desde que entrou na política e o que vejo é uma pessoa extremamente autoritária, desagregadora, que vai onde lhe dão o tão almejado espaço. Não tarda e, ou sai do PDT por vontade própria ou será chutado de lá. Assim como o obcecado Serra, acha que o divino lhe deu a missão de ser presidente. Some-se a isso tudo, o ódio mortal que tem destilado ao PT. Inveja de doer. Portanto, o PT que se cuide, qq aliança com Ciro, corre o risco de ser traído. Se puder, ele vc destrói o PT. Alô, PT…veja o que aconteceu no Equador.

  12. O petê está morto e enterrado. Ninguém mais, além dos militantes doutrinados e alguns paspalhos mais, quer vê-lo no poder. Lula morre na cadeia e com ele o petê dá o seu último suspiro. Prova é não só a eleição do bozo, a derrota humilhante de Hadad em São Paulo e o desaparecimento do partido RS, no RJ e, a partir de agora, em Minas. Prova é que nem com as merdas que a turma do bozo tem feito está resultando em uma nova empatia com o petê. A sua arrogância e de seus militantes encheu o saco de todo mundo. Ninguém mais suporta esses doentes e seus blogs quinta coluna – DCM e Brasil 247, os principais. Tchau, sarnas.

  13. Nassif, penso que o ponto em que Lula deveria ter seguido a Cris K. seria o de não se retirar das eleições. Lula optou por seguir o modelo norte-americano e também do FHC: montar um instituto e ficar dando palestras. Cristina não! Com uma visão mais aguda de geopolítica, Kirchner percebeu o que o judiciário e as elites lhe preparavam, e, primeiro golpe que lhes deu foi eleger-se senadora, garantindo assim não só a vivacidade de seu capital político, como a imunidade.
    A pergunta adequada, já que estamos lidando com suposições pretéritas, a meu ver, seria: e se Lula, em 2014, tivesse se candidatando a governador de São Paulo?! Teríamos Haddad, Lula e Dilma à frente dos governos mais importantes, teriam tirado o PSDB de SP. Claro que o judiciário paulista que nunca se esforçou muito par investigar tucanos faria hora-extra para vigiar e dificultar a vida de Lula.
    O erro de Lula foi ter deixado um vácuo de poder. Na esquerda, enquanto não acabar com a desigualdade profunda e as instituições não se tornarem estáveis, não podemos nos dar ao luxo de férias.

  14. depois das tragedia brasileira
    fica mais fácil tomar a decisão que ela tomou…
    evidentemente, é uma sacada genial da cristina….
    crucial: fernandes era parceiro de nestor.
    portanto, é confiavel…

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome